05 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 10h:59 | Atualizado:

VINGANÇA

Homem mata desafeto por dívida de R$ 100 em Cuiabá

Suspeito havia sido preso por denúncia da vítima

DHPP.jpg

 

Um homicídio ocorrido em novembro de 2017 foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, na quarta-feira (31.01), com o cumprimento do mandado de prisão do suspeito, identificado através das investigações da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Apontado como autor do crime, Valdir Aparecido da Cruz, 44, teria executado a vítima por vingança.

O crime ocorreu no dia 15 de novembro, no bairro Nova Esperança I, tendo como vítima Luiz dos Reis Silva. Na ocasião a vítima foi alvejada com cinco disparos de arma de fogo, sendo um deles na nuca. As investigações coordenadas pelo delegado Marcelo Jardim, com apoio do Núcleo de Inteligência (NI) e chefia de operações apuraram que no mês de outubro de 2017, a vítima foi ameaçada pelo suspeito em decorrência de uma dívida no valor de R$ 100.

Na ocasião, a vítima ligou para a Polícia Militar que foi até o local e prendeu o suspeito por posse irregular de arma de fogo e munições e em decorrência de um mandado de prisão em aberto contra ele. Enquanto era detido pelos policiais militares, o suspeito afirmou na presença de várias testemunhas que estava sendo mandado para cadeia, mas quando saísse mandaria a vítima para um lugar de onde ela não sairia.

Com os indícios de autoria, o delegado representou pelo mandado de prisão e busca e apreensão contra o suspeito, que foram expedidos pela Justiça e cumpridos na terça-feira (31). Após vigilância da residência, os investigadores da DHPP conseguiram realizar a prisão do suspeito. Em buscas na casa, nada ilícito foi encontrado.

As investigações prosseguem visando a conclusão o inquérito policial de homicídio qualificado. 



Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • alana | Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 14h22
    0
    1

    Faço um contraponto. À quanto tempo será não era devido esses 100 reais? Quantas vezes será não levou o outro no bico. Em hipótese alguma quero julgar a vítima aqui, até porque está falecida. Mas o que tem de caloteiro neste país.... De 20 que tomarem emprestado seu ou comprarem com promessa de pagamento meramente de boca, 19 de dão calote. Aí você tem que ficar pressionando o cara, pressiona o cara, e ele vai levando no bico. Aí se faz uma ameça ele te leva pro juizado especial ou chama a polícia. Mas repito: não estou dizendo que tenha sido assim neste caso. O correto é não emprestar sem garantia e nem vender fiado sem garantia.

  • Passarinho Verde. | Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 12h48
    3
    0

    por 100 reais ele matou por ser ruim. ninguém mata por isso.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS