28 de Janeiro de 2020,

Economia

A | A

Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 10h:20 | Atualizado:

MT-100

Novo pedágio é o mais caro de MT


Gazeta Digital

mt-100-rodovia2.jpeg

 

Após a cumprimento da primeira etapa do contrato, a concessionária Via Brasil passou a cobrar o pedágio mais caro de Mato Grosso, em Alto Taquari (479 km ao sul de Cuiabá), com custo de R$ 8,30. A tarifa está em vigor desde a terça-feira (3).

O valor foi autorizado pela Agência Estadual de Regulação (Ager) e divulgado no Diário Oficial do Estado de terça-feira. A aprovação, por unanimidade, ocorreu na reunião da diretoria executiva da Ager, realizada na segunda-feira (2), início do mês.

Com essa taxa, o pedágio em Alto Taquari será o mais caro do estado. Antes, o maior valor pago pelos motoristas era em Sorriso (420 km ao norte), de R$ 7, na BR-163, que está sob concessão da Rota do Oeste.

A concessionária apresentou à Ager os documentos que comprovam a revitalização da rodovia, condição para a cobrança do pedágio. Segundo o parecer técnico sobre o caso, o valor é justificado pela empresa e "não contém erro técnico".

Essa primeira praça de pedágio deve funcionar no km 111,9 da MT-100. A concessão da rodovia, que foi leiloada em 2018, irá durar 30 anos. Pelo contrato, a concessionária irá investir R$ 49,8 milhões até o final de 2019 para realizar a pavimentação e sinalização da MT-100.

Nessa concessão ainda está prevista a construção de mais posto de cobrança, que terá estudo sobre valores apresentado e novamente apreciado pela Ager. A Via Brasil também venceu as licitações da MT-320 e da MT-208, ambas na região norte do estado.

 

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Alves Netto | Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 15h27
    1
    0

    Não era só privatizar que melhorava? Então...tá melhor; mas tem o custo!

  • Kleber | Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 14h00
    2
    0

    ENTRE PRIMAVERA X RONDONÓPOLIS SÃO 9,00

  • Victor | Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 13h25
    3
    0

    Pva x roo é 9

  • Economia | Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 12h49
    1
    0

    O correto é o estado assumir todos os pedágios, extração de ouro, o correto é o estado assumir a entrega de energia elétrica e gás, correto porque o estado pode fazer concurso público para isso. Todas essas atividades dão lucros para o estado aumentando a arrecadação dos cofres públicos, imagina o estado abrir uma empresa pública para extração de ouro e diamante? O Brasil tem que usar suas riquezas para fornecer serviços públicos de qualidade para sua população. Chega de ser colônia de exploração. Onde somente alguns ganham dinheiro.

  • Economia | Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 12h49
    0
    0

    O correto é o estado assumir todos os pedágios, extração de ouro, o correto é o estado assumir a entrega de energia elétrica e gás, correto porque o estado pode fazer concurso público para isso. Todas essas atividades dão lucros para o estado aumentando a arrecadação dos cofres públicos, imagina o estado abrir uma empresa pública para extração de ouro e diamante? O Brasil tem que usar suas riquezas para fornecer serviços públicos de qualidade para sua população. Chega de ser colônia de exploração. Onde somente alguns ganham dinheiro.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS