12 de Novembro de 2019,

Política

A | A

Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h:00 | Atualizado:

Maggi prevê que Dilma fará um segundo mandato melhor

Em pronunciamento feito nesta terça-feira (28.10), durante sessão da Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal (CMA), da qual é presidente, o senador Blairo Maggi parabenizou a presidente Dilma Rousseff pela reeleição e disse acreditar num segundo mandato melhor do que o primeiro.

“Em seu primeiro discurso a presidente reeleita pregou o diálogo como forma de fazer o País avançar, considero isso muito importante principalmente, neste momento em que o Brasil está dividido entre os que votaram em Dilma e os que não votaram”, afirmou Blairo.

Medida Provisória 651

Está no Senado Federal para apreciação terminativa, a Medida Provisória N° 651, de 9 de julho de 2014, que contém uma emenda do senador Cidinho Santos e visa zerar a alíquota da contribuição do PIS/PASEP e COFINS, devidas pelas empresas que prestam serviços de reforma de pneus usados.

“Defendo essa emenda principalmente pelas questões ambientais que serão favorecidas. Por gerar menos demanda por pneus novos, a reforma de pneus reduz a emissão de gases do efeito estufa proporcionando economia no consumo de petróleo, além de diminuir os custos com o transporte de cargas e passageiros”, salientou Maggi.

Segundo ele, a reforma de pneus também posterga a destinação final da carcaça, reduzindo os impactos ambientais. Maggi lembra que não é uma atividade poluidora e seus resíduos são reciclados por outras atividades, como fornos de cimenteiras, agregados à mistura e à composição para artefatos emborrachados, asfaltos ecológicos, etc.

“Além dos ganhos para o meio ambiente, é uma atividade que gera mais de 250 mil postos de trabalho, entre unidades reformadoras, vendedores, borracharias e fornecedores de matéria-prima.  O estímulo beneficiará toda a cadeia, cenário este, que movimento hoje quatro bilhões de reais por ano no Brasil”, ponderou o senador.

O prazo de validade da MP é até 6 de novembro e, se for aprovada pelo Plenário do Senado, segue direto para sanção ou veto da presidente Dilma.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS