09 de Agosto de 2020,

Esporte

A | A

Quinta-Feira, 30 de Julho de 2020, 07h:45 | Atualizado:

Casagrande critica Marcelinho após encontro com Bolsonaro

O encontro entre o presidente Jair Bolsonaro e Marcelinho Carioca não caiu bem para muitos torcedores do Corinthians, principalmente por conta da utilização da camisa do clube. Um dos mais famosos corintianos, o atual comentarista do Grupo Globo, Walter Casagrande. Em vídeo publicado nas redes sociais, o ex-jogador fez duras críticas ao "Pé de Anjo".

"Eu cheguei em 1975 nesse clube aqui, no Corinthians (apontando para a camisa). Comecei minha vida lá, corintiano de garoto, cheguei para jogar no dente de leite, nas categorias de base do Corinthians. Em 1979, a torcida do Corinthians abriu uma faixa no Pacaembu dizendo 'anistia para os presos políticos e exilados políticos'. Em 1982, 1983, até 1985 essa camisa aqui era da democracia corintiana, essa camisa representa liberdade, representa democracia, e nenhum ex-jogador tem o direito de representar o clube politicamente. Eu também não tenho. Isso aqui é democracia. Isso aqui sempre foi democracia", disse Casão.

Marcelinho foi até Brasília nesta quarta-feira para se encontrar com o presidente da República, com quem vestiu a camisa do Corinthians e posou para fotos e vídeos em rede social. De acordo com o depoimento de ambos nas imagens, o objetivo da reunião foi falar da "MP do Mandante", sobre os direitos de transmissão, pela qual manifestaram apoio em seus discursos.

Tanto o Corinthians, quanto o Banco BMG, patrocinador máster do clube, já emitiram notas oficiais negando qualquer envolvimento no encontro que aconteceu nesta tarde. Ambos afirmaram que não enviaram as camisas e que a iniciativa partiu única e exclusivamente de Marcelinho, que é o embaixador da parceria "Meu Corinthians BMG" e participou do lançamento da nova camisa.

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS