23 de Maio de 2019,

Política

A | A

Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 12h:25 | Atualizado:

AÇÃO MIDIÁTICA

Presidente da AL vê demagogia de deputado que propôs corte de 50% da VI em MT

Segundo Janaína Riva, deputado pode abrir mão de verba individualmente

janaina-ulysses.jpg

 

A presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputada estadual Janaina Riva (MDB), avaliou na manhã desta quinta-feira (16.05) como inconstitucional a proposta apresentada pelo deputado Ullysses Moraes, de redução da Verba Indenizatória dos deputados estaduais uma vez que alterações regimentais desta natureza devem partir da Mesa Diretora. A parlamentar avaliou também como midiática a proposta uma vez que o atual regimento já prevê que o deputado que não achar necessária a Verba Indenizatória pode abrir mão de recebê-la.

“Na minha opinião, esse projeto é totalmente inconstitucional  porque tinha que partir da Mesa Diretora. Imagina se qualquer deputado puder alterar como funciona a Assembleia Legislativa, a bagunça que aquilo ali vai virar, é pra isso que se tem uma eleição de presidente. E segundo que eu acho que nenhum deputado pode querer dizer como o outro parlamentar vai trabalhar. Cada um dos deputados tem que ter autonomia para decidir.  Hoje os deputados podem decidir por receber de zero até R$ 65 mil e, na minha opinião, tem deputado que recebe R$ 3, R$ 4, R$ 10 mil que não vale nem R$ 1 mil porque não produz pra isso. E tem deputado que hoje é ressarcido de R$ 65 mil e tem uma produtividade, trabalho qualificado que é compatível com a sua verba indenizatória”, disparou.

Para Janaina, não há como comparar os gastos de um deputado cuja base é a capital e que pouco produz, que não realizam audiências públicas, com os do interior que precisam estar presentes em seus municípios. A deputada lembrou também sobre as dimensões territoriais e como essa verba indenizatória para eles é importante para um bom cumprimento do mandato.

“Acho uma demagogia deputado ficar criando lei pra reduzir V.I pela metade se hoje, com o regimento do jeito que está, cada parlamentar já pode optar por não receber nada. Isso na minha opinião é ficar jogando pra plateia. Se o deputado não quer receber , opte por não receber nada, mas não atrapalhe o trabalho de quem precisa. Deputado não pode ser analisado pelo valor da sua V.I, mas sim pela sua produtividade e qual o benefício que ele está trazendo para o estado. Qual a inovação ele trouxe? Quantos projetos de lei ele aprovou que impactam realmente a sociedade? Acho que muita gente joga essa questão da V.I pra plateia pois vota no projeto de redução por sabe que é inconstitucional e não vai passar em plenário, mas exige receber os R$ 65 mil de V.I”, finalizou.

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Thomas Morus | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 17h16
    2
    0

    Qual inovação deputada Janaína a senhora trouxe para o povo, além ficar os quatro anos passados jogando pedra no ex-governador, não que ele não merecesse e defender o RGA. Diga? Quantos projetos de lei a senhora apresentou e aprovou que impactam realmente a sociedade? O Jovem Ulysses está deputado apenas três meses e já apresentou projetos relevantes, mas vocês é que não querem aprovar, antes querem continuar a surrupiar o povo. Diga também, se tiver coragem como gastou e como está gastando o dinheiro público. ($65 mil de VI + 12 mil combustível + avião + $85 mil para contratar funcionários + 5 carros) A VI de Mato Grosso é do DOBRO do resto do país e o único livre de prestação de contas, contrariando a Constituição da República. O Deputado Ulysses Moraes é i único nessa casa que está merecendo o respeito da população, sabemos que ele vai sofrer, mas como pedra preciosa que é precisar aguantar o fogo, a esfoliação, depois ficará mais forte e mais belo aos olhos do povo, que não aquenta mais essa roubalheira.

  • Jack | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 16h33
    2
    0

    Canalhice o que essa Sra Janaína está fazendo. Eu fui candidato a Deputado Estadual e por onde passei, os eleitores disseram que deputado só passa lá de 4 em 4 anos. Não justifica uma verba indenizatória nesse montante. Isso é para eles fazerem caixa para a próxima eleição. Corte essa verba e acabe com essa palhaçada. O custo que esses deputados dão para a sociedade é uma vergonha. Produzir, produzem só mais danos para o povo, criando leis sem pé nem cabeça, concedendo mais incentivos para os sonegadores. Basta, tem é que tirar os benefícios nefastos que essa corja tem.

  • RUBENS TADEU REYNAUD | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h58
    5
    1

    CASA DOS HORRORES II. JANAINA SEU PAI E CAMPEAO MUNDIAL EM ROUBALHERA. VAI SE FODER.

  • Roseana | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h38
    6
    1

    Amadinha.... deixa eu explicar uma coisa: quem instituiu esta VI indecente foram vocês, deputados. E pelo jeito, não querem deixar de receber é muito menos prestar conta. Pergunta para o povo, dono do dinheiro, se querem continuar pagando. Pergunta, fofa! E aí, povão, querem dar um chequinho em branco de 65 mil, mais carro e gasolina, maus salário de 25 mil, mais passagens, mais assessores... Pergunta!!! É que você caga e anda pra quem esta morrendo, sem saúde. Se o seu estiver na conta, o povo que xxxxxx

  • Pacufrito | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h36
    6
    1

    imoralidade e demagogia senhora deputada, e o que vcs fazem com dinheiro público, mais imoral ainda e a AL do MT ter a verba indenizatória mais alta do Brasil, e mais imoral ainda e dizer que a produtividade de uma deputado está atrelada ao que ele recebe de verba indenizatória. Se é inconstitucional não sei, mas que é imoral está verba indenizatória, há isto tenho certeza. Imoral e oqnseu pai e outros fixaram com dinheiro da AL e do estado.

  • andre | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h27
    6
    1

    esta dai... saiu igulazita ao pai!!!

  • Gerson | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h19
    5
    1

    Demagogia é defender essa roubalheira do dinheiro público.

  • Rosana Carvalhadas | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h09
    2
    9

    Isso presidente! Enquadra esse menino mimado aí! É o que dá eleger blogueirinho deputado!

  • robson | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 13h45
    17
    1

    Claro que tem que prestar conta e muita Grana pra Pouco Resultado

  • roberto | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 13h44
    16
    1

    pra que gastar tanto dinheiro para no final ser roubado, os deputados não fiscaliza mas participa da roubalheira.

  • ELEITOR ATENTO | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 13h43
    20
    3

    DEMAGOGIA É GASTAR O DINHEIRO DO POVO E NÃO PRESTAR CONTAS, É PAGAR AVIÃO PRA PESCAR NO PANTANAL COM DINHEIRO DO POVO COMO O POVO DE UM CERTO GABINETE DE UMA CERTA DEPUTADA DIZEM (OS PRÓPRIOS FUNCIONÁRIOS) FAZER MENSALMENTE PRA GASTAR A VERBA DE GABINETE. FALAR MAL DOS COLEGAS DEPUTADOS É DESELEGANTE, PRESIDENTE É DE TODOS. O DIREITO DE APRESENTAR PROJETO É DE QUALQUER PARLAMENTAR E VOTAR A FAVOR OU CONTRA CADA UM VOTA COMO SUA CONSCIÊNCIA MANDAR.

  • PF de Olho | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 13h41
    25
    3

    Essa Deputada é demagoga, tem o pai o maior Ladrão do Brasil e vem querer dar lição de moral, ela apoia e continua apoiando o Prefeito de Cuiabá que foi flagrado pegando dinheiro!!

  • Henrique Dias | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 13h37
    20
    2

    Tem que aprovar o corte mesmo, nada de opcional. Já que ninguém abre mão e o dinheiro é público, EU como povo não quero pagar. Então que seja cortado. E não me admira a nobre deputada ter coragem de defender essa verba, acha visto que o pai e o ex marido fizeram muitos usos de verbas públicas.

  • Maria | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 13h09
    20
    2

    Jogar para a plateia é ser MDB, estar em um partido atolado em denuncias, com o ex presidente preso, ter o pai, maior criminoso de MT, ter crescido e aproveitado do dinheiro que o pai roubou e não querer largar o ossinho.

  • Do povo | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 13h08
    19
    3

    Essa Presidente aí não nega a origem. Tal pai, tal cunhado e tal filha. Quem em demagogia é essa Xanaina.

  • cidadaoMT | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 12h51
    11
    1

    A demagogia é dizer que tem que ter produtividade, mas nada fazer para exigi-la (prestação de contas). Que seja 65, mas que preste contas!! TCE, MP, TJ, Executivo (Auditor, Fiscal, Delegado e Procurador), tudo no bolo. Daí vira acréscimo salarial (além do limite da CF);

  • Adriane de Oliveira | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 12h38
    14
    20

    Infelizmente o deputado Ulysses não gosta de recebe ninguem no seu gabinete, basta ver a estatistica de visita da ALMT e o pior que não é fã de visitar nenhum dos municipios deste estado, portanto, não esta nem ai com o povo.

  • Said Joseph | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 12h38
    14
    28

    Demagogo filho da puta !

  • Jaime | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 12h37
    25
    2

    O importante é prestar contas... Essa verba é dinheiro público!!.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS