16 de Novembro de 2019,

Cultura

A | A

Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019, 08h:20 | Atualizado:

Estudantes começam visitação em espaços culturais

Pela primeira vez em um museu, a estudante Anna Júlia da Silva Arruda, 12 anos, expressava um olhar curioso enquanto narrava entusiasmada a nova experiência. “Sempre tive vontade de conhecer, mas nunca tive oportunidade de ir a um museu. Quando fiquei sabendo que viria hoje, fiquei muito alegre por estar entre os escolhidos. Estou aprendendo sobre a história, a arquitetura e a cultura de Mato Grosso”, disse durante a visitação mediada no Museu de História Natural Casa Dom Aquino.  

A adolescente de Nossa Senhora do Livramento (42 quilômetros de Cuiabá) saiu hoje cedo da cidade onde mora, acompanhando um grupo formado por alunos e professores de três escolas públicas do município, para participar do lançamento do projeto Caminhos da Cultura, nesta quinta-feira (10.10). A iniciativa promove o acesso de estudantes a espaços culturais e históricos situados em Cuiabá, como museus, galerias de arte, bibliotecas, teatro, pontos de cultura, pontos turísticos e igrejas.  

O roteiro de hoje incluiu o Museu de Arte Sacra, onde foi feita a cerimônia de lançamento do projeto, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino, centro histórico e igrejas. Participaram da programação de hoje quatro escolas, sendo uma de Cuiabá e outras três de Nossa Senhora do Livramento. Os estudantes foram divididos em dois grupos, um deles visitou os museus e outro percorreu o centro de Cuiabá.  

De outro lado, a estudante Vitória Clara Silva, 16 anos, ficou surpresa ao descobrir locais (museus) dos quais nunca tinha ouvido falar. “Valeu muito a pena, é a primeira vez que visito um museu, está sendo um programa diferente e de aprendizado”, relatou, complementando que ficou impressionada com a beleza da Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho, localizada ao lado do Museu de Arte Sacra.

Em meio a um grupo entusiasta que registrava com fotos toda a visita no Museu de História Natural Casa Dom Aquino, estava Arthur Carvalho, 14. Também pela primeira vez em um museu, ele contou que o mais interessante era aprender por uma perspectiva de objetos e artefatos históricos. Já professora Carla Duarte, que também não conhecia o Museu Dom Aquino – apenas o de Arte Sacra – destacou a oportunidade que o grupo teve de poder conhecer os espaços e ampliar conhecimentos. “Eles estão curiosos, atentos e perguntando várias coisas. Está sendo muito válido, é uma forma diferente de aprender e valorizar a nossa cultura”, comentou, destacando que posteriormente o tema seria tratado pedagogicamente em sala de aula.

Durante o lançamento do projeto nesta manhã, o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), Allan Kardec Benitez, destacou a importância de efetivamente promover a ocupação dos aparelhos culturais. “Estou muito feliz com esse projeto. Sou professor, e a educação se faz com acesso e permanência. Reabrimos museus, agora estamos colocando vida, porque o acesso não é somente disponibilizar o espaço, mas fazer com que as pessoas vivenciem o local e o reconheçam como parte da sua cultura”. Ele também agradeceu as empresas e instituições parceiras, destacando que no contexto atual de crise, essa soma de esforços entre setores público e privado é fundamental para que o Estado consiga garantir o direito constitucional do cidadão de acesso à cultura.

Na ocasião, o diretor executivo da Associação Mato-Grossense dos Transportadores Urbanos (MTU), Sidnei Barros, destacou que para as empresas é gratificante participar de uma iniciativa que promove conhecimento sobre história, cultura e patrimônio para crianças e adolescentes. “É um prazer enorme integrar este projeto que, já numa primeira etapa, irá favorecer dois mil estudantes de Cuiabá e região”.

A cerimônia contou com a presença de Ricardo Budtinger, da Viação Novo Horizonte, empresa que cede o ônibus para o transporte dos estudantes. Além disso, o evento foi prestigiado por representantes da Seduc, servidores da Secel, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), além de gestores do Museu de Arte Sacra, Cine Teatro e Museu de História Natural Casa Dom Aquino.

Caminhos da Cultura

O projeto Caminhos da Cultura consiste em promover a inclusão cultural de estudantes de escolas públicas e comunidades de Cuiabá e municípios vizinhos, viabilizando a visitação a espaços que oferecem arte, cultura e história. Nessa primeira fase, serão contemplados aproximadamente dois mil estudantes, até 15 de dezembro. As visitas são feitas de segunda a sábado, de manhã e de tarde, e em média o roteiro inclui três aparelhos culturais por turno. O deslocamento é feito de ônibus, cedido pela empresa de transporte Viação Novo Horizonte.

Entre os aparelhos culturais incluídos no roteiro estão Museu de Arte Sacra, Residência dos Governadores, Museu de História Natural Casa Dom Aquino, Galeria de Artes Lava Pés, Cine Teatro Cuiabá, Palácio da Instrução, Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça, Centro Cultural Casa Cuiabana, Museu da Imagem e do Som de Cuiabá (Misc) e Museu da Caixa D’água Velha. Numa segunda etapa, a proposta é ampliar para outros espaços como o Complexo Complexo Arena Pantanal, pontos de cultura como a Comunidade São Gonçalo Beira Rio e Memorial Rondon.  

O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) executada em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), superintendência em Mato Grosso do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Associação Mato-Grossense dos Transportadores Urbanos (MTU), Viação Novo Horizonte e as entidades gestoras dos equipamentos culturais da Secel e Prefeitura de Cuiabá.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS