17 de Julho de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 24 de Abril de 2019, 22h:30 | Atualizado:

Projeto cria Dia Nacional do Rodeio e relator exalta cuidados com os animais

O projeto de lei que estabelece o dia 04 de outubro como o Dia Nacional do Rodeio, foi aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado e deve ir a plenário nos próximos dias. Em seu relatório, o senador Wellington Fagundes (PR-MT), que é médico veterinário, fez questão de exaltar o cuidado e o bem-estar dos animais utilizados na atividade esportiva.

“Ao contrário do que muitas vezes é disseminado de forma equivocada, nos rodeios o bem-estar do animal está em primeiro lugar. Os animais são tratados com todo cuidado e há acompanhamento especializado, eles são o centro do evento” – frisou o republicano. O projeto foi aprovado por unanimidade. A análise do projeto segue agora para o Plenário do Senado.

A data foi a escolhida porque 04 de outubro é reconhecido mundialmente como o Dia dos Animais e também é o Dia de São Francisco de Assis, um dos santos mais queridos na comunidade católica e padroeiro dos animais.

Na defesa do relatório aprovado, Wellington ainda destacou a força econômica da atividade esportiva. Segundo ele, o rodeio no Brasil gera milhares de empregos permanentes ou temporários e movimentando milhões de reais a cada ano. A prática acontece em maior escala nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná, embora seja desenvolvida em todos os demais estados da federação.

O rodeio nasceu do trabalho nas fazendas, e hoje está sendo praticado em diversos países do mundo onde há pecuaria forte, como nos Estados Unidos, na Austrália e no Brasil. “Aqui no Brasil os rodeios tomaram grandes proporções, como a Festa do Peão de Barretos, que já é a maior festa do país e uma das maiores desse segmento no mundo, recebendo 1 milhão de pessoas” - detalhou.

Calcula-se que ocorrem anualmente mais de 2 mil rodeios por todo o país, com público pagante de 24 milhões. “É um número que se mostra bem acima do futebol” — acrescentou o senador, citando, entre as diversas manifestações, os rodeios crioulos no Rio Grande do Sul, que têm características próprias e são muito arraigados às tradições gaúchas.

Em Mato Grosso existem catalogados oficialmente 11 grandes rodeios, realizados em Cuiabá, Juína, Nova Mutum, Sinop, Água Boa, Colíder, Rondonópolis, Barra do Bugres, Campo Verde, Araputanga, Cotriguaçu e Lucas do Rio Verde. Eles integram o chamado ‘Calendário Nacional de Rodeios’. 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS