24 de Janeiro de 2020,

Cidades

A | A

Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 17h:23 | Atualizado:

FRAUDE

PM demite soldado que falsificou diploma para entrar na corporação

Ex-militar falsificou documento para comprovar que tinha concluído ensino médio


Da Redação

pm-cuturno.jpg

 

Em ato publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (13), o Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso demitiu das fileiras da corporação o soldado I.S.O.J. O militar respondia a sindicância na Corregedoria devido à alteração em documento utilizado para comprovar conclusão de ensino médio para ingressar na PM após ter realizado concurso público em 2013.

Conforme a sindicância, o soldado violou exigências estabelecidas nos itens 2.1.1. e 3.3. do Edital de Abertura nº 002/2013 - SAD/SESP/MT, de 18 de novembro de 2013, e também o Art. 11, inciso IX da Lei Complementar nº 231 (de 15 de dezembro de 2005), referente ao Estatuto dos Miliares que estava em vigor na época. O edital se referia a concurso público para provimento de vagas para os cargos efetivos de soldado da Polícia Militar e soldado do Corpo de Bombeiros Militar.

Tanto os itens do edital como o artigo 11 da LC 231 estabeleciam que à época os candidatos deveriam ter o ensino médio completo e que o diploma ou certificado de conclusão deveriam ser comprovados “mediante a apresentação do documento legal”. Atualmente, é exigido curso superior para ingressar na PM.

Conforme a portaria nº 26870, assinada pelo comandante-geral da Polícia Militar, a Diretoria de Gestão de Pessoas deverá adotar providências junto à secretaria de Estado de Gestão e Planejamento (Seplag) para excluir o soldado da folha de pagamento. O comandante do ex-militar deverá, também, realizar no prazo de cinco dias o recolhimento do fardamento e dos apetrechos que estejam sob a posse do ex-soldado I.S.O.J.

 

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Bolsonaro | Terça-Feira, 14 de Janeiro de 2020, 08h58
    1
    0

    O Soldado deveria apenas receber uma punição, nunca a expulsão. DE qualquer maneira, ele teve mérito. Passou no concurso onde houver a participação até mesmo portadores de curso superior. Não é justo, perdeu o cargo, merece um chance.

  • JULIO PEDRO TORRES | Terça-Feira, 14 de Janeiro de 2020, 07h59
    2
    1

    ???? COMENTAR AQUI é FODAAA essa PORRAAA desse ANUNCIOS (PUBLICIADADE) ((((acaba com o SITE)))). + NO ensejo em 1998 chegou no BOMBEIRO - MT isso MESMO 1 OFICIAL aspirante que deve ter FORMADO EM GOIAS - morador do CRISTO -REI - VG - uma (((LOIRONA ex-mulher de 1 FIADO CORO-PM))) com muito peso na ELITE fabricou esse ASPIRA - historico 2º Grau - kkkkFriiiiiiiiiiiiiiiiiiiii NÃO FALEI NADA kkkkkkk HOJE deve ser ou CORO-fechado ou no MInimo T Cel BM kkkkk TEM COISA NESSE - BM & PM kkkkkkkkkkkkk VOU FAZER 1 LIVRO kkkkkkkkkkkkk

  • J.José | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 22h35
    1
    0

    Falei 3, mas são os 4 primeiros comentários ok

  • Cb | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 21h12
    2
    3

    Agorinha a PM solta uma nota que houve falha no processo demissório

  • carolina silva | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 21h05
    4
    1

    será que na AL tambem não tem? Inclusive de gente que esta aposentado?

  • J.José | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 20h17
    3
    0

    Aos 3 primeiros comentários Ñ SERIA MELHOR VERIFICAR ANTES DO CURSO? QUANTO O ESTADO INVESTIU NELE? UMA COUSA VOCÊS ACERTARAM: já já estará reintegrado à PM.

  • Eder | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 20h15
    2
    1

    E o que mais tem na pm são soldados respondendo por diploma falso! Só que demora a exclusão né enquanto isso estão ganhando e lesando o estado!

  • Cidadão | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 18h32
    7
    2

    Pelo nível da PM vamos aguardar q já já ele retorna para o quadro.... Corregedoria da PM eh uma mãe..

  • MT mais forte | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 18h10
    5
    1

    Seria bom um pente fino em todos os certificados e diplomas que irá encontrar mas caso

  • andre | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 17h32
    9
    0

    LOGO, LOGO O TJ O REINTEGRA

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS