04 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Terça-Feira, 29 de Abril de 2014, 11h:40 | Atualizado:

TERROR DO SANTA ROSA

Polícia prende bando que se escondia em ilha antes de assaltos em Cuiabá

santa-isabel3.jpg

 

O terceiro integrante da quadrilha que aterrorizava o bairro Santa Izabel, em Cuiabá, foi preso na manhã desta quinta-feira (29.04), pela Delegacia Especializada de Roubo e Furtos (Derf). O suspeito Natan Alves Camargo da Silva, 22, conhecido por “Natan ou Jonatan”, foi preso em cumprimento de mandado de prisão na Rua 13 de Maio, do bairro Santa Izabel.

O jovem é um dos integrantes da quadrilha liderada pelo assaltante Benedito Viana Vilela, 27, o “Bacurau”, condenado por crime de roubo qualificado e apontado como agenciador de menores para assaltos também na região do bairro Santa Izabel. O acusado também está preso desde o dia 13 de março, quando a Derf conseguiu dar cumprimento ao mandado de prisão expedido pela Justiça, em investigações conduzidas pela unidade.

Uma das táticas da quadrilha era se esconder as margens do rio Cuiabá durante o dia, numa localidade denominada pelos criminosos como “ilha”. Os assaltos eram praticados no período da noite e madrugada.

De acordo com as investigações da Derf, a quadrilha praticou pelo menos 12 roubos em residências e comércios dos bairros Santa Izabel, Santa Rosa e região. “A  Delegacia monitorou a referida quadrilha durante meses, sendo que o ‘modus operandi’ da quadrilha dificultava a ação da polícia, pois durante o dia, os suspeitos s ficavam homiziados as margens do rio Cuiabá, na região denominada ‘Ilha’, de difícil acesso, ao passo que saiam do esconderijo no período noturno para praticar os roubos”, destacou a delegada Elaine Fernandes, que preside vários inquéritos policiais, os quais a quadrilha está envolvida.  

Também integra a quadrilha, Claudivan Geraldo dos Santos, 22, conhecido por “Divã ou Edivã",  preso em flagrante no dia 11 de abril deste ano, por porte ilegal de arma de fogo. Na ocasião, ao ser abordado por policiais militares, o suspeito se apresentou com o nome do irmão, mas em checagem na Derf os policiais descobriram que se tratava do foragido e deram cumprimento a ordem de prisão, antes que fosse feita a autuação em flagrante no nome falso e aplicado fiança.

As investigações da Derf apontam que a quadrilha composta por Benedito Viana, o Bacurau, Claudivan Geraldo e Natan Alves, acompanhados de adolescentes agenciados para assaltos, escolhiam residências ou vítimas e aguardavam o melhor momento para abordagem escondidos em terrenos baldios. As vítimas eram abordadas no momento que chegavam ou saiam das residências. Com armas apontadas para a cabeça eram levadas para dentro das casas.

Os três, Benedito, Claudivan e Natan Alves, são moradores do bairro Santa Izabel e não importavam em ser reconhecidos pelos moradores e vítimas. Eles praticavam os assaltos de “cara limpa” e ainda ameaçavam as vítimas. Caso denunciassem voltariam para matá-las.

No dia 25 de março de 2014, o trio armado invadiu uma residência na Rua Dom Carlos Luz Damor, no Bairro Santa Izabel, renderam a família, incluindo duas crianças, sendo uma de apenas 1 ano de idade. Um das crianças de 8 anos teve a arma apontada para sua cabeça e foi ameaçada de morte porque não conseguir tirar a corrente do pescoço.

Da casa, os assaltantes subtraíram 1 tablet, 2 notebooks, 1 câmera digital, 1 playstation III, 1 corrente de ouro, duas pulseiras de ouro, 3 celulares, dinheiro e outros objetos.

Ao serem interrogados tanto Claudivan quanto Natan afirmaram que foi Edson Junior Menezes dos Santos, o “Ju”, quem repassou a fita da casa onde efetuaram o roubo. Eles confessaram que Edson foi brutalmente assassinado no dia 26 de março de 2014, no dia seguinte após o roubo. Apesar de ter repassado a “fita”, acabou entregando para as vítimas.

Outro assalto identificado ocorreu no dia 7 de abril de 2014, no bairro Santa Izabel. A quadrilha novamente invadiu uma residência na Rua Dom Carlos Luiz Damor e no mesmo “modus operandi” renderam a família, incluindo uma mulher grávida, que foi mantida o tempo todo com uma faca apontada para seu pescoço enquanto demais membros do grupo pegavam celulares, relógios, um par de alianças, correntes de outro e TV 32 polegadas e uma quantia em dinheiro.

Claudivan Geraldo dos Santos, Natan Alves Camargo da Silva tem várias  passagens criminais por roubo qualificado e Benedito Viana Vilela já possui condenação por roubo. O suspeito Claudivan está preso no Centro Ressocialização de Cuiabá e Benedito Viana na Penitenciária Central do Estado para onde irá também Natan Alves.

 

 

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS