Política Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 00h:30 | Atualizado:

Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 00h:30 | Atualizado:

VOZ DA EXPERIÊNCIA

Campos lembra que VLT afundou Taques e alerta Mauro

Ex-governador lembra que 90% da sociedade deseja conclusão de modal

WELINGTON SABINO
Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

julio-mauro.jpg

 

Integrante da família Campos, que há décadas tem Várzea Grande como “reduto eleitoral”, o ex-governador e ex-prefeito Júlio Campos (DEM), afirma que 90% da população várzea-grandense defende a conclusão do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), obra lançada para a Copa do Mundo e que está paralisada desde o final de 2014 após consumir R$ 1,1 bilhão sem qualquer perspectiva de ser retomada e concluída. Ele mandou um recado direto ao correligionário Mauro Mendes, que assumiu o governo de Mato Grosso em janeiro deste ano.

O governador vem sinalizando que não pretende retomar a obra iniciada na gestão Silval Barbosa e que permaneceu parada durante os quatro anos do governo Pedro Taques (PSDB). “Nós várzea-grandenses queremos que termine o VLT, 90% da população de Várzea Grande é contra qualquer mudança”, afirmou Júlio Campos durante entrevista ao Jornal do Meio Dia da TV Vila Real na última terça-feira (15). 

Embora esteja judicializada com ações em andamento na Justiça Estadual e Federal por suspeita de fraudes na licitação lançada em 2012, a obra do VLT nunca esteve entre as prioridades do ex-governador Pedro Taques. O tucano, ao assumir o Governo em janeiro de 2015, determinou realização de auditorias, mediações, mas não adotou qualquer medida para levar a obra adiante. 

Júlio Campos avalia que tal decisão foi um dos motivos da histórica derrota de Taques ao buscar a reeleição em 2018. “Pra mim, foi um grave erro do Pedro Taques, uma das consequências da derrota dele como governador foi não ter concluído o VLT, ter abandonado. Porque se ele tivesse, com toda a dificuldade, se tivesse todo mês dedicado R$ 10 milhões ou R$ 15 milhões pra concluir essa obra, já estava concluída, inaugurada e funcionando”, opinou o democrata. 

No mês passado, também em entrevista à TV Vila Real, o governador Mauro Mendes praticamente descartou a implantação do modal e admitiu que avalia trocar o VLT pelo o BRT (Bus Rapid Transport) que são linhas de ônibus de trânsito rápido. Ele revelou que pretende procurar pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que possui um estudo demonstrando que o sistema de transporte é mais eficiente, viável e barato para a região Metropolitana de Cuiabá do que o VLT. 

Sobre essa possibilidade Júlio Campos é contra, pois segundo ele, trata-se de algum grupo empresarial querendo convencer o governador para defender interesses próprios e não da população de Várzea Grande e Cuiabá. 

“Hoje tem muita gente dizendo que fica caro terminar o VLT. Mas veja bem é muito mais caro se não terminar essa grande obra. O Mauro Mendes tem que ter a consciência de que ele não pode ir na conversa fiada de certas pessoas que querem mudar o sistema”, argumenta o democrata. 

Para ele, o VLT já é uma realidade e os moradores de Várzea Grande não podem ficar no prejuízo. “Berlim está agora investindo 8 bilhões de dólares num sistema de transporte urbano. Cuiabá com pouco mais de 50 milhões de dólares, nem isso, terminará o VLT. São cerca de 30 quilômetros servindo não só Cuiabá e Várzea Grande, mas também o centro de Cuiabá e o Coxipó”, pontua o político. 

Por fim, Júlio Campos argumenta que a obra precisa ser prioritária e depois de concluída vai dar outro visual e melhorar o meio ambiente por não consumir diesel, combustível utilizado no BRT e que seria mais prejudicial. “Várzea Grande exige, pede a complacência do governo estadual, do governo federal, do Ministério Público, da Justiça. A conclusão do VLT seria um grande presente não só pra Cuiabá como principalmente pra Várzea Grande”. 

VG FERIDA DE MORTE 

Sobre as obras paralisadas em Várzea Grande até Cuiabá que alterou o trânsito e a rotina de alguns estabelecimentos comerciais ao longo da Avenida da FEB, o ex-governador também lamenta e por isso defende a conclusão do modal. 

“O VLT tem uma grande parte já concluída. Feriu de morte Várzea Grande e prejudicou o comércio. Muito empresário quebrou, muita gente já perdeu a vida naquele trecho. Do Aeroporto Marechal Rondon até a ponte Júlio Müller nós somos um pouco mais adiantado nas obras”, argumenta Júlio Campos. 

A OBRA 

Pelo projeto inicial, o VLT teria duas linhas de trilhos com 22 quilômetros de extensão. Uma delas ligando o Aeroporto Marechal Rondon em Várzea Grande à região do CPA em Cuiabá cortando todo o centro da Capital. A outra linha devia começar na região do Coxipó e seguir até ao centro de Cuiabá. 

A obra foi contratada pelo valor de R$ 1,477 bilhão em 2012 e paralisada no final de 2014, ainda no governo Silval Barbosa após consumir R$ 1,1 bilhão na compra de trilhos e 42 vagões e sistema de controle do modal. Embora controversas, existem projeções de que para ser concluída precisaria de pelo menos mais R$ 1 bilhão, dinheiro que Mauro Mendes afirma que o Estado não tem em caixa.





Postar um novo comentário





Comentários (16)

  • Santos

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 12h26
  • Dizer que o BRT é mais eficiente e viável que o VLT é brincadeira, acho que MM estudou pra ser Burro
    2
    0



  • Florinda

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 11h35
  • Júlio José de Campos isso mesmo o senhor tem visão, abre os olhos de MM, que os povos cuiabano e várzea-grandenses merecem esse modal sim, BRT já erra, ultrapassado, só assim no final de governo vai ser surpreendente o resultado, foi bom prefeito tem que ser bom governador, avante MM o povo está com o senhor.
    1
    0



  • Ernesto

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 11h33
  • Tenho convicção que Julio Campos, é igual ao Temer, 40 (quarenta) anos saqueando os cofres do Estado, porque Mauro tem que ouvi-lo?. Mauro sabe que VLT é inviável. Custo para concluir VLT, 1,5 bilhão de reais, (compra 5.000 ônibus novos, Cuiabá e VG tem 500). VLT obra megalomaníaca que só serviu para os politiqueiros roubarem o Estado (simbolo maximo de corrupção da copa). Rio Janeiro VLT prejuízo acumulando, por ter passageiros insuficientes. VLT no nordeste, foi colocado trem (diesel) em cima de trilhos preexistente, não serve parâmetro. Desafio aos moradores do Cristo Rei e CPA (300 mil habitantes) a fazerem um exercício mental, e sair de suas casas utilizando o VLT (verás que é impraticável). Mauro deve continuar com seu projeto (tem respaldo judicial), acaba com esta obra e implante o BRTs, (custo 300 milhões). Chega de roubalheira seu Julio, não somo bobós.
    0
    1



  • Dr. Djuca da VG

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 10h40
  • Misericórdia, pela experiência dessa família que VG é conhecida com Faixa de Gaza.
    0
    1



  • Pedro JOSE

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 10h27
  • OLHE VLT JÁ ERA, PEGA ESSES VAGÕES E TRANSFORMEM EM VLTFOODTRUCK É BEM MAIS RENTAVEL
    5
    7



  • Mario Ferreira da Silva

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 10h07
  • Concordo com o ex Governador Julio Campos, mas sugiro que o Mauro Mendes tem que passar essa bucha de canhão para o Ministério Publico para que eles faça essa obra, pois são um bando de almofadinha que só faz atrapalha, não sei se é com segundas intenções.
    6
    5



  • Cr?tico

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 09h44
  • Pelo menos uma voz ecoa a favor do povo no meio dessa corja de corruptos, e com toda certeza o que ele disse é verdade, e espero que se cumpra, caso Não.M não termine o VLT espero que seja execrado da vida pública, mentiu sobre o RGA e disse que estudaria sobrenome VLT e agora pra satisfazer seus amigos quer mudar o local E o povo que se lasque, a mentira é que o governo terá que subsidiar boa parte e os usuários não aguentaria pagar o valor, há poucos dias mostrou uma reportagem o de o preço do VLT nas regiões do nordeste onde foi implantado não passa de R$ 2.15 se tivesse que ser subsidiado não seria esse preço com certeza, porque lá conseguem e aqui não? A mentira não se sustenta quanto ao valor, e a verdade é que a turma do busão não querem que implantem e nem ofereçam transporte de qualidade ao povo cuiabano, são vagabundos sem compromisso com a qualidade de vida dos cuiabanos, só visam lucros em cima das desgraças alheia. O povo tem que deixar de reeleger esses canalhas travestidos de políticos que não trabalham para melhoria de Cuiabá e MT, são oportunistas que só visam lucros para suas empresas e de seus amigos. Vamos mostrar para este governador quem é que manda e elege.
    5
    4



  • Edmilson rosa

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 09h34
  • O povo cuiabano e e vg espera por isso e um impulso no turismo e a modernidade para a nossa capital parabéns Júlio campos.
    7
    3



  • Rog?rio

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 08h47
  • Se o Mauro Mendes não fizer o VLT em Cuiabá eu não voto nele.
    14
    4



  • Tancredo

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 08h23
  • Concordo. Lembrando que BRT tbém terá que ter desapropriações! O BRT - Bus Rapid Transit polui faz barulho e roda em Pista exclusiva! Não existe BRT sem via exclusiva. Ou seja ocorrera do mesmo jeito interferências nos canteiros das avenidas. Então partindo desse pressuposto o VLT e muito melhor e ambientalmente correto e ja temos o mais caro que são os Trens.
    10
    5



  • Jota do Porto

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 08h08
  • Pqp pelo conselheiro já dá pra ver que boa coisa esse MM não é! A bíblia já dizia....
    6
    3



  • joao mendes.

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 08h02
  • Parabéns Julio Campos, obrigado em levantar a voz em defesa do VLT. È inconcebível não terminar o VLT. É um sonho almejado pela população e o Mauro não pode ir contra a vontade do povo, além disso, o meio ambiente agradece. Qualquer subsídio que tenha que ser implementado para custear o VLT não é nada em relação aos benefícios.
    8
    6



  • robson

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 08h01
  • Experiencia de Que????????? E melhor MM ignorar opinião dessa Turma....... VG pior Cidade DE MT
    6
    7



  • BARBOSA

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 07h48
  • ESSA OBRA E UM ATESTADO DE VERGONHA PARA TODOS NÓS QUE AQUI VIVEMOS . UM CANTEIRO ASSASSINO . EU VOU TRABALHAR SOZINHO PARA TERMINAR ESSA OBRA SEM CUSTO NENHUM PARA O ESTADO.
    6
    1



  • Rondonopolitano

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 07h47
  • Se ouvir a experiência desse sujeito vc tá fudidp
    5
    3



  • Fulano

    Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 07h28
  • Os Campos afundaram o taques, vão afundar o Mauro que e um homem inteligente, e querem afundar o VLT pra não perderem o bereré da União transportes.
    3
    9









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet