Política Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 10h:26 | Atualizado:

Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 10h:26 | Atualizado:

TIROTEIO POLÍTICO

Câmara cria "CPI dos Alugueis" e mira hospital implantado por Mauro em Cuiabá

Base de situação dá contragolpe em oposição e inclui aluguel de R$ 135 mil por mês do São Benedito

RODIVALDO RIBEIRO E WELINGTON SABINO
Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

camaracba.jpg

 

A confusão causada pela locação de um imóvel na avenida Getúlio Vargas para abrigar a Secretaria Extraordinária dos 300 anos levou o vereador Chico 2000 (PR) a propor a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar todos os contratos de locação do município. O requerimento foi apresentado na sessão desta terça-feira (02) e já conta com 14 assinaturas.

A alegação é discordar do foco dado pelo vereador Diego Guimarães (PP). Detalhe: Chico faz parte da bancada de apoio do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), principal alvo da oposição no imbróglio que já custou a saída do secretário Júnior Leite da Comunicação do município.

Ele fez um longo discurso de defesa do prefeito na tribuna, afirmando inclusive que não há indício que impute culpa a Leite. Após uma explanação sobre o requerimento do vereador Diego Guimarães para a instalação da Comissão Processante contra o prefeito, ele foi direto em afirmar: “não posso concordar com essa comissão, mas entendo a necessidade sim de investigar”.

No entanto, gastou mais dois minutos afirmando que quem deveria ser investigado é o procedimento que levou ao contrato de locação e não o prefeito, pois isso seria adiantar o processo unicamente para atingir Emanuel Pinheiro. “Se a investigação chegasse ao prefeito municipal de Cuiabá, é natural que se proporia qualquer medida contra ele. No entanto, eu não poderia assinar esse requerimento em razão de estar observando aqui a direção da sua proposição, que deveria ser a administração e não o gestor municipal, o gestor seria consequência após a devida apuração dos fatos”, disse 2000.

Na sequência, disse que a situação precisava ser “passada a limpo” e propôs a abertura da "CPI dos Aluguéis", afirmando que já tinha 14 assinaturas para isso. “Só os nove componentes da oposição não quiseram assinar ainda”, afirmou.

Porém, outro representante da oposição, Felipe Wellaton (PV), disse a Chico 2000 do alto da tribuna que assinará a CPI, mas quer compor a comissão para fiscalizar todos os imóveis locados pela prefeitura. “O prefeito Emanuel Pinheiro não vai colocar a Prefeitura de Cuiabá no bolso”, disse Wellaton.

HOSPITAL E SECRETÁRIA

Foi seguido na mesma hora pelo colega de partido de Diego, Luís Cláudio (PP), que considerou que o leque de investigação tem de ser amplo e considerar também outros prédios com menos holofotes. “Tem que investigar também o aluguel do São Benedito e de várias instituições pra provar à sociedade quem estava errado. Esse dinheiro tem que voltar para o erário. Tem que investigar a fundo para punir os responsáveis”, disse na tribuna, ao declarar que também assinará a CPI proposta por Chico 2000.

O Hospital São Benedito foi locado pela prefeitura na gestão do atual governador do Estado, Mauro Mendes (DEM), à época em que ele esteve no palácio Alencastro por R$ 135 mil por mês. Dilemário Alencar (DC) resolveu entrar na roda e questionar se vai haver votação da Comissão Processante dos Aluguéis Fantasmas, dado o fato de o assunto ter sido comentado e falado, mas não constar na pauta. “O vereador Dilemário vai votar na comissão pra investigar os aluguéis fantasmas. Assinei a CPI da Santa Casa e assino qualquer CPI pra investigar qualquer denúncia de ato lesivo contra o patrimônio publico”, diz.

Dilemário também apresentou requerimento pra convocar Celi Almeida, substituta de Júnior Leite na Secretaria Extraordinária dos 300 Anos para ir à Câmara Municipal explicar por que pagou quatro aluguéis fantasmas. “Estão aqui os recibos. Fica aqui apresentado o requerimento para essa senhora vir aqui dizer por que, mesmo fazendo auditoria, ela pagou quatro meses de aluguel fantasma. Ela que fez a auditoria para subsidiar e tentar convencer os vereadores a não votarem pela abertura de Comissão Processante. São quase R$ 108 mil jogados na lata do lixo”, argumentou.

Valor este que, segundo ele, daria pra comprar várias cestas básicas pra auxiliar os funcionários da Santa Casa que estão sem receber salários há cerca de 6 meses.





Postar um novo comentário





Comentários (5)

  • Maria Flor dos santos

    Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 13h18
  • Eles (os veredores) de novo só fazendo de contas que vão punir o prefeito mas na hora H ninguem peita o prefeito só para mostrar que fazem de conta.É dinheiro em CPI que se gasta e não dá em nada acaba o prefeito que se safa saindo de boa.Não tem vereador a favor do povo a não ser o Diego...Esse Renivaldo dá licença.Mizael que queria tanto ser presidente mas que não moraliza nada. continua a CASA DOS HORRORES.
    0
    1



  • Jos?

    Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 11h38
  • Fezer CPI é conversa para boi dormir nunca teve uma CPI no Brasil que teve seu final com as envesgacao com resultados para punir alguém cade a CPI do paletó bando de incompetes?
    1
    1



  • Raimundo

    Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 11h24
  • CPI não dá nada, só desperdício do dinheiro do povo. Cadê a CPI do paletó? E a compra dos salgadinhos de cem mil reais? É um safado acusando outro, isso aí é igual Sodoma e Gomorra, uma a prefeitura e outra a câmara.
    1
    0



  • PF de Olho

    Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 11h21
  • Goste ou não o Paletó vai ser preso antes da Páscoa, podem anotar, a investigação do dinheiro nos Motéis está mais que adiantada e a Competência é FEDERAL, dançou Paletó e toda família Paletó, inclusive alguns que vivem de Padaria em Padaria fazendo "negócios"!!!
    2
    0



  • Jos?

    Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 11h17
  • Fezer CPI é conversa para boi dormir nunca teve uma CPI no Brasil que teve seu final com as envesgacao com resultados para punir alguem
    1
    0









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet