05 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 12h:25 | Atualizado:

GRAMPOLÂNDIA PANTANEIRA

Na Globo, Taques diz confiar na Justiça e cobra punição de quem cometeu "ilícitos" em MT

Governador volta a lembrar que pediu para ser investigado no STJ

taques-bomdiamt.jpg

 

O governador Pedro Taques participou nesta segunda-feira do jornal Bom Dia Mato Grosso, da TV Centro América. Na entrevista o governador falou das ações de Governo para saúde, segurança pública, educação e infraestrutura.

No início da entrevista Taques foi perguntado sobre os índices de segurança pública em Mato Grosso. O governador destacou que os números melhoraram no estado e lembrou que em 2014 foram registrados 39 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes, já em 2017 o número caiu para 28 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes em Mato Grosso.

Para Taques os investimentos em segurança pública ajudaram o estado a reduzir os números. “O Anuário da Violência do Ministério da Justiça revela que Mato Grosso foi o segundo estado que mais investiu em segurança e o sétimo em redução de crimes violentos”, destacou.

Para que houvesse essa redução, Taques disse que o estado chamou mais de 3 mil profissionais para a segurança publica, sendo que o efetivo do setor conta com 15 mil profissionais. Só em viaturas, o Estado quase dobrou o número em circulação saltando de 680 carros para 1.120 no ano de 2017. “Precisamos sim e eu reconheço avançar ainda mais em segurança pública”, afirmou.

Sobre saúde, o governador disse que o país todo sofre com a crise no setor, lembrou que há 31 anos não se construía um hospital público em Cuiabá. Quanto aos hospitais filantrópicos, Taques disse ser de responsabilidade do Estado pagar dois terços da diária das Unidades de Terapia Intensiva dessas unidades.

Segundo o Ministério da Saúde, os valores podem ser pagos em até 30 dias e o governo tem feito o pagamento em média em 28 dias. Para o governador, a situação deve melhorar quando a emenda de bancada no valor de R$ 100 milhões for liberada pelo Governo Federal.

Taques lembrou que nunca o governo de Mato Grosso repassou dinheiro a mais para os filantrópicos, no entanto, a atual administração repassou em três anos R$ 23 milhões. Já quanto ao Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que corta Cuiabá e Várzea Grande, o governador disse que o Estado, através da Secid, estava pronto para retomar as obras no dia 30 de março de 2017, chegando ao bairro do Porto em dezembro do mesmo ano.

No entanto, a operação descarrilho e a delação premiada do ex-governador Silval Barbosa demonstraram ilícitos na obra e fizeram com que o Estado cancelasse unilateralmente o contrato com o consórcio VLT Cuiabá. Agora o Estado prepara uma nova licitação para retomar a obra.

Taques também falou de estradas. Apesar de ter feito 2.400 quilômetros de pavimentação, ainda são necessários 8 mil quilômetros.

Mas o Estado tem feito muito para pavimentar as estradas e parcerias com a iniciativa privada para a manutenção. Além disso, Mato Grosso prepara um grande pacote de concessões.

Prestes a iniciar o período letivo, Taques destacou que as matriculas online facilitaram o acesso às escolas, evitando filas. Segundo o governador, Mato Grosso tem 763 escolas, tendo a atual gestão inaugurado 40 unidades e reformado outras 73 e construído 26 quadras esportivas.

Taques lembra que o Estado não contava com escolas em tempo integral e que até o final deste ano serão 40. “Os pais podem esperar uma melhoria na educação”, disse.

O governador lembrou ainda das escolas Tiradentes. Antes só havia uma unidade, agora já estão em funcionamento as unidades de Nova Mutum, Confresa e Juara. Nós próximos meses serão inauguradas as unidades de Rondonópolis e Sinop. Já sobre as escolas técnicas estaduais, o governador prometeu mais que dobrar o número até dezembro, saltando de 8 para 17.

Sobre os duodécimos, Taques disse que todos os chefes de Poderes e órgãos constitucionais entendem o momento de grande dificuldade econômica que Mato Grosso atravessa. No entanto, prometeu uma repactuação dos valores com quitação em 2018.

Questionado sobre o caso de interceptações telefônicas ilegal, o governador disse para que para que não sobre dúvidas sobre o caso pediu uma investigação contra si no Superior Tribunal de Justiça (STJ). “Tenho absoluta compreensão, certeza e confiança no Poder Judiciário que isso será esclarecido e quem cometeu algum ilícito será responsabilizado”, disse.

 

ACOMPANHE AQUI A ENTREVISTA DO GOVERNADOR NA TVCA



Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Ex-eleitor do Taques | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 15h07
    4
    2

    Governador se o senhor espera que punam os culpados pelos grampos por favor se entregue logo para ser algemado porque todos sabem que os oficiais fizeram a mando de alguém é qualquer sabe quem manda né!!!

  • Indignado | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h43
    4
    1

    Será que ele cortou relação com o primo, Paulo Taques? O mesmo disse que não fala com ex presidiário.

  • Zé mane | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 14h09
    9
    6

    Deus me livre !!!! - Camarada covarde e canalha,desde 01/01/2015 pisando no pescoço do servidor público ! Um MEDIOCRE que conseguiu puxar medíocres piores que ele !!!!

  • Imperador | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h56
    5
    7

    Kkkkkkkkk,o sr é um fanfarrão 01

  • Maria | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h49
    3
    5

    Eu acho que a casinha do Demóstenes pantaneiro está caindo. Caindo não, despencando.

  • alexandre | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h24
    6
    5

    depois que saiu da mão do Perri, o processo dos grampos aposentou , tudo parou..

  • Magrouff | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h13
    14
    6

    Muita cara de pau! Falso, sínico, vai conversar com seu Coordenador de campanha. Pq a cidade inteira sabe dos seus débitos com eles.

  • Franciele | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h09
    16
    6

    Se confiasse mesmo teria deixado nas mãos do Orlando Perri.

  • Saulo | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h05
    15
    4

    A mesma conversa de sempre, desde que iniciou o governo as mesmas desculpas, mesmo discurso demagogo. Taques nunca mais.

  • Roberto Alves | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 12h56
    16
    5

    Se e' para PUNIR QUEM COMETEU ILICITO entao sr governador o sr sera

  • João Cuiabano de nascimento | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 12h45
    10
    28

    Taques vai ser reeleito, não tem nome pra disputar com ele. Taques herdou uma dívida astronômica de Silval, dívida economica/financeira e dívida moral onde o Estado perdeu credibilidade e mesmo assim Taques vem fazendo um bom governo e não aceitando coisa errada nem de primo, parente, amigo ou seja lá quem for que cometa deslizes. Por isso votarei novamente no Taques e esse segundo governo, copm menos dívidas mais recursos, Taques irá colocar Mato Grosso no mapa do Brasil e quem não gostar pode espernear e tentar denegrir a imágem do melhor governador que Mato Grosso já teve...

  • João José de Rosário | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 12h29
    28
    8

    Taques usa das mesmas desculpas e artimanhas que LuLa usa.... CARA DE PAU !!!!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS