06 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 18h:08 | Atualizado:

FIM DA MAMATA

Controladoria manda órgãos implantar ponto biométrico para servidores de MT

Servidores terão desconto nos salários por atrasos ou faltas

relogiobiometrico.jpg

 

A fim de resguardar a regularidade nas atividades internas e no atendimento ao público, a Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) expediu orientação técnica aos órgãos do Governo de Mato Grosso sobre os procedimentos adequados para o controle de assiduidade dos servidores estaduais.

Um deles é que o registro de frequência deve ser efetivado por sistema eletrônico e biométrico (Web Ponto) fornecido pela Secretaria de Estado de Gestão (Seges). Os órgãos que ainda não aderiram à ferramenta oficial devem procurar a Seges o quanto antes para as devidas tratativas.

Na orientação, a CGE destaca que o servidor tem o dever de justificar tempestivamente à chefia imediata eventuais atrasos, ausências ou saídas antecipadas, bem como não se ausentar do local de trabalho após o registro de ponto, exceto se autorizado pelo superior imediato, sob pena de desconto de 1/3 (um terço) do salário. 

A orientação traz também as regras quanto à possibilidade de flexibilização da jornada de trabalho, compensação de horas por eventuais atrasos ou faltas, situações possíveis de ausência no serviço sem desconto de remuneração (como doação de sangue, alistamento eleitoral, casamento, falecimento de cônjuge etc), entre outras peculiaridades.

A orientação técnica é resultado de capacitações realizadas pela CGE nos anos de 2016 e 2017 aos servidores lotados nos setores de gestão de pessoal e nas Unidades Setoriais de Controle Interno (Unisecis) para aprimorar o conhecimento acerca da legislação, da doutrina e da jurisprudência relacionada à gestão de capital humano nas instituições públicas estaduais.

Nas capacitações, ficou evidenciada a necessidade de elaboração de orientação relativa ao tema controle de frequência para zelar pela regularidade na prestação dos serviços públicos. Confira aqui a íntegra da Orientação Técnica 01/2018-CGE.

 



Postar um novo comentário

Comentários (32)

  • Rogério | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 10h07
    1
    0

    Na secretaria que trabalho sempre existiu, só não pagam as horas extras que sou obrigado a fazer.

  • alexandre | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 09h34
    2
    0

    Isso é pra mostrar que a AGE está fazendo alguma coisa, esse controle já existe a uns 10 anos no executivo, quanto ganha um auditor da AGE ? vive dando defeito o web ponto...

  • Jader | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 09h19
    2
    0

    Será que vai servir para os controladores, comissionados, cargo de chefia, juizes, promotores de justiça, procurador geral do estado. Ou é só pra servidor?

  • Ahhhhh | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 08h44
    1
    0

    CGE como sempre fazendo cagada... Auditores de merda que representam um custo elevadíssimo aos cofres públicos e são mais burros que uma topeira!!!

  • FELICIDADE ALMEIDA QUEIROZ | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 07h42
    1
    1

    Pode até ter há vários tempos, mais na Educação não existe pelo menos em escola

  • FELICIDADE ALMEIDA QUEIROZ | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 07h39
    2
    1

    Precisa com urgencia tem servidor que não tem compromisso com horário.

  • Cristina Campos | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 07h19
    4
    1

    Tenho 23 anos de serviço público, no meu órgão SEMPRE teve relógio de ponto,e o biométrico foi implantado no governo de Blairo Maggi. Sinceramente... falta de assunto!!!

  • Rocha | Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 01h30
    4
    1

    Estranho. No local onde trabalho o registro de assiduidade por biometria e as regras foram implantadas há mais de 10 anos.

  • AnaLucia | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 22h33
    17
    1

    Eu aposentei já faz 3 anos. E já havia ponto eletrônico há muito tempo onde ei trabalhei.

  • Cristiane vaz | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 22h23
    55
    3

    Não entendi a intenção da matéria. Qual mamata? Será que está se referindo aos salários atrasados, o RGA parcelado ou o sucateamento dos órgãos públicos? Certamente não é registro de ponto, pois esse, existe desde 2003 quando o então governador Blairo Maggi instalou em todos os órgãos. Muito triste essa tentativa insana de vender uma imagem de um funcionalismo público preguiçoso, ocioso e rico. Muito mais proveitoso seria falar dos buracos nas rodovias que estão matando famílias inteiras, das escolas que estão com o teto caindo na cabeça, das renúncias fiscais, da desassistência aos pacientes do SUS e MT saúde... Muito assunto relevante para ser explorado.

  • servidor | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 22h03
    27
    5

    O mídia tonta....tenho 25 anos de serviço público e vcs bem atrasados sobre o assunto hein...vergonha a matéria....depois dizem que servidor que não trabalha.....a enrrolação mesmo é na iniciativa privada.....passam no concurso público por competência e inteligência e vão trabalhar de verdade cambada de desocupados.

  • marcos oanderson | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 21h29
    41
    2

    O título da matéria é para difamar o funcionalismo público, vale ressaltar que o ponto Biométrico já existe um bom tempo nas secretarias de Estado

  • ? | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 21h01
    38
    2

    Isso já existe nas secretarias... é só os jornalistas darem uma volta e deixar o controle C e controle V das matérias da cge que vão ver os pontos biométricos instalados e funcionando.

  • Contribuinte | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 20h50
    43
    2

    Mamata? Entrei no Estado em 2010 e na secretaria onde trabalho sempre existiu o tal ponto biométrico! Chega época de pagar salários começam a tentar denegrir a imagem do servidor público! Imprensa marrom!

  • Nego Preto | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 20h22
    29
    3

    E se o funcionário chegar antes do horário e sair depois? Vai ganhar extra? Afinal, o pau que dá em Chico dá também em Francisco...

  • Camila | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 20h22
    10
    2

    Até parece que adianta quando se tem DGA em cargo de superior imediato, pois eles não querem se indispor com servidores para não perderem o cargo.

  • alexandre | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 20h21
    27
    2

    Isso já é usado a anos, no executivo, a recomendação deve ser pros Poderes..

  • Fábio | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 20h06
    32
    3

    Excelente. Quem sabe assim eu recebo as horas extras que o governo nunca paga.

  • Santos da Silva | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 20h01
    10
    1

    A CGE é especializada em pegar no pé dos servidores. Claro que tem que moralizar. Mas vemos muito esmero em disciplinar servidores e investigar o Governo passado. Santos da Silva

  • Adir | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h50
    20
    3

    Nossa que notícia!!!! sou servidor público estadual há um ano e sempre teve o web-ponto que é feito o registro de entrada e saída por biometria.

  • Bruno | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h46
    24
    3

    Vixi... Estão atrasados einn!!! Ponto biométrico já existe há muito tempo, bem mais de ano.

  • João | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h38
    24
    3

    Título da matéria infeliz escolhido pelo site...

  • Rocha | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h38
    6
    3

    Quarto ano de ano mandato esse governadorzinho de meia tigela agora que tá vendo isso !!!

  • Sociedade | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h36
    7
    3

    Tem que fazer isso nas delegacias de polícia...

  • Almiron | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h24
    9
    24

    Parabéns.governador agora eu guero ve funcionários públicos tomando aguela bem gelada no horário gue deveria esta trabalhando

  • João Cuiabano | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h08
    29
    3

    A Controladoria Geral do Estado quer implantar o sistema de ponto para outros orgãos, o que eu acho correto, porém a própria CGE não tem ponto. Bem contraditório!!

  • Nicola | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h03
    3
    4

    Para o brasileiro tudo...mas tudo, dá um jeitinho...infelizmente

  • Paulo | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h02
    6
    4

    Meu Deus!!! Mais essa!!?? Agora sim Taques vai ser excomungado.....kkkkkkkkkkkkkkkkkkk........que comece o mimimi.

  • Paula | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h01
    10
    4

    Isso vai valer para os comissionados também??? Ou é só pra inglês vê?

  • Amosil | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h00
    1
    1

    Kkkkkkk.fizeram isso no Psm d várzea gde..rasparam as digitais.. .

  • Eleitor Servidor Cansado de Sofrer | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 18h33
    31
    1

    Sou servidor já fazem 11 anos, ponto eletrônico sempre existiu, estão fazendo um foguetório com coisa já feita há mais de uma década. Sempre tive que que justificar, quando preciso, com atestado médico, atestado de óbito, lista de presença em reuniões fora do setor, lista de presença em cursos ou outras coisas do gênero. Atraso tolerado até 15 min no ponto sempre tive que compeçar no final do expediente. E é cortado mesmo, nunca tive, mas tenho colegas que tiveram o ponto cortado, até injustamente, por falha na verificação da justificativa. Nunca vi errarem para não descontarem. Mas é justo dizer que sempre é ressarcido, na folha do mês posterior é claro. Então não é como essa matéria faz parecer, ninguém dessa gestão inventou a roda, isso sempre existiu e é justo que seja assim. Na grande maioria do servidores, tirando uma parcela pequena e podre que suja a nossa reputação, queremos trabalhar. somo gratos por isso e temos o desejo de melhorar a coisa pública. O Estado já teria deixado de ser viável há muito tempo caso contrário.

  • Renata | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 18h16
    25
    0

    já é feito o controle do ponto, a CGE que quer aparecer na mídia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS