12 de Agosto de 2020,

Artigos

Política

A | A

Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h:21 | Atualizado:

DRAMA DOS SERVIDORES

Estado depende de fluxo de caixa para pagar salários até dia 10

Governador confirmou "divisão da folha" caso seja necessário escalonamento salarial


Da Redação

taques-ps3.jpg

 

O governador Pedro Taques (PSDB) admitiu na manhã desta segunda-feira, durante uma visita as obras do novo pronto-socorro de Cuiabá, que o Governo do Estado fez a divisão da folha de pagamentos com várias possibilidades, o que pode indicar um escalonamento dos salários dos servidores no próximo mês. A possibilidade de escalonamento foi divulgada por FOLHAMAX no último sábado e a Secretaria de Fazenda admitiu que a folha foi dividida em várias faixas, de acordo com o salário dos servidores.

O governador afirmou que pretende pagar todos os servidores no dia 10 de fevereiro, prazo máximo da Constituição do Estado para pagar o salário de janeiro do funcionalismo. “Que governador quer atrasar salários? Nós queremos pagar em dia e estamos pagando até o dia 10. Não posso ainda falar em parcelamento porque estamos trabalhando com fluxo de caixa”, disse.

Todavia, frisou que o executivo fez planejamento em caso de necessidade de se fazer o escalonamento dos salários. “Nós fizemos a divisão da folha com várias possibilidades, para que nós não possamos prejudicar os servidores. Estamos trabalhando para pagar, como determina a constituição do estado, até o dia 10”, disse Pedro Taques.

DUODÉCIMO

O governador falou também sobre a renegociação do pagamento dos duodécimos aos poderes, feita na última sexta-feira, em uma reunião no Palácio Paiaguás. Ele elogiou os chefes dos poderes e órgãos autônomos por colaborarem com o executivo neste momento de crise. “São homens de bom senso. Graças a Deus nós temos neste momento histórico de Mato Grosso, pessoas sérias administrando estes poderes. Todos nós estamos imbuídos em superar esta crise”, disse.

Taques também afirmou que o Governo do Estado está recorrendo da suspensão da rescisão do contrato com o Consórcio VLT Cuiabá. As empresas CR Almeida e Santa Bárbara recorreram e uma decisão da desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), concedeu uma liminar, impedindo o executivo estadual de dar continuidade ao processo licitatório para a conclusão das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

“Decisão judicial se cumpre e se recorre. O ex-governador (Silval Barbosa) confessou que recebeu propina do Consórcio. Como fechar contrato com este consórcio, sabendo que ele pagou autoridades. Não, nós rompemos o contrato, eles discutiram isso no judiciário e a desembargadora decidiu legitimamente. Agora o Procurador-Geral do Estado está recorrendo. Nós não podemos nos assustar com decisão judicial. Elas se cumprem, se rebatem e se reformam” completou.

 



Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • José Rodrigues | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 22h39
    2
    0

    Que stress todo final de mês vem com a mesma historinha que não tem verba, esse cara faz o terror com os funcionários...então se ele faz o terror os funcionários tem que fazer de conta que trabalham..MT um estado riquíssimo e sem governança, só falcatrua...

  • jonas | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 20h35
    5
    1

    O Governo esta fazendo de tudo para não pagar ninguem, fiquem esperto pessoal.

  • Maria torres | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 19h54
    6
    1

    Ninguém é bobó chera chera,mentiroso NOJENTO.

  • silva | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 18h24
    23
    3

    governo incopetente você suas cojas serão linchados nas Urnas.

  • Antonio | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 18h11
    22
    2

    Verdade só conversa fiada tendo em vista que ele nem fala dos aposentados que deveria receber dia 05 no mês passado recebeu dia 09 como ele pagou os demais funcionários dia 10 para ele esta tudo certo.

  • Andrea | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 17h53
    25
    3

    Orçamento está fechado desde 01/01/2018. Só arrecadou e não pagou nada. Cadê a grana?

  • Ana Pompeu | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 17h36
    20
    2

    dia 10 de fevereiro, prazo máximo da Constituição do Estado para pagar o salário. E agora se vc não cumpre a CE então G R E V E.

  • Siqueira | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 17h29
    26
    1

    Fluxo de caixa, todo mês é a mesma ladainha. Lembram do ex gov Silval? Pois bem, tinha mtos defeito, menos deixar os funcionários públicos em dificuldade salarial, pois durante cinco anos de governo, nós sabíamos o dia e a hora que iria receber.

  • kleber | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 17h04
    33
    3

    A resposta virá nas urnas!!

  • Marc | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 16h56
    30
    1

    Este mês não tem FEX?

  • Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 16h18
    32
    3

    Até quando essa "AGONIA E PÂNICO aos "SERVIDORES" Vão CESSAR???? Estou EXAUSTO de comentar a RESPEITO todos os finais de meses...... Ninguém merece essas "LADAINHAS" mensalmente. É só aproximar o fim do mês ... que lá vem eles, com as mesmas DESCULPAS....... CHEGA!!!!!Fim de Papo ......

  • Alexandre | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 15h19
    46
    1

    Todo mês essa moage.... Um dos estados que mais está gerando empregos e portanto renda e esse senhor nunca que conseguiu pagar o salários dos funcionários como os anteriores

  • Ze Messias | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 15h10
    55
    1

    De novo essa historinha de nao ter dinheiro pra pagar salario ????!!!!

  • a | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 15h07
    54
    2

    Por que não parcela a partir do dia 1°... quando chegar dia 10 ta tudo pago...

  • JEFERSON MATOS | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h53
    51
    2

    Governo falido e mentiroso. Taques não pode se reeleger.

  • Omega Rugal | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h41
    43
    1

    Todo mês é essa moagem.....

  • said joseph | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h40
    56
    2

    O Estado não precisa de fluxo de caixa, coisa nenhuma. Precisa mesmo é de Governador.

  • dito | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h40
    35
    1

    Só conversa fiada, drama, medo expectativa e ai vai esse é o novo governo da transformação! Pergunta a ele sobre o pessoal do pedra 90 do bairro lixeira do terra nova, do novo paraíso o que estão achando do governo. o que ele atendeu seus anseios durante sua gestão. Nadaaaa né. mas nenhum mato-grossense sera deixado para traz. e aquele povo la de colniza que ta com dificuldade de emprego cade o governo? e assim segue a conversa fiada mas o pior é que ele ainda tem voto. tipico de povo que merece o governo que tem eu finjo que faço e a população finge que cobra.

  • carlos | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h31
    44
    3

    o estado de MT depende de um administrador não de um anão de jardim

  • alexandre | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h29
    26
    10

    pagamento dia 10,15,20 e 25...infelizmente...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS