29 de Maio de 2020,

Economia

A | A

Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020, 15h:36 | Atualizado:

Finanças: cuidado com as compras online em tempos de home office

A saída para muitas pessoas tem sido comprar pela internet. A facilidade é uma ótima alternativa quando se tratra de produtos necessários, como alimentos e medicamentos. Mas ao ficar online, logo se percebe a imensa quantidade de artigos oferecidos com descontos e frete grátis. E é aí que mora o perigo.

Durante a pandemia do coronavírus, boa parte do comércio foi obrigada a fechar as portas, e a alternativa encontrada pelos empresários do setor foi estimular as compras online. Tem de tudo, inclusive coleções de roupas para trabalhar em casa, ou maquiagens que combinam com o trabalho remoto. Mas lembre-se que é tempo de economizar e reduzir gastos.

Nesse período tão complicado, é normal que o emocional fique abalado e isso pode incentivar as compras por impulso. Então faça as três perguntas para si mesmo antes de fechar qualquer negócio, mesmo que ele pareça tentador. A primeira é se você precisa realmente do produto. Depois, se você precisa dele neste momento. E, por fim, se você tem dinheiro para comprar.

Isso não significa que você não possa aproveitar as promoções para comprar aquela blusa, sapato ou calça que você tanto deseja, mas apenas que você tenha controle, para não acabar com a conta no vermelho e, pior ainda, insatisfeita com o que comprou.

Outra dica é evitar comprar quando estiver chateada, para tentar tirar o foco da tristeza. Nesse período ficamos mais susceptíveis à compra por impulso e não é o momento ideal para decidir o que comprar. Portanto, se estiver chateada, evite olhar os sites de compras, para não se arrepender depois.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS