Cidades Quinta-Feira, 04 de Abril de 2019, 10h:13 | Atualizado:

Quinta-Feira, 04 de Abril de 2019, 10h:13 | Atualizado:

Notícia

Centro de Apoio à Execução Ambiental realiza capacitação para uso de drone

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

O Centro de Apoio Técnico à Execução Ambiental do Ministério Público do Estado de Mato Grosso realizou nesta quarta-feira (03) capacitação para o uso de aeronave remotamente pilotável – Drone em perícias ambientais. A ideia é estimular os profissionais que trabalham no setor ambiental de fiscalização e monitoramento de recursos naturais a utilizarem essas aeronaves nos trabalhos de perícias.

De acordo com o professor da Universidade Federal de Rondonópolis Normandes Matos da Silva, essa é uma tecnologia que vem crescendo no mundo inteiro e que no Brasil ainda precisa muito avançar. “Em Mato Grosso nós temos muito trabalho com esses equipamentos, principalmente no setor agrícola. Precisamos estimular as instituições públicas, as universidades, órgãos ambientais a utilizar essa tecnologia e entender que existem regras a serem cumpridas, como as normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel), Ministério da Defesa e do Departamento do Espaço Aéreo”, afirmou o professor.

O promotor de Justiça Marcelo Vacchiano, que coordena o Centro de Apoio Técnico à Execução Ambiental do MPMT, disse que existem demandas nas perícias do Estado na área ambiental e os drones são indispensáveis para entender o processo ecológico e os impactos ambientais. “É necessário que saibamos como utilizar as várias funções do drone, isso nos dá a possibilidade de ter um margeamento mais preciso nos laudos periciais que estão sendo produzidos pelo MPMT, melhorando assim a qualidade na produção das perícias”, afirmou o promotor de Justiça.

A perita da Politec Rosângela Ventura, que participou do curso, disse que essa capacitação é importante tanto em relação à segurança de se pilotar um drone, quanto ao seu processo de voo. “Pude tirar dúvidas nas questões de segurança, de seu manuseio, além de entender como otimizar o tempo para a realização de trabalhos que demandam urgência”.

Participaram do evento também técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e do MPMT. 

 





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet