03 de Abril de 2020,

Política

A | A

Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 02h:00 | Atualizado:

ESTADO ÀS CLARAS

Conselheiro faz delação e entrega comparsas em esquemas no TCE e AL


A Gazeta

sergioricardo.jpg

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) já homologou a delação premiada firmada pelo conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Sérgio Ricardo de Almeida. A exemplo dos outros acordos, a delação deve chacoalhar o ambiente político em Mato Grosso, que tem se mantido conturbado desde que o ex-governador Silval Barbosa assinou a chamada ‘delação monstruosa’.

A partir da colaboração de Sérgio, inclusive, já foram feitos alguns procedimentos, como a abertura de investigação policial. O primeiro inquérito é da última segunda-feira (17) e foi distribuído a partir de um inquérito que havia sido aberto no STJ em 2015.

O procedimento, que foi encaminhado para a Sétima Vara Criminal, foi classificado como ‘urgente’ e está nas mãos do juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues. Do ponto de vista jurídico, segundo informações de bastidores colhidas pelo jornal A Gazeta, Sérgio Ricardo era o único dos 5 conselheiros afastados com chances praticamente nulas de voltar ao TCE.

Pesava contra ele as provas mais contundentes entregues por Silval Barbosa no esquema da compra de vaga na corte de contas, em que foram pagos R$ 15 milhões em 2009 para o ex-conselheiro Alencar Soares Filho. O ex-deputado sabia, desde muito tempo, que sua situação era muito mais complicada que os demais.

E tudo ficou ainda mais crítico com a notícia de que o também ex-deputado José Riva firmou acordo de delação. Dali em diante passou a ser evidente de que, com a delação de Riva acrescida ao processo, Sérgio Ricardo perderia quase todas as chances de defesa.

Isto porque Riva foi protagonista no episódio da compra de vaga e poderia, assim como fez Silval Barbosa, entregar mais provas do esquema. Na última quarta-feira (19), a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve o afastamento dos 5 conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Mato Grosso, que estão impedidos de atuar em suas funções desde setembro de 2017.

Um detalhe interessante da sentença foi o fato de que, segundo o ministro, este afastamento passou a valer por 6 meses, prorrogáveis por mais 6, por conta de ‘fatos novos’ que surgiram no processo. A menção a uma novidade na ação, em um processo que se arrasta há mais de dois anos, foi provocada justamente pela homologação da delação.

O mesmo ministro que ‘adiou’ a decisão do mérito do afastamento, Raul Araújo, já havia emitido decisão em outra ocasião, referindo-se à lentidão do caso, que já deveria ter sido concluído há muito tempo. Mas, por conta da novidade da delação, este entendimento foi totalmente alterado pelo próprio ministro.

Em sua decisão, o ministro ratificou as decisões do ministro Luiz Fux, que determinaram o afastamento dos conselheiros e estabeleceu, naquela época, um prazo de 180 dias de afastamento, que foi sendo acrescido ao longo dos anos. Araújo rejeitou todos os argumentos das defesas nos 4 recursos que estavam em votação.

A decisão caiu como um balde água fria na pretensão dos conselheiros, que estavam otimistas quanto ao possível retorno aos cargos. A delação é uma notícia ainda pior para

José Carlos Novelli, Valter Albano, Antônio Joaquim e Waldir Teis, os 4 afastados que serão alvo das confissões do colega Sérgio Ricardo.

 

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Mário Figueiredo | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 21h02
    2
    0

    Esse saco de estrume apareceu em MT com uma mão na frente e outra atras, enganou o povo, conseguiu mandato, virou "conselheiro" se locupletou do dinheiro público, mentiu, agora faz delação premiada igual ao outro marginal, deve ter negociado para livrar a "cara" de diversas autoridades, não deve ficar nem um dia preso e ainda vai rir na cara do povo de MT!

  • Paulo | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 13h31
    5
    0

    ESSE CIDADAO QUE SE DIZ "EX CONSELHEREIRO" E MAIS OUTROS CINCO, ..........MESMO AFASTADOS DO CARGO, RECEBEM MAIS DE R$ 30.000,00. E AI O TCE, O GOVERNO E TODA A SOCIEDADE CONDENAM NÓS "SERVIDORES PUBLICOS", A PAGARMOS O ROMBO DA MAQUINA PUBLICA, DEIXADO POR ESTA QUADRILHA.

  • cuiabana ranzinza! | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 12h15
    3
    0

    sabendo q ia dar merda esse ex vendedor de veiculos montou um parque aquatico com muita dinherama! Estamos de olho vivo,

  • Raimundo | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 11h52
    3
    0

    Da nada não, é sempre assim...

  • Marcelo - Pagador de impostos | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h52
    6
    0

    Pelo jeito ninguém será preso neste estado.

  • Daniko | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h24
    7
    1

    Esse aí tem que contar a grana que ele guardava em uma factoring de um personagem conhecido nos meios sociais, e não era pouca grana não, algo em torno de 16 milhões, o conselheiro levou o chapéu, bem feito... mas tem que investigar e esse dinheiro devolvido aos cofres...

  • muito louco | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h24
    5
    1

    Isto que está acontecendo por aqui, já é de muitos anos. Ainda bem que veio pra fora todo podre desses canalhas. Mais lembre-se, isso ocorre no Brasil todo. Por isso que este PAIS é considerado de merda, porque só da ladrão e o povo ainda vota nos vagabundos. Faltou uma revolução popular sangrenta no Pais todo, por uns 30 anos, para isto aqui virar coisa que presta.

  • Cidadão MT | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 08h39
    6
    1

    Só uma perguntinha básica e que não quer calar: "Eles estão recebendo salários"???? Pq se estiver, até quem deixa isto acontecer tem que ser preso. Tem um servidor de carreira de uma secretaria (viva a natureza!) que foi secretário e foi preso por uns dias, agora tá todo soltinho da silva sauro, dizem que com "tornozeleira" que não serve pra nada mas continua recebendo e não é pouco não pro padrão salarial brasileiro... Uma pouca vergonha e tapa na cara pra quem trabalha honestamente e que enxuga gelo dia após dia. Fez merda, ficou comprovado, tem que ser sumariamente exonerado. Assim fica fácil né???

  • Luciano | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 08h36
    8
    1

    Agora a casa de muita gente vai desabar...

  • Motorista de ônibus | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 08h34
    8
    0

    Todos bandidos cadeia neles

  • Pacufrito | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 08h21
    10
    0

    Judiciário vergonha, boa parte desta bandalheira que esta ai, este assalto aso cofres públicos é do judiciário que sempre deu um jeito de não punir seus amigos políticos e empresários, UMA VERGONHA, montaram uma quadrilha, uma organização criminosa para assaltar os cofres públicos, tudo isto com a leniência do MPE, PGR, judiciário políticos e empresários, UMA VERGONHA, estes são os que não querem prisão depois de condenados em segunda instância, estes bandidos corruptos mataram muita gente, quantas pessoas morreram nas filias dos hospitais por falta de atendimento, por falta de recursos? quantas crianças passaram fome por falta de merenda? e estes bandidos agora vem e dizem haaa eu roubei mas tinha masi gente e me arrependi e devolve uma micharia do que roubou, e pior o judiciário aceita duto isto. VERGONHA. Quem não sabia que Riva, Silal, Boisaipo, Sergio Ricardo, e outros ja estavam envolvidos nos esquemas da AL e o Arcanjo, quem não sabia, e o judiciário fez vistas grossa, em 2001 ou 2002 quando o Arcanjo foi preso estes bandidos corruptos deveria ter sido presos junto, e os amigos do judiciário livraram eles da cadeia, se tivesse sido feito justiça la em 2002, quando dinheiro poderia ter sido deixado de roubar? vocês matam gente a toda hora. corruptos.

  • Milkão | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 08h06
    10
    1

    Ué, até ontem atestavam e diziam que nessa corte só tinha santo e gente boa de primeira linha? O que aconteceu? Mas é assim, devolve uns 5%, faz um acordo meia tigela e vida que segue, brio na cara é coisa dos antigos...

  • juliano martins | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 08h05
    7
    4

    E o comentário nos bastidores é de que a delação do RIVA pode ser anulada. As provas que o Conselheiro Sergio Ricardo entregou são contundentes e evidenciam omissão intencional......

  • Antônio | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 07h29
    9
    0

    Rapaz... esse políticos de MT devem ser jogados todos numa vala comum.....

  • Ggm | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 07h12
    9
    1

    Cada povo tem o governo que merece.

  • adalberto | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 07h07
    10
    0

    Nossa mas que maravilha afastados e recebendo esta miséria de salário de conselheiro do TCE, muito bom, ja se passaram 2 anos agora mais 6 meses, o bandido comum vai pra cadeia, e esses ficam em casa de boa recebendo seus salários, que na verdade é o dinheiro dos "idiotas" dos contribuintes...Esta é a justiça do brasil....

  • Marlan | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 06h33
    11
    0

    É ISSO AI SÉRGIO RICARDO, DETONA ESSA QUADRILHA DE CORRUPTOS. SEU ZÉ DIZIA:"PRA QUEM JÁ TA NO INFERNO, NÃO CUSTA NADA ABRAÇAR O CAPETA".... ENTREGANDO O BANDO VOCÊ ESTARÁ FAZENDO UM BEM AO POVO AINDA QUE TENHA ERRADO MUITO...

  • Amosil | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 06h10
    5
    0

    Só bosta no ventilador..O ex séc.d educação q Era o bam bam bam ! Tá fritoooooo

  • João Luiz Corrêa | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 04h46
    11
    1

    GLOBO ou RECORD teria que Levar isso a nível NACIONAL..!((Fantástico e Domingo Espetácular))!!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS