21 de Maio de 2019,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 23 de Abril de 2019, 21h:16 | Atualizado:

Virtualização de procedimentos dá mais agilidade ao RH do TJ

A substituição do papel pelo procedimento eletrônico também está sendo realizada na área meio do Judiciário Estadual. A Coordenadoria de Recursos Humanos virtualizou 10 fluxos de processos do setor, tornando o procedimento mais seguro e rápido.

A partir desta gestão (2019-2020), tornaram-se virtuais os processos relativos à licença-prêmio, mudança de lotação, folha de pagamento, nomeação de juiz de paz, licença-gala, licença-nojo, pedido de averbação, licença para interesse particular, geração de cédula C e estágio probatório.

Na prática, isso significa que todos os procedimentos da vida funcional dos cerca de 5 mil servidores do Poder Judiciário, além daqueles que já se aposentaram, passam a ser mais céleres, eficazes e padronizados.

A virtualização dos procedimentos integra o plano de 100 dias da Coordenadoria de Recursos Humanos. Nesse período foram desenvolvidos 19 projetos, elaborada uma cartilha de orientação sobre esses processos, feita a contratação de um sistema próprio para o RH, as atividades dos profissionais credenciados foram padronizadas e o eSocial está sendo estruturado de acordo com as regras estabelecidas pelo governo federal.

As ações elencadas para os primeiros meses da gestão foram definidas com o objetivo de fornecer o alicerce do trabalho que será realizado pela administração do Poder Judiciário ao longo do biênio 2019-2020, conforme explica o coordenador de RH, Lusanil Cruz.

“Foram ações importantes para darmos o start para que tenhamos uma gestão com resultados. Elas serão aprimoradas, estamos trabalhando para ter um RH estratégico e não operacional e, para isso, precisamos ter processos de trabalho eficientes”, pontuou.

Outra frente de trabalho importante do RH no plano de 100 dias diz respeito ao eSocial, um banco de dados único normatizado pelo governo federal que funciona como um repositório de informações trabalhistas, estatutárias, previdenciárias, fiscais, tributárias e fundiárias dos trabalhadores da iniciativa privada e também de órgãos públicos.

No âmbito do TJMT, começaram a ser inseridos na plataforma federal dados dos trabalhadores e seus vínculos, tabelas, cadastro do empregador e qualificação cadastral.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS