11 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 20h:13 | Atualizado:

Pai diz que não permitiu menor pilotar moto e vai processar policiais


Gazeta Digital

O advogado Emerson Andrade, 40, morador de Nobres (146 Km a médio-norte de Cuiabá), afirmou ao Gazeta Digital que irá representar judicialmente contra policiais militares daquele Município para apurar quem divulgou a ocorrência envolvendo sua filha menor de idade, uma adolescente de 13 anos, que foi detida pilotando uma motocicleta Honda Biz.

Segundo Andrade, a divulgação de boletim de ocorrência envolvendo crianças e adolescentes seria ilegal.

O caso ganhou destaque na imprensa porque a adolescente é neta do chefe da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), Ranufo Andrade, 66, que ao saber do fato foi até a delegacia e fez ameaças contra os policiais. Disse que pediria a transferência dos PMs, diretamente ao governador Pedro Taques, por terem registrado a ocorrência.

"Eles expuseram a vida de uma menina menor de idade, divulgaram a ocorrência em vários lugares, isso é ilegal. Mesmo sem revelar o nome dela, todos na cidade sabem de quem se trata e nas redes sociais ela está passando por vários julgamentos. Por conta dessa divulgação ilegal vou representar judicialmente para apurar quem repassou essas informações policiais", pontuou Emerson que já foi candidato a prefeito em Nobres. 

A garota foi detida na tarde da última terça-feira (6) pilotando uma motocicleta e conduzida até a Delegacia de Polícia de Nobres. Emerson refutou as informações fornecidas pela Polícia Militar que foi registrado no boletim de ocorrência sobre ele ter autorizado a menor ir para escola de moto.

“Nunca autorizei minha filha a pilotar. A moto é da mãe dela, nesse dia eu estava em outra cidade a trabalho e minha mulher tinha usado o carro para trabalhar. O pneu da bicicleta da minha filha estourou e ela pegou a moto sem autorização de ninguém para ir à aula de educação física”, relatou.

Emerson também negou ter havido “carteirada” na delegacia. Segundo ele, ao saber da detenção da filha tentou pedir que os policiais reconsiderassem a situação.

“O policial estava no dever dele, mas pedi para reconsiderar por não se tratar de um criminoso reincidente, garanti que me responsabilizaria pela situação, até porque ela não oferecia perigo, não estava empinando, nem em alta velocidade, pedi apenas para que reconsiderassem em tom de humilhação. Não houve desqualificação nenhuma dos policiais. Houve várias situações distorcidas nesse caso”, afirmou.

Em relação ao avô da garota, que é chefe da Ciretran, Emerson conta que o pai, que o acompanhava, interferiu na situação quando um policial teria se levantado e gritado. "Foram eles quem se alteraram. Meu pai apenas disse que por conta de casos de abuso de autoridades ia tomar providências para que as instâncias superiores, o Governo, recebessem as denúncias para penalizar", disse.

Sobre a garota saber pilotar uma moto aos 13 anos, Emerson explicou que ela aprendeu no "pátio da casa". "Lá em casa é normal ela andar na moto, mas só no pátio de casa. Nunca permitimos que ela saísse para a rua. Já tomamos nossas providências quanto ao que ela fez", garantiu. 



Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Magno | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 12h53
    1
    0

    Como os valores estão inversos neste país, estão querendo subjugar os policiais que cumpriram com o seu dever, ao apurar a responsabilidade deste cidadão que deu um veículo a uma "adolescente" de 13 anos. Depois ainda tentaram usar de seus cargos, profissões e influência para intimidar os policiais. Esse pai e avó deveriam ter vergonha do exemplo que estão dando a essa jovem!

  • irene maria de almeida | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 12h51
    1
    0

    ta errado e aida quer ter razão, e muita cara de pau....

  • Zagueiro | Sexta-Feira, 09 de Fevereiro de 2018, 00h19
    2
    0

    Toda história tem 2 lados, vimos apenas um, vamos aguardar o outro lado

  • Cidadão de bem | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 23h50
    4
    1

    Conversinha, fiada hein, Doctor logo vocês não dar carteira da? Hahaha duvidoooo muito, e ao seu pai presidente do Ciretran. É melhor ler uma reportagem dessas do que ser cego.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS