06 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 11h:53 | Atualizado:

GUERRA FRIA

Taques evita confronto e "agradece" críticas de Mauro ao Governo de MT

Governador disse que tentará “consertar” eventual erro da gestão


Da Redação

taques-mauro.jpg

 

O governador Pedro Taques (PSDB) “agradeceu” as críticas do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), sobre a atual gestão. Em entrevista a Rádio Vila Real nesta quinta-feira, o ex-gestor que afirmou que não reconhecer os erros da gestão do tucano no Poder Executivo de Mato Grosso seria “tapar o sol com a peneira”. 

Nesta sexta, o governador disse que a crítica é “salutar” e vai analisar eventuais erros da sua gestão. “Eu acho que na democracia toda crítica é salutar. O Mauro é nosso companheiro, e tem direito de fazer as críticas. E obrigado pelas críticas. Nós vamos tentar consertar se por ventura tem algum erro”, disse Taques aos repórteres.

Mauro Mendes, que em sua trajetória política sempre apoiou Pedro Taques e também recebeu seu apoio, disse que é preciso “dizer quem errou”, numa referência ao discurso do próprio Chefe do Poder Executivo Estadual, que recorrentemente atribuiu a seu antecessor, o ex-governador Silval Barbosa (sem partido), a responsabilidade pela alegada falta de recursos que atravessa sua gestão. Taques assumiu o Palácio Paiaguás em janeiro de 2015.

“Se falar que não teve erros, é tapar o sol com a peneira. Cabe ao governador dizer quem errou. Ficar falando só que é Silval Barbosa, ele poderia ter, no começo de seu mandato, tomado as medidas e corrigido alguns erros que ele atribui ao ex-governador. Ele fala que os poderes gastam muito, mas quem que aumentou o orçamento dos poderes, em 2015? Devia ter começado este ajuste lá atrás. Não deveria ter aumentado tanto o orçamento dos poderes. Ele aumentou tanto, que agora não consegue pagar”, disparou Mauro Mendes.

Outro argumento de Taques utilizado para o escalonamento de salários dos servidores do Poder Executivo – o de que outros Estado também atravessam uma crise financeira, com reflexos nos pagamentos dos vencimentos do funcionalismo -, também foi rebatida por Mauro Mendes.

“Houve crise sim. Falar que não existiu é desconhecimento. Mas temos muitos indicadores positivos que não dá mais para ficar com discurso de crise. Quantos estados brasileiros estão atrasando salário hoje? Se fossem 20, tudo bem, mas são cinco ou seis, que tem problemas de caixa. Se temos um problema grave, é porque falhas foram cometidas. O problema não brota sozinho. Alguém errou no passado. O governador deve ter culpa nestes três anos, como tem culpa do Silval, de lá de trás”, analisou Mendes.

Pedro Taques e Mauro Mendes protagonizam uma “guerra fria” nos bastidores da política de Mato Grosso. Taques, que deve tentar a reeleição nas eleições de 2018, pode enfrentar seu “aliado” nas urnas.

Lideranças do bloco de oposição ao Palácio Paiaguas estariam estimulando o ex-prefeito a “romper” com o governador e disputar o Governo. O ex-prefeito tem dito que não tem compromisso em apoiar a reeleição de Taques, no entanto, ainda não confirmou se irá disputar algum cargo nas eleições de 2018.

 



Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • marcio araujo | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 18h41
    5
    0

    Taques, ótimo procurador, péssimo governador! Faz um favor para o povo de mato grosso: Deixa alguém que sabe governar consertar este estado! Você teve uma chance, teve boa intenção, mas não teve competência, governar o estado é para pessoas com talento em gestão, visão de futuro, noção de administração financeira e bom articulador político. TEM QUE ACABAR COM ESSES BILHÕES DE BENEFÍCIOS FISCAIS PARA O AGRONEGÓCIO, só isso já resolve boa parte dos problemas, mas enquanto esta dupla dinâmica (Taques/Fávaro) estiver governando isso não vai acontecer, o estado vai sangrar até o final por causa destes dois!!!! Wilson Santos foi ao mato grosso do sul e lá estavam tributando o agronegócio, ele viu a solução e não aplicou aqui porque este governo tem o rabo preso com os gigantes do agronegócio. Ou seja, não cria o tributo (como no mato grosso do sul) e quando é pra receber o tributo já existente dão isenções gigantescas a perder de vista!!!! Contratam quando é pra Demitir (Cadê a reforma administrativa prometida?) ENTÃO A CONTA NÃO FECHA!!! BEM MAIS FÁCIL FALAR QUE A CULPA É DO SILVAL (4 anos falando isso, ninguém merece) Enquanto isso o VLT E SEUS TRILHOS, investimento bilionário, estão enferrujando, e gastam absurdamente embelezando os canteiros, parece piada, mas é a realidade do governo Taques. O cara levou um mandato inteiro pra corrigir o escoamento de aguas do viaduto da UFMT e ainda não acabou, (tempão com uma placa alertando para o perigo das chuvas no local kkkk) imagina se fosse pra ele fazer todas as obras da copa? rsrsrs

  • Dornele$ | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 17h35
    1
    1

    Esse tal procurador Mauro, é uma farsa. Igual esses esquerdoescrotos, petezadas, e por ai vai. O que esta matando este país, é essa turma das esquerdas, comunas, vermelhos e socialistas!

  • Generoso Maia | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 16h57
    3
    4

    Falar no nome do tal PROCURADOR MAURO, DO PSOL para Governador do Estado em 2018 e' uma IRRESPONSABILIDADE TOTAL e uma verdadeira Loucura.Esse tocador de guitarra e irresponsavel servidor federal que de dois em dois anos sai candidato para ficar sem trabalhar 6 meses por ano , nunca foi nada na vida e nao sabe tocar um carrinho de vender pipoca, quanto mais ser Governador de Mato Grosso. Deus me livre desse cancer.

  • MT em chamas | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 15h26
    4
    1

    Pedro táxi malvadeza grampolandia é ódio puro,vai enfrentar o Mauro ,ex-prefeito,sócio do Nei e Silval no garimpo e em RJ da sua empresa,imaginem o nível da campanha

  • Arruda | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 14h58
    2
    0

    Todo mundo pulando do barco de Pedro Taques, vocês vão ver a debandada quando chegar maio/junho véspera da convenção...vai ser uma deserto o palácio payaguas...

  • Fuzileiro Naval | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 14h58
    1
    1

    O Mauro simplesmente falou a verdade. Realmente não fizeram o dever de casa. Se tivessem feito desde o começo o Estado não estaria assim da forma como se encontra.

  • Indignado | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 14h27
    0
    3

    Em Cuiabá e na Várzea Grande, Procurador Mauro coloca uns 100 mil votos de diferença em cima do Pedro Taques. O reizinho vai perder o trono.

  • silva | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 14h24
    1
    7

    Pedro Taques mostrando o que é ser um Homem de caráter e que honra as calças que veste, com um tapa de pelica na cara do amigo e sócio de silva barbosa. Mauro se afastou de taques pelos motivos bem claros, segundo a delação de silval, com suas reuniões querendo manipular todo mundo para proteger seus amigos silval e blairo. Não conseguiu manipular o Pedro, se voltou contra ele. Viva a Ararath!

  • Marcelo | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 13h47
    1
    10

    Kkkkk. Conheceu papudo a pessoa quando tem cultura e luta coisa em e isso .Governador Pedro táxi

  • Zé | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 13h23
    2
    18

    Mauro sócio de Silval

  • Observador | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 12h27
    17
    4

    Pedro Taques, pior Governador da história do MT, de tão ruim a administração dele não merece nem crítica. Se não fez nada criticar o quê?

  • Monteiro | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 12h27
    7
    6

    O velho cacique Bezerra tem razão,todo mundo traindo pedro taques,veneno de traíra é traição rsrs

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS