Cidades Terça-Feira, 07 de Maio de 2019, 12h:10 | Atualizado:

Terça-Feira, 07 de Maio de 2019, 12h:10 | Atualizado:

Notícia

Nosso Judiciário leva conhecimento jurídico a estudantes do IFMT

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

O que fazem os Juizados Especiais, como ter acesso à justiça gratuita, o que é conciliação ou como os crimes cibernéticos foram regulamentados no marco civil da internet foram alguns dos conceitos e direitos apresentados a 180 alunos do Instituto Federal de Mato Grosso campus Várzea Grande, por meio do projeto “Nosso Judiciário”, que visitou a unidade nesta segunda-feira (6 de maio).

Os estudantes do 2º e 4º semestres dos cursos técnicos integrados ao ensino médio nas áreas de Logística, Edificações e Desenho de Construção Civil tiveram a oportunidade de conhecer um pouco do Poder Judiciário e compreender algumas leis e direitos garantidos a todo cidadão.

“É um modo de estarmos interagindo com o mundo, sabendo como se defender quando acontecem diversas situações diárias e nós não sabemos o que fazer. É uma grande ajuda para sabermos como lidar com os problemas”, afirmou a estudante Gabriella de Almeida Ferreira, 16 anos, do curso de Logística.

Vários pontos abordados na palestra proferida pelo servidor do Tribunal de Justiça Neif Feguri eram desconhecidos da maioria dos estudantes. O assunto que mais chamou a atenção da aluna Alana Alves Moreno, 16 anos, foi a questão dos crimes cibernéticos.

“Eu destacaria o cyberbullying é algo que está afetando muitos jovens hoje em dia. Eu não fui vítima, mas eu conheço muitas pessoas que foram vítimas, infelizmente. Mensagens, fotos, compartilhamentos, posts, são problemas do dia a dia que nós aprendemos sobre como resolver, quem você pode procurar”, disse Alana.

O diretor de ensino do IFMT Várzea Grande, João Bosco Beraldo, confirmou que o tema do marco civil da internet foi muito oportuno, uma vez que já houve vários casos de uso indevido das redes sociais na unidade escolar. Além disso, o diretor destaca que a iniciativa do Judiciário de levar esse debate aos alunos juntamente com outros assuntos do universo jurídico colabora com a formação dos adolescentes como cidadãos.

“São muito importantes essas orientações promovidas pelo Tribunal de Justiça, no sentido de elucidar que existem leis, punições, direitos que ajudam no nosso convívio social. Foi muito interessante, essa orientação sobre Direito Civil é muito importante não só para a formação profissional deles, como também para a formação cidadã”, pontuou.

Esta foi a 9ª escola visitada pelo projeto em 2019 e a 88ª desde o início do Nosso Judiciário, há seis anos.





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet