15 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 19 de Agosto de 2014, 21h:45 | Atualizado:

Sem acordo, estudantes de medicina mantêm greve na Unemat

Os estudantes do curso de medicina da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) em Cáceres, cidade a 220 km de Cuiabá, devem manter a greve iniciada na última quinta-feira após uma reunião com a reitoria da instituição nesta terça (19), na qual não houve qualquer tipo de acordo pelo fim da paralisação.

O panorama foi divulgado nesta terça-feira pela própria assessoria de imprensa da universidade, segundo a qual cerca de cem estudantes foram recebidos em reunião pelo reitor Dionei Silva.

Na reunião, os acadêmicos teriam se limitado a ouvir as respostas da reitoria em relação às reivindicações feitas pelos grevistas e um deles teria informado ao reitor que a greve seria mantida até decisão em contrário em alguma nova assembleia dos estudantes – cuja data não chegou a ser divulgada.

Quando a greve foi deflagrada, a reportagem tentou contato com representantes dos estudantes para falar a respeito, mas obteve como resposta a informação de que todas as manifestações dos alunos acerca da paralisação devem ser feitas por meio de um blog já publicado na internet para este fim.

Dentre as informações publicadas na página estão as reivindicações do grupo, que abrangem desde a aquisição de obras da bibliografia mínima recomendada para as disciplinas na biblioteca até a construção de um bloco para o curso de medicina. Os alunos também cobram cumprimento e reposição das aulas, aquisição de peças anatômicas humanas para estudo e até mesmo a apresentação de um projeto pedagógico completo e coerente. Segundo o blog, as reivindicações têm sido feitas há dois anos, sem sucesso.



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS