13 de Novembro de 2019,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019, 17h:33 | Atualizado:

CLUBE DO CARIMBO

Caminhoneiro vira réu por transmitir HIV em MT

CAMINHONEIRO.jpeg

 

O caminhoneiro Haroldo Duarte da Silveira, de 32 anos, passou a responder a processo na Justiça Criminal por transmitir, de propósito, o vírus HIV a quatro mulheres. A Justiça aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público Estadual (MPE), no dia 7 deste mês, e ele virou réu.

O processo contra ele tramita na 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher.

Haroldo foi indiciado por quatro tentativas de feminicídio e está preso desde o dia 29 de agosto deste ano. Segundo a Polícia Civil, há mais dois inquéritos em andamento para investigar a conduta dele em relação a outras duas vítimas.

A materialidade dos crimes foi comprovada após exames laboratoriais das vítimas e do acusado.

As vítimas afirmaram à polícia que, durante as relações sexuais, Haroldo não anunciou ser portador da doença e não usou métodos contraceptivos.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado agiu com dolo - quando há intenção de cometer o crime - porque assumiu o risco de contaminar suas parceiras com “doença que se não detectada e tratada poderia levar a morte”.

Em depoimento, o acusado confessou o crime.

Uma das vítimas disse que descobriu o vírus durante exames de rotina. Ela contou que, durante o tempo em que foi casada com o suspeito, ele nunca falou sobre a doença.

“Eu gostava dele e, como já estávamos juntos há um tempo, aceitei ter relação sem preservativo”, disse.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS