24 de Agosto de 2019,

Polícia

A | A

Terça-Feira, 08 de Julho de 2014, 12h:52 | Atualizado:

TRAGÉDIA NA

Três sobreviventes de acidente entre 11 veículos estão internados

Três sobreviventes de um acidente que envolveu 11 veículos e matou quatro pessoas, na Serra do Mangaval, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, no último domingo (6), continuam internadas. Duas delas passaram por cirurgia e permanecem internadas no Hospital Regional de Cáceres, sem previsão de alta. Já o menino de 9 anos, que estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), foi transferido para um hospital particular de Cuiabá nesta segunda (7)

A quarta vítima do acidente que também estava internada no Hospital Regional de Cáceres após fratura na cabeça recebeu alta nesta quarta-feira (9). A mulher voltava de San Matías, na Bolívia, para Cuiabá, onde mora, quando o veículo em que estava foi atingido por uma carreta desgovernada carregada de madeira. Ela sofreu uma pancada na cabeça devido o impacto da colisão e deve continuar o tratamento neurológico, segundo o hospital.

No acidente, três pessoas morreram no local, sendo que uma delas era o motorista da carreta que teria provocado o acidente, e 17 foram levadas para o hospital. Uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu ao receber atendimento médico. A vítima morava em Goiânia. Outras 12 foram liberadas logo depois de serem atendidas e outras quatro ficaram internadas. Essas quatro vítimas que tiveram ferimentos mais graves estavam em veículos diferentes.

Segundo informações da unidade de saúde, a mulher e o homem que permanecem internados na unidade tiveram fraturas na mão e na perna direita, respectivamente, e passaram por cirurgia nos membros. 

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os veículos estavam parados por causa de outro acidente registrado momentos antes e a carreta desceu a serra em alta velocidade e não parou, 'varrendo' os carros. Provavelmente, a carreta estava sem freio, pois, segundo a PRF, não havia marcas de frenagem na pista.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS