11 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 09h:27 | Atualizado:

SUBORNO

Flagrado com carro roubado, dentista oferece R$ 10 mil para não ser preso em VG

Motorista ainda estava dirigindo sob efeito de álcool

dentista.jpeg

 

A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva) prendeu na tarde de domingo (04), próximo ao aeroporto em Várzea Grande, um homem de 31 anos que trafegava com um automóvel proveniente de roubo. O carro conduzido pelo dentista estava com placas falsas e com diversos indícios de adulteração.

Ao ser informado sobre a constatação de que o veículo Toyota/Corola era produto de crime (roubado) e que estava adulterado, bem como que os documentos apresentados eram falsos, o conduzido ofereceu vantagem indevida aos policiais civis.

Para que não fosse preso, o investigado ofereceu a quantia de R$ 10 mil reais. Pela tentativa de suborno, Alexandre Garcia de Castro, foi autuado pelo crime de corrupção ativa.

Além da placa falsificada, havia outros vestígios claros de adulterações de sinais identificadores do veículo, como ausência de plaqueta de identificação no porta-malas; ausência das etiquetas auto-destrutivas na coluna da carroceria; numeração dos vidros adulteradas e sinais de adulteração na numeração de chassi.

No momento da abordagem, o dentista bebia uma lata de cerveja. Para verificar o estado de alcoolemia do suspeito foi acionada a equipe de policiais civis da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), que realizou o Teste de Etilômetro, e constatou 0,17mg/l, tratando-se de infração administrativa de trânsito. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do dentista foi recolhida. Para incidir no tipo penal do artigo 306 da Lei 9.503/97 havia necessidade de quantia igual ou superior a 0,30mg/l.

Conduzido à Delegacia, o dentista foi autuado em flagrante pelo delegado de polícia Marcelo Martins Torhacs pelas práticas dos crimes de receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor; uso de documento público falso, e corrupção ativa.

O investigado foi conduzido à unidade prisional, ficando à disposição do Judiciário.

 

Galeria de Fotos



Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • PAULO | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 11h18
    44
    5

    Anna Arantes vai estudar para passar no próximo concurso da Policia Civil é melhor do que ficar falando do trabalho policial. Voce vai ter que estudar muito porque a concorrência vai ser alta devido ao plano de carreira e remuneração de progressão nos cargos recebido pelo trabalho prestado a sociedade. Essa Anna deve ser mais uma que anda na ilegalidade. Os policiais estão cumprindo com suas obrigações e atribuições. Prova disso foi a prisão desse delinquente da lei preso que acha que pode andar com carro roubado.

  • Juca da Lixeira | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 10h54
    36
    3

    Do jeito que as coisas andam, Se acha que Policial Civil que ganha em torno de 6 a 14 mil por mes vai arriscar o emprego dele que será uma aposentadoria futura por 10 ou 20 mil reais. As coisas mudaram o cara para aceitar alguma coisa só se for algo que nunca mais na vida dele vai precisar trabalhar para alguem. Acabou epoca de propina e os que ainda pega cuidado que a ksa cai e se cair corregedoria nao perdoa nao.

  • Marco Antonio | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 10h40
    38
    6

    Anna Arantes, não fale besteiras!

  • Anna Arantes | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 10h14
    22
    65

    Se oferecesse 20 ia ta de boa.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS