07 de Dezembro de 2019,

Mundo

A | A

Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 15h:06 | Atualizado:

SOBRE QUEDA DE AVIÃO

'Escutei o grito de socorro de uma vítima', diz agricultor

RPC

avi�o.jpg

 

"Escutei o grito de socorro de uma vítima. A gente chegou lá e já pode ver que tinha uma vítima morta e outra pedindo socorro", contou o agricultor Dirceu de Oliveira Maciel que foi ao local onde caiu um avião de pequeno em Cascavel, no oeste do Paraná, no domingo (17).

A aeronave caiu na área rural da cidade, no meio da mata, na tarde de domingo. Três pessoas morreram.

Ainda segundo Maciel, ele não conseguiu ver quantas pessoas mais que tinham dentro da aeronave. Ele, então, decidiu voltar e ligar para o Samu e para a polícia.

O apicultor Celonir da Silva também relatou o que aconteceu segundos antes da queda do avião.

"Ouvi que parou o motor e escutei logo em seguida o estrondo no meio do mato", afirmou o apicultor Celonir da Silva, que trabalhava perto do local do acidente.

Avião fica completamente destruído

O avião ficou completamente destruído, de ponta cabeça entre as árvores. A aeronave pertence a um empresário de Cascavel e tinha sido emprestada.

Quatro pessoas estavam no avião. Apenas uma mulher sobreviveu. Ela foi levada em estado grave para o hospital.

Já era noite quando os corpos foram retirados – dois deles ficaram presos às ferragens.

Família voltava de SC

O piloto tinha experiência. Ele era instrutor de uma escola de aviação, em Cascavel. Ele estava voltando do litoral de Santa Catarina, com uma família que tinha ido passar o feriadão na praia.

A aeronave caiu a poucos metros de um aeroporto particular, onde iria pousar. As causas do acidente vão ser investigadas.

Uma equipe da Aeronáutica Brasileira deve fazer a perícia técnica na tarde desta segunda-feira (18).

As vítimas

De acordo com o Cascavel Country Club, Eduardo Philippi, cardiologista e presidente do clube, a filha dele, Fernanda Philippi, de 12 anos, morreram no local.

Magnus Padilha era o piloto e também morreu na queda. O corpo dele está sendo velado desde a madrugada desta segunda-feira, conforme informou a Administração de Cemitérios e Serviços Funerários de Cascavel (Acesc).

Graziela Philippi, esposa de Eduardo, foi socorrida em estado grave e encaminhada de helicóptero para o Hospital Universitário de Cascavel.

Os corpos de Eduardo e Fernanda estão no Instituto Médico-Legal (IML) de Cascavel. Neste início de manhã, o IML informou que os corpos sairão dali assim que familiares forem ao local.

Manutenção

De acordo com o registro da aeronave na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) do avião tinha vencido no dia 9 de novembro.

De acordo com a agência, no entanto, o avião pode voar por mais 30 dias após o vencimento do documento até que seja regularizado. A aeronave, portanto, não estava irregular apesar do documento estar vencido.

A Anac informou que as investigações sobre as causas do acidente são conduzidas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS