09 de Dezembro de 2019,

Política

A | A

Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 16h:37 | Atualizado:

Justiça Eleitoral de MT completa 87 anos; entrega de honrarias marca comemoração

A Justiça Eleitoral mato-grossense completou mais um ano de existência nesta segunda-feira (11.11). Há exatos 87 anos, o Tribunal Regional Eleitoral era instalado, já com o objetivo de eleger os representantes do em uma Assembleia Nacional Constituinte, realizada no ano seguinte. Uma sessão solene foi realizada para marcar a data e homenagear as pessoas que prestaram reconhecidos serviços a esta Justiça Especializada. 

“Deixo aqui meu agradecimento sincero a todos que colaboraram com a Justiça Eleitoral. Senhores juízes-auxiliares, que dedicaram seu tempo, muitas vezes com o sacrifício da própria família, que de forma abnegada, estiveram aqui à frente da Justiça Eleitoral. Da mesma forma prestamos homenagem aos servidores. Nesta oportunidade homenageamos apenas dois servidores, mas peço que todas as homenagens sejam estendidas e ampliadas, para que atinjam a todos os servidores, a toda a sociedade, a todos os juízes e juízas que contribuíram de forma relevante para o sucesso desta especializada”, destacou o desembargador presidente do TRE-MT, Gilberto Giraldelli. 

O Colar de Mérito Eleitoral foi entregue aos magistrados que atuaram como juízes auxiliares da presidência e juízes auxiliares da Corregedoria Eleitoral. Foram homenageados a desembargadora Serly Marcondes Alves, e os magistrados: Adriana Sant’Anna Conigon, Agamenon Alcântara Moreno Júnior, Emerson Luis Pereira Cajango, Francisco Alexandre Ferreira Mendes Neto, Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, Lídio Modesto da Silva Filho, Paulo Márcio Soares de Carvalho e Roberto Curvo. 

“A Justiça Eleitoral tem uma história formada por vários servidores, vários magistrados que durante todo esse período ajudaram consolidar o nome desta Instituição perante a sociedade. Quando entrei na magistratura, eu laborei em Poxoréu, Jaciara, Sorriso, Lucas do Rio Verde, cidades onde sempre atuei na questão eleitoral. Em Cuiabá tive o prazer de ser auxiliar por três vezes, fui membro do TRE, então tenho uma identificação muito grande com esta Justiça. Me sinto orgulhoso de ter de alguma forma contribuído também com essa história”. A fala de agradecimento foi do juiz Agamenon Alcântara Moreno Júnior. 

Além da comemoração dos 87 anos de instalação da Justiça Eleitoral, a cerimônia também foi destinada a render homenagens dos cidadãos que contribuíram com o projeto Soletre. Trata-se de uma ação do TRE-MT destinada à alfabetização solidária de jovens, adultos e idosos.Os cidadãos foram agraciados mediante indicação do corregedor eleitoral do TRE, desembargador Sebastião Barbosa de Farias. 

Receberam a medalha de Mérito Eleitoral:

Jonilce Padilha da Costa, Kelma Patrícia Souza Canedo, Luciana Ramos Fernandes, Lucimeire Almeida Rosa, Renata Simone Vicente Bortoluzo, Renato José Bett Correia,  Rosana Marcela Duarte Ferreira, e Vera Lúcia Teodoro do Carmo. 

“É uma honra para nós podemos ajudar o próximo. Quando esse projeto chegou até mim, achei que era um sonho. Sempre tive vontade de ajudar, de ser professora. Tenho certeza que todos que estão nesse projeto tem o mesmo sentimento, a mesma vontade de contribuir com outro ser humano. Para mim tem sido maravilhoso”, destacou a voluntária Jonilce. 

Foram ainda conferidos Diplomas de Honra a Secretaria Estadual de Educação, Universidade de Cuiabá e Associação Matogrossense de Transportes Urbanos (AMTU), Pró-Ótica e Bolos do Rei. Estas foram instituições que contribuíram para realização do Projeto Soletrando e sua manutenção. 

Encerrando a cerimônia, a servidora

Janis Eyer Nakahati, foi homenageada pelo seus 20 anos dedicados a Justiça Eleitoral. Ela recebeu o Broche de Lapela tipo prata. Outro servidor homenageado foi José Nunes da Silva que possui 10 anos de serviços na Justiça Eleitoral. 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS