Polícia Domingo, 19 de Maio de 2024, 11h:45 | Atualizado:

Domingo, 19 de Maio de 2024, 11h:45 | Atualizado:

SOM DA DISCÓRDIA

Servidora da AL é espancada por mulher de policial em condomínio em Cuiabá

A violência teria sido motivada depois que a vizinha reclamou do som alto

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

Agressao servidora almt

 

Uma servidora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso acusa a vizinha de tê-la agredido com golpes de cassetete na cabeça, braço e quadril. O caso foi denunciado neste sábado (18) e ocorreu em um condomínio localizado no bairro Cidade Alta, em Cuiabá. A violência teria sido motivada depois que a vizinha reclamou do som que vinha de sua residência. A vítima é lotada na Casa Militar do Poder Legislativo estadual.

Segundo relatos, a suspeita, identificada pelas iniciais N.R.C., é apontada como esposa de um policial civil e teria cometido a agressão com a ajuda de um médico, identificado como W.X.G. conforme a vítima, o médico já vigiou o seu apartamento em outra ocasião. 

Segundo Mídia News, a vítima passou por exame de corpo de delito e o caso foi encaminhado à Polícia Civil.





Postar um novo comentário





Comentários (10)

  • Benjamim

    Segunda-Feira, 20 de Maio de 2024, 14h11
  • Gostaria de entender porque colocar apenas iniciais dos nomes dos envolvidos. É menores? "servidora,mulher de policial, médico..."mesmo sendo fatos reais soa como fofocas! Jornalismo que não é!
    1
    0



  • JOSEH

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 23h01
  • A servidora eu conheço e a outra mulher NÃO, estou com a incomodada pq conheço a SN. E outra, um médico não ficaria do lado errado né.
    3
    0



  • Rafaela

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 19h21
  • Apanhou por conta de som alto incomodando a vizinhança? Bem feito! Mas bem feito mesmo!!
    11
    4



  • Ricardo

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 17h48
  • Certinha essa mulher. Quem que aguenta vizinho mal educado é barulhento. Solta o som nas alturas e acha que está com a razão. Som Alto É Um Inferno Social.
    13
    2



  • João Batista

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 17h19
  • Independente de ser condomínio residencial fechado ou não a porra do som alto incomoda e ninguém tem que aguentar a música de dor de coto velo ou batuque do capeta que toca para todos os lados.
    14
    4



  • Jorge

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 17h17
  • A moradora agredida é alcolatra e várias vez4s já tem perturbado moradores e os vizinhos com idosos e portadores de deficiência especial som várias vezes alto desqualificar o condomínio por uma moradora que larga porta aberta
    10
    2



  • Maria Auxiliadora

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 15h32
  • Ter DGA, diploma e morar bem não significa que a pessoa saiba viver em sociedade. Tem gente que acha que o próximo é obrigado suportar o seu mau gosto musical, sua incivilidade e baderna. Tenho vizinhos baixo nível assim.
    12
    2



  • Apostolo

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 14h19
  • Antes morar em condomínio era para ter segurança, agora ta foda.
    21
    4



  • Luís

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 12h54
  • Que texto confuso; revisem isso.
    31
    4



  • Carol Shakti

    Domingo, 19 de Maio de 2024, 12h19
  • Nosso bom e velho Oeste...
    17
    1









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet