13 de Agosto de 2020,

Artigos

Polícia

A | A

Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 12h:55 | Atualizado:

ESPANCAMENTO

Mãe defende filho e diz que nora "merece apanhar" em Cuiabá

Agressões ocorreram na frente da filha do casal


Da Redação

violencis-domestica-20130827-002 (1).jpg

 

Uma mulher foi espancada pelo marido na frente da sua filha de três anos nesta quinta-feira (9), em Cuiabá. Durante as agressões, a sogra da vítima afirmou que ela "merecia apanhar".

Conforme o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para ir até uma quitinete no bairro Primeiro de Março, onde havia uma mulher sendo agredida e mantida em cárcere pelo marido. Uma guarnição foi até o local e encontrou somente a mulher e a sua filha de três anos.

Ela relatou que, desde a noite anterior, as agressões na frente da menina se intensificaram e que a criança foi agarrada pelos braços e lançada ao chão pelo suspeito. A mulher contou que foi agredida com socos, chutes e um cabo de vassoura. A vítima contou ainda que, após tomar conhecimento das agressões, a sogra foi até o local e não tomou nenhuma providência, além de afirmar que a nora "merecia apanhar".

Em seguida, a sogra disse que a mulher poderia acionar a polícia, pois nada iria acontecer com seu filho. Na tentativa de localizar o agressor, os militares foram até a casa da sogra e pelo lado de fora do portão conversaram com o irmão e padrasto do suspeito, que informaram que o agressor já havia saido do local.

A família disse ainda que o rapaz era usuário de drogas e que sempre agride a esposa na frente da filha. Logo depois, a equipe policial foi até o local de trabalho da mãe do agressor para saber o paradeiro do filho.

Durante a conversa, a sogra afirmou que a nora gostava de apanhar e que os policiais estavam a envergonhando no trabalho. Ela contou ainda que não é a favor do casamento, e que em alguns momentos não concorda com as atitudes do filho.

Depois, a mulher afirmou que ligaria para um coronel da PM, com quem tem amizade, na finalidade de denunciar a guarnição. O suspeito não foi localizado até o momento.

 

 

 



Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • jcesardesp@gmail.com | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 14h39
    1
    0

    Qual foi a atitude dessa guarnição. Não fizeram o encaminhamento dessa senhora para delegacia? Pois deveria responder pela atitude de insitar a violência, coagir a guarnição em serviço duvido muito um coronel de caráter daria razão a ela

  • Só observo | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 14h26
    2
    0

    Se o filho nasceu de um monte de m..., porque esperar que ele seja algo melhor que isso.

  • Rolayne Pinto Durão | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 13h48
    1
    0

    Como dizia a musica, mulher de malandro é de outro mundo.

  • daniel | Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 13h31
    2
    0

    mais uma que casou com ZÉ DROGUINHA e acha que vai ser tratada como? acorda mulherada... se deem ao respeito... se o cara é um drogado de bosta... nao esperem outra atitude de um lixo destes...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS