19 de Junho de 2019,

Curiosidades

A | A

Terça-Feira, 16 de Abril de 2019, 03h:30 | Atualizado:

SEDENTARISMO

45,8% da população não pratica atividade física

ACADEMIA.jpg

 

É comprovado que fazer atividade física traz inúmeros benefícios para a saúde, incluindo a diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes e câncer de mama e cólon. A prática de exercício pode até retardar o início de demência, além de ajudar na qualidade de vida. Apesar de tudo isso, um estudo realizado pelo Ministério da Saúde revelou que 53% da população brasileira está acima do peso e 45,8% não pratica atividade física regularmente.

Ainda de acordo com a entidade, apenas 37% dos moradores de capitais brasileiras se exercitam mais de 2h30 por semana, tempo recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O mesmo estudo apontou que só em 2017, 34.273 pessoas morreram por causa do diabetes, câncer de mama e doenças cardiovasculares – doenças relacionadas ao sedentarismo.

Os números mostram que os homens se exercitam mais do que as mulheres, somando 43,4% contra 31,5%. O sedentarismo aumenta entre as crianças, de até oito anos, apenas 23,3% delas pratica alguma atividade regular. Maiores de 12 anos com atividades regulares representam 47% do total.

A idade não foi empecilho para que Regina Lima, de 56 anos, mantivesse uma rotina ativa de exercícios. Com a chegada da aposentadoria, ela buscou ocupar o tempo de uma forma saudável e escolheu praticar natação. Já era adepta da hidroginástica antes, mas não sabia nadar. Venceu o medo e tornou-se atleta com acompanhamento profissional, e participou de campeonatos. Regina coleciona troféus e medalhas em concursos regionais e nacionais. Entre eles, o 3º lugar no Ranking Feminino de 55 anos de 2018, da Associação Goianiense Master de Natação (AGMN). E, recentemente, conquistou o 2º lugar no Circuito Abramn, da Associação Brasiliense Master de Natação. “A minha qualidade de vida melhorou demais. Os meus checkups estão ótimos, os médicos me elogiam sempre”, ressalta orgulhosa. Regina complementa que “é maravilhoso estar bem com si mesmo, com a sua saúde e em paz com o espelho”, afirma Renata.

Assim como a atleta, a estudante Camila Castro de Almeida, de 17 anos, se mantém ativa. “Eu faço abdominais, leg press, agachamento, mesa flexora, cadeira abdutora e adutora. Graças a esses exercícios eu percebi uma grande diferença no meu cotidiano e não consigo mais viver sem malhar”, relata.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS