09 de Julho de 2020,

Esporte

A | A

Quinta-Feira, 27 de Março de 2014, 09h:41 | Atualizado:

Pato tira de Muricy o único sorriso após vexame no Morumbi

Visivelmente abatido após a queda contra o Penapolense nesta quarta-feira, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, o técnico Muricy Ramalho só mudou de expressão durante a entrevista após a partida quando ouviu um nome em particular: Alexandre Pato. Questionado sobre o fato de daqui em diante poder utilizar o atacante, que estava impossibilitado de atuar no Estadual por questões de regulamento, o treinador tricolor até sorriu e já esboça a equipe com a presença do badalado reforço.

"Ele está sofrendo demais, pois vemos todo dia ele chegar cedo, treinando para caramba. Tem que treinar mais que os outros. A pior coisa do mundo para o jogador é não jogar. O Pato é diferenciado, acima da média, caiu muito bem no elenco", sorriu o técnico, ainda na sala de imprensa do Morumbi. No estádio, o São Paulo empatou sem gols com o Penapolense e caiu depois de revés por 5 a 4 nos pênaltis, ficando de fora da semifinal.

"O Alexandre Pato é diferenciado como jogador e como pessoa, educado e agradável, além de responsável, isso que percebemos. Por isso jogou em um grande clube da Europa (Milan). Vai nos ajudar muito, pois conhece. É diferente e é disso que precisamos, vai ajudar muito", continuou Muricy, em um dos poucos momentos de alegria após a partida.

Alexandre Pato chegou ao São Paulo após se envolver em troca com o meia Jadson, que agora defende o Corinthians. O ex-camisa 7 do Milan não deu certo no clube do Parque São Jorge, mas é tratado com expectativa no Morumbi. Como já havia estourado o número de partidas com a camisa corintiana no Paulista, contudo, acabou ficando de fora do torneio pelo atual time, mas estreou pela agremiação tricolor pela Copa do Brasil.

Foi contra o CSA, em Alagoas, em confronto que terminou com triunfo magro por 1 a 0 do São Paulo, que Pato entrou em campo pela primeira vez no novo time. E é justamente diante do rival alagoano que o atleta voltará a atuar, só que somente no dia 9 de abril, no Morumbi. Depois disso, o foco será também a disputa do Campeonato Brasileiro, que começa 11 dias depois, com a estreia são-paulina contra o Botafogo, em casa.

"Temos algumas ideias que não podemos colocar em prática já que o Pato não vinha podendo ser utilizado, pois não podia jogar pelo Paulista. É difícil, temos uma ideia, mas precisamos por em prática", avisou Muricy, dizendo ter diversos pensamentos sobre a forma como pretende utilizar Pato na equipe titular - ele deve formar trio de ataque titular ao lado de Osvaldo e Luis Fabiano, com Ganso na armação.

O torcedor tricolor ainda terá que esperar mais 12 dias para ver Pato em campo novamente. Mesmo assim, Muricy não descarta realizar amistosos no período de "férias" - existe a possibilidade de o São Paulo realizar jogos-treinos até o reencontro com o CSA. "Sempre que temos chances fazemos jogos-treinos, usamos muito a base, pois é um intercâmbio importante. Se tivermos condições de trazer algum time vai ser importante", finalizou Muricy.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS