05 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 15h:23 | Atualizado:

TRAGÉDIA DO ALPHAVILLE

Mãe de garota morta vê erro de delegado e exige fiança de R$ 1 milhão a empresário em Cuiabá

Preso por posse ilegal de arma de fogo, pai de menina que atirou pagou apenas R$ 1 mil para ser solto


Da Redação

isabeli-lamborghini.jpg

 

A mãe da adolescente Isabele Guimarães Ramos, que foi morta na noite de domingo com um tiro na cabeça disparado pela amiga da mesma idade, no Condomínio Alphaville 1, em Cuiabá, recorreu à Justiça pedindo que seja elevado para R$ 1 milhão o valor da fiança do empresário Marcelo Martins Cestari, de 46 anos. Ele é pai da menor que fez o disparo acidental e dono da arma utilizada no crime.

Marcelo é atirador esportivo e foi levado para a delegacia para se explicar depois que a Polícia Civil apreendeu sete armas em sua residência logo após a morte de Isabele em sua residência na noite do último domingo (12). Ele foi autuado por posse ilegal de arma de fogo, mas pagou fiança de R$ 1 mil e foi liberado. 

Na petição, assinada pelo advogado Hélio Nishyama, e protocolada junto á 10ª Vara Criminal de Cuiabá, a empresária P.H.G.R. quer que a autoridade policial reforce o valor da fiança com base nos artigos 326 e 340, I, ambos do Código de Processo Penal. Consta no documento que Marcelo Cestari foi preso em flagrante porque duas das sete armas encontradas em sua residência estavam sem registro.

A mãe da vítima considera a fiança de R$ 1 mil irrisória diante do poderio financeiro da família da garota responsável pelo disparo que matou Isabele. "Logo se percebe que a autoridade policial arbitrou fiança ao flagrado no valor mínimo previsto em lei, violando, assim, os critérios definidos no art. 326 do CPP, notadamente a natureza da infração e as condições pessoais de fortuna", sustenta a defesa da empresária que já havia perdido o marido, neurocirurgião Jony Soares Ramos, de 49 anos, que morreu num acidente, em junho de 2018 na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), em Cuiabá,  e agora perdeu a filha adolescente. 

Ela cita, inclusive, o valor aproximado da mansão que o empresário mora no condomínio de luxo situado no bairro Jardim Itália. "O flagrado reside numa mansão no condomínio mais luxuoso de Cuiabá, Alphaville I, inclusive a apreensão das armas de fogo se deu no interior de sua residência. Ora, Excelência, é público e notório que uma residência no condomínio em que reside o flagrado custa, no mínimo, R$ 2.000.000,00", sustenta.

Em outra parte, detalha sobre um dos veículos de Marcelo Cestari, que é dono de um carro de luxo de quase meio milhão de reais. "Na garagem da residência do flagrado há, nada mais nada menos, que o veículo Lamborghini, por ele arrematada no Tribunal de Justiça de São Paulo pelo valor de R$ 425.000,00. E mais, vale destacar que todos os policiais envolvidos na ocorrência na residência do flagrado, incluindo a autoridade policial, e até mesmo o advogado signatário, testemunharam o veículo em questão estacionado na garagem do flagrado", consta na petição que traz em anexo a foto do veículo de luxo. 

Com esses argumentos, a defesa da empresária argumenta que a autoridade policial  agiu com desacerto ao desconsiderar as consequências concretas do crime de posse irregular de arma de fogo no momento de quantificar a fiança do flagrado. "Se não bastasse a inobservância quanto à consequência do crime, ainda se verifica que a autoridade policial não se atentou para condição financeira do flagrado", afirma.

FORTUNA ACIMA DE R$ 15 MILHÕES

No total, a defesa da família de Isabelle aponta cinco fatores que demostram ser o empresário Marcelo Cestari dono de uma fortuna de milhões de reais, o que segundo a petição, fica nítido ao observar os bens de alto valor. Nesse contexto, cita que ele é dono de uma aeronave Beech Aircrft avaliada em US$ 500 mil, o equivalente a R$ 2,5 milhões.

Também aponta que ele é sócio/administrador de uma empresa de telecomunicações, cujo capital social é de R$ 10,4 milhões. O advogado da empresária observa ainda que embora não saiba o valor exato das armas apreendidas na residência de Marcelo, é certo que o seu valor supera, em muito, o valor da fiança.

Destaca ainda que a somatória do patrimônio do empresário supera R$ 15,3 milhões, somente num primeiro momento, sem incluir saldo bancário, aplicações, outros veículos e imóveis. "Em resumo, Excelência, a autoridade policial arbitrou valor mínimo legal de fiança para uma pessoa que reside no condomínio mais luxuoso de Cuiabá, possui um veículo Lamborghini e aeronave própria, e é sócio/administrador de uma empresa de mais de 10 milhões de reais, cujo crime imputado no auto de prisão em flagrante teve como consequência a morte de uma jovem de apenas 14 anos", consta na petição que ainda será analisada pelo juiz João Bosco, titular da 10ª Vara Criminal de Cuiabá.



Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Cláudia | Quarta-Feira, 15 de Julho de 2020, 10h30
    1
    2

    Um salário mínimo de fiança!! E o porte ilegal de armas?? Porque pelas informações nem todas as armas estavam legalizadas. E a mãe dessa menina? Quem é mãe mesmo que não perdeu um filho, sofre com isso. Imaginam a mãe! Só Deus mesmo pra confortar. Já que esse empresário foi imprudente , a filha tbm, porque uma menina de 14 anos, que prática até aulas de tiro... Sabe o que faz, porém é de menor. O mínimo que deveria ser feito é pegar uma fiança bem maior e reverter em ajuda aos necessitados. O mundo precisa de Deus, os jovens precisam de Deus, as crianças precisam de Deus. Com Ele já está difícil, imagina para os que só querem adorar mamon

  • BRUNA | Quarta-Feira, 15 de Julho de 2020, 09h37
    2
    3

    Me desculpe minha senhora, mais esse dinheiro não trará sua filha de volta! se quer algum acréscimo em sua vida, perdoe o que aconteceu e ore para que sua filha tenha um caminho de luz! Não acho certo pessoas pedirem dinheiro quando um ente querido falece, caso você dependesse financeiramente até poderia se pensar, mais foi uma fatalidade! meus sentimentos pela sua filha e pense melhor, VALORES, tem significado bem diferente desse que a senhora está exigindo! fique em PAZ, Deus te abençõe!

  • Elisofia | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 23h49
    5
    0

    Vergonhoso esse Brasil ;o mas engraçado o pai tôma qse 8 armas dentro de casa uma filha q a 3 anos praticava tiros?pegou a arma do pai inrrespnsavel por deixar a arma em qualquer lugar ;Porq se uma filha de menor tinha acesso a elas é por irresponsabilidades do pai?E porque q essa palhaça ñ deu um tiro na própria cabeça?outra vi uns comentando q os pais ñ tem q se responsabilizar pelos atos do seus filhos??como ñ ??Se fosse um filho de pobre q tivesse feito isso a responsabilidade era dos pais né q ñ soube educar ,Ñ deu vida boa ,Ñ pois na escola !!me poupem

  • Maura | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 20h14
    7
    9

    Creio que seja uma fatalidade mesmo, outra mesmos pagar milhões ser milionário não vai trazer sua filha de volta...segura na mão de Deus e pede ele para te confortar porque nada agora vai trazer sua filha de volta

  • Valdeir | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 19h01
    11
    3

    Minha senhora, cobre mesmo.E exija punições. É uma aberração o valor dessa fiança. Pergunte também se esse sujeito identificou todas as armas encontradas e as apreendidas. Tem angu nessa sopa.

  • Cidadão Cuiabano | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 18h52
    2
    13

    Oportunismo barato em cima de uma fatalidade! Infelizmente esse é o ser humano! Que esse empresário responda pelo erro, porém falar em homicídio, reforço de fiança? Faça-me o favor! O crime é de porte ilegal de arma, qualquer ilação em sentido diverso é puro oportunismo e irresponsabilidade, que não trará essa jovem falecida de volta à vida e não irá reparar o estrago na vida de todos os envolvidos nessa FATALIDADE, nesta TRAGÉDIA! DEUS tenha piedade dos seres humanos, ainda temos muito que evoluir! Justiça seja feita, porém, não o justiçamento! Hipócritas!

  • AECIO never | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 18h30
    15
    12

    Todos os envolvidos nesse imbróglio "são gente boa", todos Bozonaristas, vizinhos de delegados, juízes, promotores, governador, empresários mamadores do Estado, etc. No entanto tudo será resolvido ao modo deles. Pobre, a adolescente, que perdeu a vida de forma inda inexplicável.

  • Orlando Antunes | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 17h59
    8
    25

    Nada trará sua filha de volta. Foi uma fatalidade. O dinheiro que o senhor (pai da outra menina) tem, não implica nos fatos. Absorva a dor e perdoe a outra menina, que deve ter morrido pela metade tambem. Segura na mão de Deus.

  • Anti Petista | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 17h23
    20
    23

    Os Petistas não perdem a oportunidade de culpar o "bolzo" por tudo. Acostumem, pois vão culpar o "bolzo" até 2026, depois 2030, 2034.

  • LAZARO | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 17h15
    32
    4

    Que a fiança seja de 10 milhões e que sirva de exemplo para alguns cretinos que teimam em ter armas em casa. Arma é sinônimo de tragédia, que desta vez levou a vida de uma jovem de 14 anos que tinha todo o futuro pela frente e deixou uma mãe que estava recuperando da morte do marido e agora tem que conviver com mais essa tragedia. Muito triste....

  • Zaqueu | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 17h08
    24
    1

    1000 reais e finança que vergonha .

  • Leito | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 16h42
    16
    11

    "Ahhh se fosse de tal bairro ia ser diferente" Aaaa p..p...q...p....!! as pessoas possuem a mania de se auto excluirem!

  • Antônio Jose Santos | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 16h36
    12
    28

    um erro nao justifica o outro se ele ten dinhero e porque trabalhou nao podemos jugar as pessoa por elel pusuir bens jugar um pai pelo erro do filho e injusto

  • Augusto cezar | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 16h31
    18
    3

    Ainda vem idiota politizar a desgraça. que Deus conforte essa mãe...

  • Celso | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 16h28
    14
    7

    Se fosse um pobre dependente químico, com uma pequena porção de droga, permaneceria preso ou com uma fiança muitas vezes maior. Obviamente que foi uma tragédia, mas nem por isso deve relativar a gravidade da situação. De qualquer maneira é muito triste, lamentável e trabalho do delegado deve ser tbém respeitado

  • Daniel | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 16h09
    46
    4

    Mil reais de fiança para empresário com Lamborghini na porta de casa é inacreditável para dizer o mínimo. Delegado, vaza, deixe outro investigar isso.

  • Vitoria | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 16h09
    31
    7

    Marcelo deveria estar preso não por porte ilegal, mas sim por ser o irresponsável deixando armas disponíveis. O problema disso tudo é que corre grande risco de nada acontecer e a morte ficar impune.

  • Dandara | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 16h01
    23
    7

    Se fosse moradora do jardim Florianópolis, estava a família inteira presa. Porém, vejo que a família da vítima está muito bem representada. Rezo pela família e torço para que o caso sirva de exemplo à galera que quer se armar.

  • Advogado criminalista | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 15h48
    18
    17

    Se o Juiz aumentar o valor da fiança será tão somente pela repercussão que o caso tomou. Não se mede o valor da fiança somente pelos bens materiais do acusado, a outros esquisitos a serem analisados conjuntamente.

  • galvao | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 15h37
    26
    5

    ai eu te pergunto: pode isso arnaldo????????? eita brazilzaooooooooooo

  • Ernesto | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 15h34
    32
    24

    Turma do Bozo se protege. Brigue por justiça, senhora. Sua filha não deve morrer em vão.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS