25 de Agosto de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 24 de Abril de 2019, 21h:32 | Atualizado:

PESQUISA

Advogados querem manter horário da Justiça de MT

TJ-NOVAVAA.JPG

 

Diante da proposta do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) de alterar o horário de funcionamento de suas unidades, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) coletou a opinião dos profissionais da advocacia de todo o estado, levando em consideração a experiência de quem atua no dia a dia do Poder Judiciário. Ao longo de uma semana, quase 3 mil advogados e advogadas manifestaram suas opiniões e, para 38% deles, a melhor opção é manter o atual horário de funcionamento, das 12h às 19h.

Ao todo, os profissionais da advocacia puderam escolher entre seis opções de horário de funcionamento. A segunda mais votada pela categoria foi o período das 7h às 14h, representando a escolha de 24% dos votantes, e 10,9% optaram pelo atendimento entre 10h e 17h.

Além de representar a preferência da maioria, a indicação da OAB-MT pela manutenção do atual horário de expediente leva em consideração ainda outros fatores, como a própria prestação de serviço, tendo em vista a mão de obra prestada pelos estudantes de Direito por meio da prática de estágio nas unidades de todo o Estado.

Isso porque muitos cursos de Direito de Mato Grosso são realizados no período matutino, impedindo todos esses estudantes de atuarem como estagiários nas unidades do Judiciário. O impacto da alteração do horário, com a dispensa imediata destes estagiários, acarretaria em sensível perda de mão de obra.

De acordo com o presidente do TJMT, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, a medida busca reduzir as despesas do Poder por meio da economia de energia elétrica sendo necessário, para isso, evitar que o funcionamento das unidades se estendesse além das 17h30.

Assim, caso o TJMT mantenha o entendimento pela necessidade de alteração, a OAB-MT requer a realização de reunião pública com a advocacia a fim que sejam esclarecidas as razões para a adoção da medida.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Curioso | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 09h49
    0
    0

    ABSURDO horário a partir das 7 horas. Produção vai cair ainda mais. Atrasos de juiz certamente vai aumentar. E o que dizer de audiência 7 horas. As partes/pobres terão que madrugar pra pegar condução. Absurdo. Vamos ver no que vai dar isso...mais uma bola fora ..aff

  • Curioso | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 09h45
    1
    0

    Absurdo mudar horário para 7 horas da manhã. Produção vai cair ainda mais. Atraso de juiz vão aumentar. Audiência 7 horas para as partes terem de sair de casa de madrugada? Vamos ver no que vai dar....se do jeito que está já é complicado...

  • Guria da baixada | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 09h23
    0
    0

    Órgão como esse tem que ter funcionamento a tarde, operações bancárias, atendimento ao público é a tarde.

  • Raimundo | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 08h49
    0
    0

    Tinha que ser integral, uma pouca vergonha, esse povo acha que é Deus. Você entra com uma ação com 18 anos de idade, se tiver sorte até os 65 anos tem sentença.

  • JOSE NILDO | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 08h12
    1
    0

    KKK CUSTOS PODER JUDICIÁRIO...É UMA PIADA É SO CORTARUM POUCO DE MORDOMIAS NO TJ...QUE SOBRA R$ PRA TODAS AS UNIDADES..E ABRIR NOVAS COMARCAS....

  • claudio costa | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 07h47
    0
    1

    balela, a consulta era aberta, qualquer um poderia opinar, não era somente a classe dos advogados

  • antonio | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 05h51
    1
    0

    horário das 10,00 as 18,00 hs e fim de papo

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS