31 de Maio de 2020,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h:00 | Atualizado:

Programa de Acessibilidade do Univag encerra com depoimentos de docentes

Afirma a Constituição Brasileira que o direito de ir e vir é para todos os cidadãos, e apoiada nesse aspecto de grande relevância que o Centro Universitário de Várzea Grande (Univag), realizou a 3ª edição do Programa de Acessibilidade nos dias 06, 07, 14 de maio e 04 de junho no Auditório II, no Bloco C da instituição com a participação de todos os seus colaboradores.

A política instituída abrange todos os segmentos do quadro regular de servidores e a formação é dividida em dois grupos. Sendo um para docentes, diretores de área, coordenadores de cursos e professores. Já o outro para técnicos administrativos e gestores de área.

As problemáticas da acessibilidade enfrentadas no dia-a-dia por esses profissionais foram discutidas através de depoimentos de professores e colaboradores da instituição com a intenção de buscar ferramentas para lidar com o problema. Para a Profª Ma. Elizabet Aguirre, pró-reitora de Graduação e diretora de Área do Conhecimento das Ciências Humanas, a inclusão da pessoa com deficiência vai além da sala de aula, pode estar em todo o campus universitário, ou seja, no estacionamento, no banheiro, na cantina, pelos corredores da instituição e nos espaços especializados.

“Ao incluir o assunto no âmbito pedagógico a intenção é colocar em prática ideias que surtem efeitos imediatos. O Univag vai tomar para si toda escuta e ampliar o programa de qualificação do corpo docente a par dos relatos colocados durante a formação”, disse a Profª Ma. Elisabet.

Ainda segundo a Pró-Reitora de Graduação, a partir daí a instituição garante a acessibilidade e inclusão para essas pessoas, explicando que esse Programa existe desde 2013 no Univag, onde os dois primeiros encontros desenvolvidos falaram sobre a sensibilização da inclusão e recebimento de pessoas com deficiência no Centro Universitário.

Para dar suporte à adaptação desses acadêmicos no ambiente de ensino foi criado o Núcleo de Apoio Psicopedagógico (NAP), que tem a função de atender alunos que apresentam dificuldade de aprendizado, visando à promoção da saúde, oferecendo o aprimoramento constante do processo das relações sociais, pedagógicas e psicológicas no âmbito institucional.

Programa de Formação em Acessibilidade do Univag

Considerando esse contexto, o Univag estabelece sua Política Institucional de Acessibilidade aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), considerando a necessidade de explicitar as diretrizes institucionais referentes à acessibilidade para materializar os princípios da inclusão educacional, assegurando não só o acesso, mas as condições de participação e aprendizagem aos estudantes com necessidades especiais, bem como respeito à diferença e a diversidade humana é compromisso e responsabilidade social do Univag.

O Serviço Multiprofissional de Apoio Psicopedagógico(SEMA), criado desde 2000 e hoje denominado Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP), composto por profissionais da área de Serviço Social, Pedagogia e Psicologia, vem acompanhando o trabalho psicopedagógico desenvolvidos pelas Coordenações de curso junto aos acadêmicos para a viabilização do direito à Educação Superior, por meio de uma planificação pedagógica diferenciada, que proporciona acesso aos currículos e aos elementos curriculares. Destaca-se a premente necessidade da qualificação dos corpos docentes e técnicos por meio da instauração de um programa de formação institucionalizado como um projeto em continua revisão, com o objetivo de promover e ampliar o conhecimento sobre a acessibilidade e inclusão dos alunos e colaboradores com deficiência física, intelectual ou sensorial. A fim de que o acadêmico e colaborador dessa natureza possa desfrutar, com autonomia, facilidade e dignidade dos espaços e atividades acadêmicas em geral ou laboratorial.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS