Polícia Quinta-Feira, 03 de Abril de 2014, 11h:41 | Atualizado:

Quinta-Feira, 03 de Abril de 2014, 11h:41 | Atualizado:

SEGURANÇA DE JOÃO

Ativista acusa segurança de João de agressão dentro da Câmara

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

ExtraMT

ATIVISTA (1).jpg

Ativista registrou ocorrência por agressão contra segurança de João Emanuel

A ativista do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE), Ivonete Jacob, acusou um segurança do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, vereador João Emanuel Moreira Lima (PSD), de agredi-la fisicamente nas dependências do legislativo na manhã desta quinta-feira. Representantes do Movimento estiveram no poder legislativo para acompanhar a entrega do relatório da Comissão de Ética, que pediu a cassação do parlamentar.

De acordo com a ativista, ela abordou o vereador para questioná-lo, de forma irônica, sobre o tratamento que ele recebeu nos três dias em que esteve detido na Polinter após deflagração da Operação Aprendiz 2. 

Segundo ela, o vereador respondeu de forma ofensiva. "Fui tratado como a sua mãe te trata", teria respondido João Emanuel.

Após a resposta, João Emanuel saiu andando e não conversou mais com a ativista. Todavia, o segurança que acompanhava o parlamentar desferiu um soco no rosto dela. 

Após ser agredida, Ivonete deu entrevistas relatando o ocorrido e se dirigiu a uma delegacia para registrar boletim de ocorrência por agressão. Outros membros do MCCE a acompanham. 

A assessoria do parlamentar negou que houve agressão física. O bate-boca entre a ativista e o parlamentar foi confirmado. Já o segurança, deixou a sede do legislativo após a confusão.





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet