26 de Fevereiro de 2020,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 15 de Outubro de 2014, 12h:07 | Atualizado:

Ipem-MT realiza palestras educativas sobre Segurança Infantil

Crianças de 8 a 12 anos, alunos da Escola Estadual Marcelina de Campos, em Cuiabá, participaram nessas segunda (13.10) e terça-feira (14.10) do Projeto Segurança Infantil desenvolvido pelo Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT).

De acordo com a agente metrológica do setor de Avaliação da Conformidade do Ipem-MT e responsável por Consumo Seguro no Estado, Suziane Marchioreto Lopes, o projeto conscientiza as crianças sobre os riscos de acidentes dentro de casa. “Aproveitando o mês das crianças, decidimos desenvolver esse projeto para mostrar às crianças os perigos do dia a dia aos quais estão expostas dentro da própria casa, local onde eles se sentem seguros”.

“Orientamos sobre os diversos perigos tais como mexer com fogo, facas, a importância de não escalar os móveis e também orientamos na hora de escolher um brinquedo, se tem o selo do Inmetro e se está dentro da faixa etária indicada. O intuito do projeto é despertar a consciência de segurança nas crianças", explicou Suziane.

Segundo a coordenadora do Mais Educação, Adriana Megume, é muito importante que esse projeto se estenda a outras escolas. “Qualquer tipo de projeto educativo é válido a ser repassado para as crianças. Elas precisam ter o entendimento do que pode causar algum tipo de risco e o que fazer para evitar uma situação perigosa”.

Suziane ressalta que nesta primeira escola onde o projeto foi aplicado, cerca de 250 alunos tiveram a oportunidade de participar das palestras e de algumas simulações de situações de riscos. 

Para aluna Ana Gabriela, de 11 anos, foi muito importante receber as dicas. “Tem que olhar a faixa etária dos brinquedos, para não correr nenhum tipo de perigo e também sempre pedir ajudar para alguém mais velho quando for mexer com faca ou com fogo”.

O Ipem é um órgão delegado do Inmetro e vinculado à Secretaria de Indústria, Comercio, Minas e Energia (Sicme-MT).

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS