17 de Setembro de 2019,

Polícia

A | A

Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 10h:35 | Atualizado:

INVESTIGAÇÃO

PC identifica dupla que incendiou viatura; menor havia ameaçado equipe

Detido com celular de origem duvidosa, garoto havia sido liberado na noite de quinta-feira

voia 1.jpg

 

A Polícia Civil já identificou os autores do incêndio de uma viatura TrailBlazer do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), ocorrido por volta das 4 horas da manhã desta sexta-feira (17), que estava estacionada na frente do Delegacia de Água Boa (730 km a Leste), na vaga destinada a viatura. O incêndio foi provocado por suposta represália da intensificação das ações policiais contra integrantes de facção criminosa na região.

Os dois suspeitos são menores de idade e um deles de apenas 15 anos teria sido abordado na quinta-feira (16), na companhia de mais três infratores, por suspeita de tráfico de drogas. Com eles não foram encontrados drogas, mas o menor de 15 anos (que já foi apreendido em várias ocasiões por tráfico de drogas, roubos, ameaças a policiais e outros delitos), acabou sendo conduzido à Delegacia para prestar esclarecimento referente a um aparelho celular sem procedência encontrado com ele.

Após ser ouvido, ele foi liberado, mas deixou a Delegacia proferindo ameaças aos policiais e seus familiares. Na madrugada desta sexta-feira, houve o incêndio da viatura policial.

A delegada Luciana Batista Canaverde informou que as imagens do incêndio mostram duas pessoas com rostos cobertos,  jogando alguma substância na viatura, que rapidamente pega fogo. 

Ambos já foram identificados e em buscas realizadas sequenciais foram apreendidas na casa do adolescente de 15 anos a camiseta vermelha e uma bermuda usada por eles, as quais aparecem nas imagens. Uma motocicleta que o grupo do adolescente havia roubado na noite anterior, que nem havia registro ainda da ocorrência, também foi apreendida. Os menores estão foragidos e as equipes policiais seguem em buscas.

A Polícia Civil já apurou que o menor estava monitorando a viatura que geralmente fica guardada na Delegacia Regional, que fica no mesmo bairro, mas em outra quadra. O menor foi visto rondando a localidade e depois a Delegacia Municipal.

A delegada disse que as equipes locais foram reforçadas e que a Polícia Civil, assim como a Polícia Militar, não irá desanimar no enfrentamento à criminalidade. “Não vamos esmorecer. Foi uma afronta não somente a Polícia Civil como um todo, mas a toda a segurança pública, e principalmente a sociedade que é quem paga pelos custos”, lamentou.

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • FIDEDIGNO | Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 12h11
    4
    0

    SOME COM ESSES PORCARIAS. QUANTO MAIS CRESCE, MAIS TRABALHO PRA SOCIEDADE E PRA POLICIA

  • ASSOMBRADO | Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 11h40
    5
    0

    Parece-me que INCENDIAR uma viatura da Polícia é uma atitude grave, gravíssima. O governo tem que avaliar bem esse caso porque pode ser um sinal de que as coisas estão piorando e, portanto, matando as esperanças da sociedade que acreditou neste governo.

  • Fábio | Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 11h26
    5
    0

    Após a caçada, tragam os dois no saco preto.

  • Ares | Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 11h16
    4
    0

    Motoqueiro fantasma cade você

  • Força e Honra | Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 11h15
    4
    0

    Sargento Fahur Neles....

  • Paulo Boss | Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 11h04
    4
    0

    Menores ?? TUDO BANDIDO !! CANCELA OS CPF'S...

  • RENATA | Sexta-Feira, 17 de Maio de 2019, 10h52
    5
    0

    A que pontos chegamos. Os "di menor", fazendo firula com a cara de policiais, que não fazem nada. Queimam carros da polícia, em plena delegacia, ameaçam os familiares e tudo fica por isso mesmo? Isso tá virando epidemia no Brasil.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS