03 de Julho de 2020,

Polícia

A | A

Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 11h:15 | Atualizado:

CONFUSÃO MORTAL

Vídeo mostra policial atirando em soldado por engano em posto em Cuiabá

Soldado Ricardo Ferreira de Azevedo estava a paisana quando abordou suspeito de roubo


Da Redação

tiros-posto.jpg

 

Uma câmera de segurança de um posto de combustível flagrou o momento em que um tenente da Força Tática efetua os disparos que atingiram e mataram o soldado Ricardo Ferreira de Azevedo, 36 anos, durante a noite dessa quinta-feira (28), em Cuiabá. As imagens confirmam a versão da equipe da Força Tática, que confundiu policial com um criminoso.

Na gravação, é possível ver o momento em que as viaturas se aproximam da motocicleta. No entanto, o tenente da Força Tática não teria descido do veículo e efetuou os disparos há cerca de 15 metros do policial.

Segundo as informações do boletim de ocorrência, o policial estava realizando o acompanhamento de uma motocicleta, onde estava o suspeito identificado como Lucas, de 18 anos, que teria praticado um roubo. Por trabalhar no setor de Inteligência, ele não estava fardado.

Após a abordagem da equipe de inteligência, a guarnição da Força Tática chegou no local. No entanto, os suspeitos de terem feito o roubo estavam do outro lado do posto de combustível.

Ao perceber a movimentação da polícia, Lucas tenta sair do local com a moto, porém foi detido na Avenida do CPA, logo depois. Depois de Ricardo ser atingido, os policiais o colocaram em uma viatura e o levaram até o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

Mas devido aos ferimentos, ele não resistiu. O Comando Geral da Polícia Militar determinou o afastamento preliminar dos integrantes da equipe da Força Tática que teria disparado contra o policial militar. 

Por meio de nota, a PM lamentou a morte do policial e que a Corregedoria deverá investigar o caso. Os policiais farão serviços administrativos. “A Polícia Militar lamenta imensamente pela perda estão sendo tomadas, inclusive com o afastamento dos envolvidos das atividades operacionais, demais procedimentos de Polícia Judiciária Militar por meio da Corregedoria de Polícia Militar”, diz nota.

A nota destaca que a corporação está prestando apoio à família do militar morto.

 

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • SECULT | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 22h44
    0
    0

    1º ASSIS - fácil falar em fatalidade quando não é alguém próximo da gente. 2º o Oficial, seja de qualquer força: EB, Marinha, FAB, PM e CBM, passam no mínimo 03 anos em treinamento na Academia, ou seja, para exercer cargo de comando e operacional com maestria, não agir de forma imprudente como a desse oficial. 3º - Essa ladainha de "serviço reservado" já devia ter acabado faz tempo, mas infelizmente até hoje não existiu sequer um Cmt Geral da PM com COLHÕES pra fazer isso, ficam usando esse soldados como mão de obra barata e massa de manobra para ficarem se promovendo e ver se os números dão aquela "guinada".

  • Rodolfo | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 16h10
    1
    0

    Aberração da PM quer fazer o serviço da PJC da nisso. Não é o primeiro que morre tentando fazer o trabalho da PJC !

  • Amaury do Carmo Carvalho | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 15h08
    0
    1

    Sei que a situação era de relativo estresse. A inteligência deve trabalhar em sincronia com a guarniçao ostensiva qdo estiver a campo o evitar danos colaterais como esse. Sugestão : acompanha e deixa os guerreiros da força total, assumir... Mas à vítima e familiares nossas condolências

  • Leonidas Costa | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 13h36
    1
    2

    JÁ COMEÇOU ERRADO - QUEM INVESTIGA É A PC E NÃO PM ISSO É USURPAÇÃO DE FUNÇÃO PÚBLICA

  • Olho vivo | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 12h50
    7
    0

    Os PMs foram imprudentes,negligêntes e agiram despreparados para a abordagem!!! Falhou desde quem passou a ocorrência a ponta final.Essa é a segunda,a do tenente do Bope a primeira em pouco tempo. A PM precisa reavaliar seus métodos! Lamentável.

  • Soe | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 12h48
    8
    0

    Se fosse praça estaria preso...

  • André | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 12h41
    10
    0

    Rapaz que tenente bisonho, como oficial desse pode ser de força operacional se não têm o psicológico para ação é despreparado

  • bairro lixeira | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 12h15
    4
    1

    Amanda, fatalidade pq não seu parente, gente, que despreparo.

  • Assis | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 12h13
    1
    11

    Acidente de trabalho. O policial tem que tomar decisões imediatas para preservar a vida das pessoas. Todos eles atuaram para proteção da sociedade. Foi uma fatalidade.

  • Cpa | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 11h59
    16
    1

    Despreparo total do tenente segundo as imagens os policiais desceram do carro e já atuaram o rapaz da mota.pirque o tenente atirou?.

  • CARMEN | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 11h52
    16
    5

    ASSASSINATO. Na periferia isso acontece sem câmeras. A polícia já chega atirando sem falar nada.

  • Amanda Duarte | Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 11h27
    6
    12

    Fatalidade.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS