20 de Outubro de 2019,

Esporte

A | A

Sábado, 15 de Fevereiro de 2014, 21h:08 | Atualizado:

CAMPEONATO CARIOCA

Fred perde pênalti e é vaiado, mas Flu vira sobre Boavista e segue líder

O Fluminense venceu o Boavista por 3 a 1 neste sábado, no Maracanã. No dia do retorno de Fred, o Tricolor encontrou mais dificuldade que esperava e teve que arrancar uma virada, após iniciar o confronto perdendo - gol de Gilcima. Já o camisa 9, teve atuação bem abaixo do que pode render. Após inúmeros gols desperdiçados, ele perdeu pênalti e chegou a ser vaiado pelos torcedores. Menos mal que Conca, Rafael Sóbis e Walter (2) salvaram a pele do time das Laranjeiras e garantiram o triunfo, que deixa a equipe na liderança do Carioca.

A partida iniciou como todos esperavam. O Fluminense pressionando o Boavista em busca do primeiro gol. O adversário, no entanto, conseguia mostrar qualidade, quando tinha a bola sob domínio, o que pouco acontecia. Com Fred em campo, o Tricolor buscava o atacante a todo instante. Mas a noite não parecia ser do camisa 9.

Em rápida troca de passes e após um belo corta-luz de Conca, Fred recebeu livre dentro da área, mas finalizou mal e mandou para fora. Após o chute, a arbitragem invalidou o lance apontando impedimento, mas o próprio atacante não parecia acreditar no gol que havia perdido momentos ates, aos 12min.

E Fred continuou a perder boas oportunidades. Aos 23, Carlinhos cruzou na medida para o atacante, que, sem tempo, 'capou' a bola. Para piorar, o Boavista abriu o placar no lance seguinte. Gilcimar aproveitou bom cruzamento da direita de André Luiz e fuzilou Diego Cavalieri de cabeça, 1 a 0.

Mesmo pressionado com a desvantagem no placar, o Fluminense não abriu mão e insistiu nas jogadas praticamente integrais em Fred. E a tática parecia que daria certo aos 38min, quando o atacante foi agarrado dentro da área e sofreu pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança, mas acertou a trave direita. Nesse momento, a torcida perdeu a paciência, vaiou o camisa 9 e gritou o nome de Walter, no banco de reservas.

Para alívio dos torcedores, o Fluminense chegou ao empate. Mas em um lance de sorte. Rafael Sóbis foi até a linha de fundo e cruzou para ele, Fred. O atacante não alcançou e, como uma flecha, Conca apareceu por trás e fez de cabeça, aos 43min: 1 a 1. 

O Fluminense voltou decidido a virar o placar. Mordido, Fred voltou diferente para o segundo tempo e, com menos de um minuto, recebeu bola e girou rápido para chutar nas mãos do goleiro Getúlio Vargas. O atacante ainda quase marcou um golaço após chutar de primeira um cruzamento de Conca.

De tanto pressionar, o Fluminese conseguiu a virada. Conca lançou Carlinhos, que dominou errado e acabou ajeitando para Rafael Sóbis, que chutou firme para fazer o segundo aos 19min: 2 a 1.

Após o gol, a torcida voltou a comemorar. Dessa vez porque o técnico Renato Gaúcho chamou Walter, visivelmente mais magro, para entrar em campo, aos 28min. Rafel Sóbis foi sacado. E quando o Boaista levava perigo, Diego Cavalieri ou a trave impediram o empate.

Após o susto, o Fluminense garatiu a vitória. Aos 37min, Walter mostrou porque é tão querido pelos torcedores. Ele aproveitou confusão na área para completar de cabeça e fazer seu segundo gol em dois jogos pelo Tricolor. Dois minutos depois, Renato Gaúcho decidiu sacar Fred, que deu lugar a Wagner - Conca também saiu para a entrada de Chiquinho.

O atacante, que havia sido vaiado no primeiro tempo, deixou o campo ovacionado pelos torcedores, que fizeram as pazes com o camisa 9 e ídolo. Nos acréscimos, Walter ainda aproveitou passe açucarado de Wagner e, sem goleiro, definiu o placar. Festa no Maracanã.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS