10 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 19h:55 | Atualizado:

BOMBEIRO DO PEQUI

Governador de Goiás é escalado para mediar "acordo" entre Taques e Leitão

Amigo de Taques e Leitão, Marconi Perillo articula "paz" entre os principais nomes do PSDB de Mato Grosso


Da Redação

taques-perillo.jpg

 

A queda de braço entre o governador Pedro Taques (PSDB) e o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) ganhou um novo personagem, que tem feito o papel de mediador. De acordo com a revista Época, na coluna Expresso, quem ficou com a missão de "selar a paz" entre os dois principais nomes do PSDB no Mato Grosso ficou com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

Perillo é amigo de ambos e entrou em cena para apaziguar os ânimos. O PSDB tenta a todo custo unir novamente Taques e Leitão, mas descarta a intromissão do presidente do partido, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Para a sigla, os dois nomes são importantes. Taques, por ser um governador de estado, e Leitão, por ser o líder do partido na Câmara dos Deputados.

A Revista Época aponta que a crise originou por conta de críticas de Leitão a gestão tucana. A reportagem aponta, inclusive, que Taques ameaça sair do partido. "As contestações de Leitão ao governo de Taques irritam o governador, que já ameaçou deixar o partido se a cúpula nacional da legenda não enquadrar Leitão", diz a reportagem.

Porém, o principal nome do PSDB no país não tem se movimentado para "apaziguar" os ânimos dos tucanos em Mato Grosso. "O governador Geraldo Alckmin, fará qualquer movimento nesse sentido", finaliza a Época.

DIVERGÊNCIAS 

No último sábado, Taques afirmou que não existe problema algum entre ele e o deputado federal. "Não há que se selar paz, porque não sou inimigo do Nilson, nem ele é meu inimigo. Partido, cada um tem uma posição, o que é salutar dentro da democracia. Tenho orgulho de ser do PSDB", afirmou.

O governador, entretanto, não compartilha da mesma opinião do deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), um dos principais nomes do PSDB em Mato Grosso. No mesmo evento, no último final de semana, ele afirmou que o desentendimento não foi totalmente contornado. “Acho que ainda não foi superada a crise e carece ainda de ter uma aproximação. O partido deve se reunir e tentar harmonizar esta questão entre eles”, disse Guilherme.

O desentendimento  entre Taques e Leitão surgiu porque o deputado federal pretende disputar uma candidatura majoritária nas próximas eleições, muito provavelmente o Senado. Já o governador teria se posicionado contrário ao projeto do ex-presidente do PSDB, pois pode prejudicar a política de alianças em torno de seu projeto a reeleição.

Por exemplo, Taques deseja que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), dispute o Senado no seu arco de alianças. Melhor articulado dentro do PSDB, Nilson Leitão foi estimulado nos últimos dias até a colocar seu nome na disputa ao Governo do Estado. Neste caso, disputaria as prévias internas contra o governador.

 



Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Leo | Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018, 10h49
    1
    1

    Olho para esse governador de Goiás lembro do Aécio Neves, sorriso fácil e falso

  • nilson james de freitas | Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018, 10h32
    1
    0

    AI SIM O PSDB TERIA UM NOME FORTE PRO GOVERNO..LEITÃO

  • Marcelo | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 22h33
    14
    4

    Ao final das eleições de outubro estarei soltando fogos em agradecimento a derrota desse desgoverno instalado no Palácio paiaguas uma das piores coisas que ja aconteceu em mt pior até q silval Deus me livre

  • João | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 22h16
    17
    3

    Bombeiro do pequi, kkkk, até vocês folhamax já estão zoando o baixote kkkkkk

  • P.R | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 21h15
    17
    4

    Grande constitucionalista.....brilhante senador....... e um verdadeiro fiasco como governador .... tivesse Mato Grosso poderes sérios e imparciais , a grampolandia e mais recentemente o descaminho perpetrado pelo atual governo em relação ao FUNDEB , ja teriam alijado o governador do poder, o corporativismo e os conchavos o mantem por enquanto ... em relação ao psdb ,,,,"Vaso quebrado não se coloca em sala de visitas"

  • Cumadre Nhara -do bairro Lixeira | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 20h40
    13
    11

    MAURO MENDES GOVERNADOR 2018,JAYME CAMPOS SENADOR 2018, JÚLIO CAMPOS 2018, DEPUTADO ESTADUAL 2018 . ( EU ERA FELIZ E NÃO SÁBIA ) AÍ SIM

  • Observador | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 20h10
    24
    4

    Paz até o Pedro Taques conseguir o que quer, depois é pau no lombo do Nilson Leitão.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS