14 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 15 de Fevereiro de 2018, 15h:28 | Atualizado:

LEI SECA

Operação prende 19 motoristas bêbados em MT

leiseca.jpg

 

O Batalhão de Polícia Militar de Trânsito Urbano e Rodoviário prendeu 19 motoristas por conduzirem seus veículos embriagados, durante o carnaval deste ano. As prisões ocorreram durante a Operação Lei Seca, desencadeada na Baixada Cuiabana, em rodovias e cidades de municípios como Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio de Leverger e Nossa Senhora do Livramento.

Comparado com o mesmo período de 2017, os dados apontam para o aumento de 100% nas prisões. No Carnaval de 2017 foram presas oito pessoas.

Além disso, o Batalhão ampliou o número de número de abordagens utilizando o etilômetro, passando de 272 para 420 em 2018.

Durante as três operações realizadas no carnaval foram lavrados 118 autos de infração de trânsito. A polícia multou 54 condutores por dirigir sob influencia de álcool. Outras seis multas foram aplicadas aos motoristas que se recusaram a fazer o teste do bafômetro e 53 tiveram suas CNHs apreendidas.

E ainda, oito veículos (carros e motocicletas) foram apreendidos por apresentarem com irregularidades na documentação veicular, do condutor, mau estado de conservação, entre outras. A polícia também recolheu 14 certificados de registro de veículos (CRLV).

Carnaval

O Batalhão fez 73 bloqueios, onde foram confeccionados 378 autos de infração nos perímetros urbanos e rodoviários. Ao todo foram apreendidas 15 CNHs e 42 CRLV. Além da apreensão de seis veículos.

A atuação na Polícia Militar nas rodovias também incluiu 150 pontos demonstrativos, que consistem em manter viaturas paradas em locais estratégicos como forma de prevenir excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas e outras infrações no trânsito.

As operações Lei Seca foram realizadas em conjunto com Deletran, Detran e outros órgãos da Segurança Pública.   

 



Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Jaime | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 08h27
    0
    3

    Só isso? Gente, é só para o povo que a multa e certa . Enquanto houver preguiça de fiscalizar o povo vai matando no trânsito. Uma blitz, de verdade, na rodovia de chapada e isso já seria muito, mais muito maior. Vergonha. A gente finge que fiscaliza e atribuímos a culpa das mortes no trânsito ao acaso. Falta fiscalização. Simples assim. Vai você para em fila dupla em qualquer cidade de SP se não vem uma multa em 10 min. Aqui o povo para na calçada, avança o sinal vermelho na frente da VTR e está tudo bem.

  • ÚLTIMO ANO DO DETRAN E DE BLITZ | Quinta-Feira, 15 de Fevereiro de 2018, 18h30
    4
    0

    APROVEITA PORQUE ESSE SERÁ O ÚLTIMO ANO DE EXISTÊNCIA DO DETRAN E DE BLITZ NO ESTADO DE MATO GROSSO! APROVEITA PARA ESFOLAR O TRABALHADOR PELO ÚLTIMO ANO! ANO QUE VEM O NOVO GOVERNADOR VAI ASSUMIR E VAI DAR UM JEITO NESSA FARRA!

  • mirtes | Quinta-Feira, 15 de Fevereiro de 2018, 16h27
    0
    2

    Sinceramente achei muito pequeno esse número, as barreiras deveriam ser feitas na saída das festas, só na orla do porto seria um numero maior que esse total... mas infelizmente as blitz são muito restritas... Espero que esses motoristas não voltem a dirigir tão cedo, se tivessem um pouquinho de consciência poderiam ter aproveitado mais o carnaval, voltar para a casa de taxi e economizar um dinheirão pois a multa é muito mais cara, além de não ter colocado a sua vida e a dos outros motoristas em risco.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS