13 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 21h:32 | Atualizado:

CRISE DO DUODÉCIMO

AL espera pagar salários nesta sexta em MT


Da Redação

BOTELHO-TAQUES.jpg

 

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), declarou publicamente que não vai aceitar a proposta do governador Pedro Taques (PSDB), de retirada de 20% do dinheiro do duodécimo, para o Legislativo auxiliar no pagamento da dívida do Estado com o Bank of América. “O secretário de Fazenda [Rogério Gallo] tem dito que não quer que 2017 e 2016 'contaminem' 2018 no Executivo. Então, não pode contaminar também o recurso dos Poderes. Vamos fazer 2018 da maneira correta. Já que tem condição, não vamos contaminar 2018, vamos dar prioridade. Então, eu, sinceramente, não concordo com proposta”, afirmou. 

Por conta de atrasos no repasse do dinheiro que deve ser feito pelo Executivo, a Assembleia Legislativa não conseguiu pagar o salário dos servidores efetivos, comissionados e aposentados no dia 30 deste mês, conforme ocorria tradicionalmente. Ao mesmo tempo em que sinaliza não concordar com a proposta do Executivo, Botelho ressaltou não ter a garantia do Executivo de que será transferido o dinheiro do duodécimo correspondente ao mês de janeiro. 

A expectativa é que o dinheiro entre em caixa nesta sexta-feira (2). Porém, se houver a liberação, o dinheiro servirá somente para pagar a folha salarial, não incluindo as despesas com fornecedores de material e prestadores de serviço. “Janeiro já encerrou e a única garantia é a promessa de repassar o valor da folha de pagamento na sexta-feira (2). Mas sobre custeio não foi falado. Não deram garantia. Estamos insistindo”, afirmou.

 



Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Said Joseph | Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 13h46
    0
    0

    Os funcionários da Assembleia Legislativa ganham muito bem e podem esperar. Porquê não receber no dia 20/02/2018, como todo resto do funcionalismo? Porquê tanto privilégio? Todos são iguais perante a Lei.

  • Jamil | Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 12h58
    0
    0

    ESTA AI A REALIDADE DOS PODERES DE MT! QUANDO SE FALA EM DINHEIRO ATRASADO,REPASSE. ELES SÓ PENSAM NO BEM ESTAR DELES, INTERESSES DELES,UNIR O UTIL COM O AGRADAVEL. PQ NUNCA SE UNIRAM PARA DEFENDER INTERESSES DA POPULAÇÃO CUIABANA MATOGROSSENSE. QUE É O GOVERNO PAGAR REPASSE ATRASADOS PARA A SAUDE PUBLICA, QUE TEM QUE SER PRIORIDADE. POIS É UMA CAUSA HUMANITARIA. E NÃO BENEFICIOS,REGALIAS,MORDOMIAS, AUXILIOS ?QUE SÃO USADOS A MAIOR PARTE DOS MILHOES DE REPASSE TODOS OS MESES PARA OS PODERES.É UMA VERGONHA O QUE OS POLITICOS E OS PODERES FAZEM COM O DINHEIRO PUBLICO . E A POPULAÇÃO DE TRABALHADORES DA CLASSE POBRES(CRIANÇAS,JOVENS,ADULTOS,IDOSOS) MORRENDO EM HOSPITAS, POR FALTA DE UTIS,MEDICAMENTOS,CIRURGIAS,EXAMES. E OS BACANAS DOS PODERES FAZENDO CHANTAGEMS E BATENDO DURO NO GOVERNO POR CAUSAS PROPRIAS INTERESSES PROPRIOS. PARABENS AOS JUDAS DOS PODERES.SAUDE EM PRIMEIRO LUGAR. TEM QUE SER NÃO OS PODERES.A População matogrossense sabera dizer não a todos politicos da elite(deputados,senadores,presidente) que estão no poder hoje , nas urnas em 2018.

  • Doralice | Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 10h35
    3
    0

    O Botelho paga todo mundo, não se preocupem. Ele tem uma factoring e vai emprestar a juros compatíveis com o mercado de agiotagem.

  • Servidor | Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 09h13
    2
    0

    Esse Botelho o que tem de feiura tem de burrice.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS