29 de Maio de 2020,

Política

A | A

Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 15h:43 | Atualizado:

CRISE NOS TEMPLOS

Câmara articula liberação de missas, cultos e ajuda financeira a igrejas em Cuiabá

Vereadores buscarão entendimento entre religiosos e Executivo

misael-mascara.jpg

 

O Conselho de Pastores de Mato Grosso protocolou um ofício na Câmara Municipal de Cuiabá nesta semana, externando a sua preocupação com a atual situação dos templos religiosos e igrejas diante dos decretos que vem sendo baixados pelo Executivo Municipal devido ao novo Coronavírus (Covid-19).

Por conta das medidas adotadas pela Prefeitura de Cuiabá como forma de combate a proliferação da doença no município, está proibido à realização de cultos, missas ou qualquer outra manifestação religiosa presencial.

A entidade pede que o Parlamento Municipal, através do presidente Misael Galvão (PTB), interceda junto ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) a fim de garantir a liberação de missas, cultos e outros, “para que fiéis, que estejam fora do grupo de risco, possam se reunir nos templos, desde que observem as recomendações preconizadas pela Organização Mundial de Saúde”.

Além disso, sugerem a elaboração de um plano emergencial de socorro financeiro ao segmento religioso. O objetivo é garantir o custeio de alugueis dos templos, bem como faturas de energia elétrica e folha de pagamento durante o período que se perdurar a quarentena.

A entidade ainda se coloca a disposição no sentido de criar um comitê Municipal de Atividades Religiosas Permanentes, a fim de auxiliar o Poder Executivo neste momento de calamidade.

De acordo com Misael, as reivindicações foram encaminhadas ao Executivo Municipal, e devem ser debatidas durante uma reunião que deve ocorrer ainda esta semana.

“Vamos pontuar todas essas reivindicações ao prefeito Emanuel Pinheiro para que, em conjunto, entrarmos num consenso e encontrarmos uma solução pacífica”, finalizou o vereador.

 

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Brasil | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 23h42
    0
    2

    É lamentável ver tanta gente comentando asneiras. A Igreja e Líderes isentos de arcarem com alguns gastos, são os que estão levando alimento para os moradores de rua enquanto vocês estão em casa! A Igreja e os líderes que vocês criticam, ajudam milhões de dependentes químicos, os mesmos que vocês acreditam que só tem 2 destinos, cadeia ou cemitério. A Igreja e os Lideres que vocês criticam, são os que mais acolhem pessoas fracas psicologicamente e espiritualmente falando. As Igrejas e Lideres que vocês criticam são as que ajudaram milhões de pessoas que falavam e pensavam como vocês.

  • Brasil | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 23h42
    0
    1

    É lamentável ver tanta gente comentando asneiras. A Igreja e Líderes isentos de arcarem com alguns gastos, são os que estão levando alimento para os moradores de rua enquanto vocês estão em casa! A Igreja e os líderes que vocês criticam, ajudam milhões de dependentes químicos, os mesmos que vocês acreditam que só tem 2 destinos, cadeia ou cemitério. A Igreja e os Lideres que vocês criticam, são os que mais acolhem pessoas fracas psicologicamente e espiritualmente falando. As Igrejas e Lideres que vocês criticam são as que ajudaram milhões de pessoas que falavam e pensavam como vocês.

  • Marcelo | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 17h58
    3
    0

    Conversa fiada esses prot3stantes sao ricos. Só vê pastor Edir mais cedo. Fazenda, marinhos e helicópteros.

  • Antônio | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 17h16
    11
    1

    Kkkkk... esses pastorzinhos estão de sacanagem em falar em ajuda financeira às igrejas...

  • Zeca | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h56
    7
    1

    KD, aqueles apóstolos, pastores, que faz milagres, cura todos tipos de enfermidades, tinha um que estava até vendendo gel ungido, eu Cruz credo.

  • Antônio | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h51
    8
    2

    Tudo visando dinheiro!!!??? Não importa se o povo vai morrer ou não.. importante é que eles levem o dízimo para os pastores...

  • Michele | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h40
    8
    1

    Sou a favor de igrejas e templos... Mas quem precisa de ajuda é o povo... É o sistema de saúde. Já vai levar uma por improbidade

  • Paulo Martins | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h39
    7
    2

    Olha que lindo, já não pagam impostos em suas faturas, não pagam imposto de renda, não pagam IPTU, compram veículos isento de impostos é agora querem jogar a folha de pagamento e custos internos pro município. Já não basta ter meu impostos abusivos sendo desviados pros paletós, agora temos que LITERALMENTE bancar as igrejas.

  • Indignado | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h36
    8
    1

    Esses são os piores empresários do mundo visando lucro com a fé alheia,querem colocar a vida das pessoas em risco na ancia de arrecadar,demagogos e só a casa de horrores msm pra aceitar um horror desses.

  • walter liz | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h33
    7
    1

    todo mundo pensando no proprio umbigo e ainda querendo dinheiro publico, e o POVAO ? vai poder ir nas igrejas ,cultos etc mas não vai poder trabalhar ? e o tal " fique em casa " ??

  • Rondonopolitano | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h26
    8
    1

    Igreja está virando comércio.

  • beto | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h22
    9
    1

    KKKKKKKKKKK AGORA EU VI TA LOKO AJUDAR OS PASTORES AGORA SO O QUE FALTAVA, MAS NÃO É PARA DUVIDAR MISAEL GALVÃOPRESIDENTE

  • arabe | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h17
    8
    1

    APROVEITA E PEDE A PRORROGAÇAO DO IPTU OU ANISTIA ....isso nao da ibope e nem votos? qual o serviço da camara ? nao é defender o contribuinte que paga os salarios do vereador ???????

  • deovaldo | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h08
    9
    1

    Vocês vereadores são uma vergonha para Cuiabá, pois a ajuda financeira tinha que ser votada unica e exclusiva para salvar as pessoas que os empresários demitiram e não ficar bajulando nenhuma classe, pois todas as Igrejas são RICAS, independentemente de quais sejam a crença, basta olhar como os bispos, pastores, padres, enfim vivem, muita fartura e o povo na penumbra, estou indignado com esta situação, pois devido ao COVID-19, mostrou a realidade de nossos políticos e nenhum, veja bem, nenhum disse, gente vamos reduzir nosso duodécimo, VI e penduricálhos para retornar em benefício da população,,,fdp esse camaradas...nojo

  • Carlos | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h04
    7
    2

    Os Pastore louco pelo dizimo, f* a saude

  • Analista Político | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h02
    8
    2

    Profetas, vocês não curam? Lamentável....kkkkkk

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS