08 de Agosto de 2020,

Entrelinhas

A | A

Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 11h:44 | Atualizado:

PANDEMIA

MT mantém os salários em dia

gallo-assembleia1 (1).jpg

 

O governo do Estado paga nesta sexta-feira (10) os salários do mês de junho dos servidores públicos ativos, inativos e pensionistas, cumprindo o calendário estabelecido em janeiro deste ano. A folha de pagamento líquida no mês de junho, segundo a Secretaria Adjunta do Tesouro Estadual, da Secretaria de Fazenda, foi de R$ 483 milhões.

Desse montante R$ 300,6 milhões destinam-se ao pagamento dos servidores ativos e $ 182,4 milhões para inativos e pensionistas. Receberão salários e proventos 105.715 pessoas, sendo 65.376 servidores ativos; 35.941 inativos e mais 4.398 pensionistas.



Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Coveiro | Quinta-Feira, 16 de Julho de 2020, 09h32
    0
    0

    Por isso não muda os números da Galera #FicaEmCasa... dinheiro na conta, os trouxas que vão trabalhar.

  • pandemia | Domingo, 12 de Julho de 2020, 08h47
    0
    0

    SUBSÍDIO E VERBA INDENIZATÓRIA - A MENTIRA DO MILÊ NIO - COPIADA DA VI ALMT (LEI 8.112/2004 (RIVA), COPIADA DA CÂMARA FEDERAL / SENADO (ATO 62/2001, AÉCIO NEVES, E ATO 43/2009 (MICHEL TEMER), NA ÉPOCA TAXADA PELO CLAMOR DA SOCIEDADE DE ESPEDIENTE ESPÚRIO PARA AUMENTO INDIRETO DE SUBSÍDIO (FL. SP, PAINEL) E SEMPRE REPUDIADA PELO CLAMOR DA SOCIEDADE MATO - GROSSENSE (O GLOBO, A MAIOR VI (ALMT) NO BRASIL, 08/07/2015), (A GAZETA, DISCURSO DE CONTENÇÃO DE GASTOS CAI POR TERRA SE A MEDIDA FOR APROVADA, 12/03/2015). O CINISMO DO ARTIFÍCIO RESTOU DESMASCARADO COM A MANIFESTAÇÃO INEQUÍVOCA E IRREFUTÁVEL PELA INCORPORAÇÃO DA “VI” POR MAGISTRADOS E MPMT (“TUDO ISSO, NA VERDADE, SÃO SALÁRIOS INDIRETOS”, DR. JOSÉ DE ARIMATÉIA, D. JUIZ DE DIREITO BRAVO EX PRESIDENTE DA AMAMMT, ENTREVISTA, FOLHAMAX, 07/02/2015 E DR. DOMINGOS SÁVIO B. DE ARRUDA, D. PROCURADOR DE JUSTICA, MIDIA JUR, 24/02/2016). TAMANHA A AFRONTA À LEI QUE A EXPRESSÃO “VERBA” FOI EXCLUÍDA DO SISTEMA ORÇAMETÁRIO-CONTÁBIL-FINANCEIRO (LEI 4.320/64 COMENTADA, J. TEIXEIRA E HERAL REIS, IBAM, 31ª ED., ART. 5º, PG. 21). TODOS OS POLÍTICOS QUE MANIPULARAM O SUBSÍDIO/VI CAÍRAM EM DESGRAÇA POLÍTICA PELA MALDIÇÃO BÍBLICA CONTRA INJUSTIÇAS A VIÚVAS, ÓRFÃOS E POBRES (INATIVOS, ÚNICOS, DE FATO, NO SUBSÍDIO, POIS NÃO RECEBEM “VI PENDURICALHO”. (ZC 7:10, Eclco. 1,1-2, 1Cor.19, 6-7. Lv. 19:15, Jr. 2,2-13, Tes. 2:12, Mt. 5,10-20), SALÁRIO COM NOME FALSO DE “VI” É DESLAVADA MENTIRA!!! O DEMÔNIO É O PAI DA MENTIRA (JOÃO, 8,32, 44). CAÍRAM EM DESGRAÇA POLÍTICA: FHC, INSTITUÍU O SUBSÍDIO (EC 19/98) E LULA A INDENIZAÇÃO COM NOME FALSO DE “VI” (EC 47/2005) MAS SEQUER REGULAMENTARAM, DILMA E TEMER, LENIENTES E OMISSOS TBM NÃO REGULAMENTARAM. NOS SERTÕES DE MATO GROSSO, O EX GOVERNADOR BLAIRO MAGGI, A PRETESTO DE LEIS PARGMÁTICAS E QUEBRA DE PARADIGMAS, COPIOU NO EXECUTIVO A DRACONIANA “VI” ALMT (LC 169/2004 – GTAF), LENIENTES, SILVAL E TAQUES (AINDA DEU AMENTO GTAF), ALMT E TCE CONTINUAM PAGANDO, DESAFIANDO A CONSTIUIÇÃO, A LEI, A MORAL E A PALAVRA DE DEUS. O E. TJMT, EM RECENTE DECISÃO JULGOU INCONSITUCIONAL A VI DA PREFEITURA MUNICIPAL DE N. SRA. DO LIVRAMENTO, TODAS COM O MESMO PERFIL DA FALTA DE TRANSPARENCIA DA VI-ALMT. BABILÔN IA CAIU!!!!

  • jason | Sábado, 11 de Julho de 2020, 19h28
    4
    0

    massacrar o servidor público com 14% de desconto é covardia, infelizmente falta união da classe para uma greve.

  • . | Sábado, 11 de Julho de 2020, 18h46
    3
    0

    Reparem só, bastou esse Sr Gallo entrar para a Sefaz, que começou esse discursinho de "pagamos em dia", como se os proventos dos servidores fosse óbolo oriundo dos bolsos dos governadores. MT é o estado mais rico da União. Essa estratégia dos três problemas, onde o terceiro é a solução, já é manjada entre a elite mundial. PAGAMENTO EM DIA NÃO É MAIS DO QUE OBRIGAÇÃO. Tenho asco desse homem, o baluarte dos neoliberais.

  • Pantaneiro | Sábado, 11 de Julho de 2020, 10h08
    9
    1

    Carai Mauro Mendes descontar 14% de quem ganha 1500 deveria ser crime. Mas me aguarde 2022 eu terei minha vingança.

  • joana | Sábado, 11 de Julho de 2020, 09h34
    3
    0

    so não entendo porque tem gente pedindo pra não pagar emprestimo em dia, o salario não continua a cair na conta?

  • Sócrates | Sábado, 11 de Julho de 2020, 08h41
    7
    1

    Sem reajuste ha mais de 2 anos, com uma alíquota de Imposto de Renda nas alturas, e um desconto da Previdência de 14%, para piorar, taxação nos aposentados e pensionistas, não resta a menor dúvida, de que esta sendo decretada praticamente o fim para o servidor público do executivo.

  • Laura | Sábado, 11 de Julho de 2020, 08h26
    2
    9

    Não há por que atrasar salário, pois a arrecadação do Tesouro do Estado, foi quase 2 bilhões de reais, e a folha de pagamento menos de 500 milhões de reais, então tem recursos suficiente para cumprir os compromissos com o servidor publico, e pagar as contas em dias. O atual Governador Mauro Mendes, do DEM, fez um compromisso de colocar os salários atrasados em dias (vindo do Governo Pedro Taques), e pagar corretamente os salarios em dias a partir do inicio de 2020, e vem cumprindo. MM pode não ser um bom politico, nem muito simpatico, mais é um BOM GESTOR público, e vai fazer uma boa admistração nos seus 4 anos de Governo.

  • Daniel Boone | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 19h26
    13
    2

    governo maldito: confiscou 14% dos proventos dos pensionistas e aposentados, incluindo os por invalidez.

  • Neto garcia | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 18h52
    13
    1

    Nao faz mais do q a obrigacao!!!!

  • Helo | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 17h56
    16
    0

    É Obrigação!!!!!!!.Trabalhei 39 anos, e atualmente tive de cancelar meu plano de saúde porque com o aumento da previdência, meu salário mal dá para os medicamentos. Mas Deus está vendo e esse governador Há de ser cobrado.

  • teachersanches@hotmail.com | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 13h55
    3
    0

    O salário de vcs já cairam na conta?

  • Paulo | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 13h52
    12
    0

    MAURO MENTE. DEVE. SER O DONO DESSE SITE.................COM CERTEZA.

  • Luiz Junior | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 13h47
    13
    0

    Percebeu Fecomércio que a Folha de pagamento diminuiu com o aumento da alíquota da previdência? Menos dinheiro para injetar na economia de MT e prejuízo para vocês que querem deixar o recurso na mão do Mauro Mendes!!! Pense bem antes de escrever qualquer artigo contra os servidores públicos, pois os prejudicados é nós e vocês, pois estamos no mesmo barco.

  • Marco Antônio | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 13h40
    11
    0

    Desde início deste governo o salário está com 10 dias de atraso, antes era pago dia 30 prorrogou para dia 10. O Mauro Mendes só leva vantagem, não está nem aí para o povo. O problema dele é perseguir Prefeito Emanuel Pinheiro, convenhamos tá dando show em combate a Pandemia e a administração da capital.

  • luis | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 13h01
    20
    0

    E a OBRIGAÇÂO !!!!!! não está fazendo favor...O Estado arrecadou... !!!!!

  • Indignado | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 12h54
    22
    0

    Isso não é favor algum folhamax é obrigação ,vcs fazem esses tipos de matéria para promover o governador ou puxar saco mesmo?Ele não porque atrasar ou parcelar salários a pandemia em si só não é motivo e a arrecadação e os aumentos de impostos dão margem para os salários serem pagos em dias aliás atrasado pois ele garantiu em campanha que pagaria dentro do mês trabalhado é só vcs procurarem no youtube que tem vários vídeos dele fazendo essa promessa dentre outras.

  • Servidor | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 12h13
    22
    2

    É O MINIMO QUE ESTE GOVERNADOR QUE SO MASSACRA SERVIDORES PODE FAZER.. ATE PORQUE O GOVERNO JÁ REPASSOU MILHÕES PARA COMPENSAR AS PERDAS DE ARRECADAÇÃO. PORTANTO, NINGUÉM É BESTA PARA ACHAR QUE O GOVERNO ESTA SENDO UM EXEMPLO DE ADMINISTRADOR..O POVO ESTA VENDO E AS PESSOAS MORREREM POR FALTA DE COMPETÊNCIA DO GOVERNO QUE NAO ABRIU AS UTIS.

  • Teka Almeida | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 11h54
    28
    2

    Salário congelado desde 2017, aumento de imposto consequentemente aumento na arrecadação, aumento de 14% na previdência do servidor consequentemente redução no total líquido a pagar. Se não pagar no dia 10 do mês seguinte é assinar a sua INCOMPETENCIA.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS