19 de Agosto de 2019,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 20h:04 | Atualizado:

CONDENAÇÃO

Ex pega 17 anos de prisão por matar universitária a tijoladas em Cuiabá

Crime ocorreu em 2017 no bairro Serra Dourada, em Cuiabá

wellington-dineia.jpg

 

O Tribunal do Júri de Cuiabá condenou Welington Fabricio de Amorim Couto a 17 anos de reclusão, em regime fechado, pelo assassinato da universitária Dineia Batista Rosa, sua ex-namorada. A sessão de julgamento foi realizada nesta quinta-feira (23) no Fórum de Cuiabá.

A defesa alegou insanidade mental, mas a tese não foi acolhida no julgamento. O réu confessou a prática do crime.

O feminicídio foi cometido no dia 20 de maio de 2017, numa casa localizada no Bairro Serra Dourada, em Cuiabá.

Conforme a ação, Welington não aceitava o fim do relacionamento com a vítima, que teria rompido o namoro após descobrir que o homem já havia matado outra mulher em 2008.

O policial que atendeu a chamada encontrou a vítima com marcas de murro e estrangulamento e revelou que próximo havia um pedaço de tijolo que o réu utilizou para bater na cabeça da vítima. Welington também utilizou um fio de energia que ele havia levado no bolso, com a intenção de cometer o crime.

O filho dela, de 8 anos, presenciou o crime e foi ameaçado pelo suspeito.

Ela teve o rosto desfigurado. Antes de estrangulá-la usando um fio de energia, ele teria dado uma tijolada na cabeça da vítima. O corpo da vítima foi encontrado no banheiro da residência.

Na delegacia, Welington confessou o crime e afirmou que desconfiava que Dineia estivesse traindo-o.

A vítima fazia estágio no Fórum de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS