20 de Novembro de 2019,

Política

A | A

Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 20h:30 | Atualizado:

FIM DA PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA

Em Cuiabá, ministro do STF diz que população confunde "vingança e justiça"

Gilmar Mendes visitou o HMC ao lado do prefeito Emanuel Pinheiro e do deputado Emanuel Pinheiro Neto


Da Redação

gilmarmendes-emanuel.jpg

 

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, fez uma análise da radicalização política e institucional que atravessa o Brasil nos últimos anos. Em sua avaliação, a maior “responsável” por criar no imaginário da sociedade a concepção de grupos políticos inimigos, por todo o país, é a imprensa.

Gilmar Mendes conversou com jornalistas na tarde desta sexta-feira (8) no Hospital Municipal de Cuiabá “Dr. Leony Palma de Carvalho”. Durante a visita à unidade de saúde, Mendes esteve acompanhando do prefeito da Capital de Mato Grosso, Emanuel Pinheiro (MDB).

O ministro comentava a decisão do plenário do STF na última quinta-feira (7), que estabeleceu que condenados pela Justiça só podem ser presos após o trânsito em julgado do processo (ou o fim da possibilidade de interposição de recursos judiciais). O beneficiado mais famoso com a medida é o ex-presidente Lula, que já saiu da prisão nesta mesma sexta-feira. O debate sobre o caso, e a oposição política ao grupo que ocupa o Poder hoje no Brasil, encabeçado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), vem gerando intensas discussões no país – não raro, também agressivas.  

“Eu tenho a impressão que todos nós de alguma forma, por omissão, ou ação, contribuímos para isso. De alguma forma deixamos isso acontecer. Eu tenho dito sempre que eu deploro a situação a que chegou o país em termos de radicalismo e polarização. Isso foi obra da imprensa. A imprensa demonizou determinadas pessoas e beneficiou outros. Estimulou esse tipo de prática”, criticou ele.

Gilmar Mendes completou sua crítica ponderando que “todos” devem fazer uma autocrítica e classificou a decisão plenária do STF como um fato “normal” do cotidiano da sociedade.

“É o momento, e essas manifestações radicais, ajudam que agente clame a todos uma autocrítica. Onde nós erramos? O que nós fizemos de errado? As decisões da justiça se cumprem. Temos que respeitar o sistema de divisão de poderes. A mim [liberdade de Lula] me parece que isso será recebido com normalidade. Novidade hoje. Amanhã ele estará em casa e a vida segue normalmente. A política é feita de diálogo. E eu vejo isso com absoluta normalidade”, ponderou o ministro.

Sobre as críticas recebidas pelo Supremo por mudar a decisão da prisão após condenação em 2ª instância, ele considerou "normal". Segundo ele, a população só passa a entender de fato o que é a Justiça, quando é diretamente atingida e hoje o grande pensamento é "vingança". "Quando um parente nosso é preso, a gente não fala mal de quem concede habeas corpus", disse.

MEDO DA IMPRENSA

O ministro do STF também fez uma confissão ao comentar sobre um recurso interposto pela defesa do ex-presidente Lula em 2018 – que tentava evitar sua prisão após o esgotamento de todos os recursos possíveis ainda no âmbito da 2ª instância do Poder Judiciário.

Segundo ele o caso é “constrangedor” para a justiça tendo em vista que o referido recurso foi interposto primeiramente no Superior Tribunal de Justiça (STJ), no ano passado, mas foi julgado apenas este ano. Na avaliação de Gilmar Mendes, Lula já poderia ter sido "mandado para a casa antes" e que o Poder Judiciário só não o fez por "medo" da imprensa.

“O caso do Lula é um caso constrangedor para a Justiça. Esse recurso chegou ao STJ em 2018, este ano ele foi decidido. Inicialmente o relator indeferiu o pedido. E reduziu a pena dele. Já poderia ter mandado ele para a casa antes. Veja a mídia opressiva faz com que o Tribunal tenha medo”.

 

Postar um novo comentário

Comentários (22)

  • Raul | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 16h19
    3
    0

    É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha... Mandou parar a investigação do Queiroz, Mandou parar de investigar os Bolsonaros, deixa o pau torar, quem não deve não teme... Esse povo está mamando nas tetas do governo de 1987... Tava na hora da máscara cair Gilmar, aí vc vai e protege o bandido.

  • alexandre | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 15h08
    5
    0

    vergonha o STF vai jogar o Brasil em guerra civil....aumento da polarização soltaram ze dirceu...

  • Edson Castro Fonseca | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 13h00
    8
    1

    Tá andando com as pessoas certas, bem ao seu nível moral. Zé do paletó e sua prole

  • Paolo | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 12h24
    8
    0

    Vc e a desgraça do lula desse ano não passam...o Brasil do bem não merece vcs.

  • Rafael | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 11h10
    14
    1

    BANDIDO, CANALHA!

  • Cidadão | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 10h38
    14
    0

    Agora eu te pergunto, o q faz um ministro do STF no pronto Socorro Municipal?

  • Pacufrito | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 08h32
    13
    0

    Eleitores de Cuiabá, olhem bem que esta recepcionando o imoral do Gilmar Mendes, Emanuel pinheiros e seu filho, com certeza devem comemorar as falcatruas juntos. ACORDA POPULAÇÃO ACORDA. Ja devem estar preocupados com a prisão do mensaleiro.

  • Pacufrito | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 08h29
    8
    0

    Mais uma deste imoral deste senhor, o STF virou banca de advogado de bandidos, em quase todos os paises civilizados do mundo a prisão após condenação em segunda instância é permitido, nestes paises também é vingança???? É vergonhoso o que estes ministros do STF fazem como Brasil, no EUA por ex, até condenado em primeira instância vai para cadeia, querem justifica o injustificável, STF vergonha, é claro que tudo isto aconteceu porque os amigos deles estão na cadeia ou prestes a ir para cadeia, este é o motivo, BRASIL ACORDA, e tem uma classe que pode parar o Brasil, caminhoneiros parem em protesto, parem o Brasil, vamos todos a Brasilia, estes imundos vão fugir igual ratos, vamos ganhar uma semana, ou vamos perder uma geração inteira, vamos ficar uma semana de protesto para ganhar melhores condições depois. Temos que ir todos a Brasilia e colocar 500 mil pessoas na frente do congresso, quero ver se votam ou não votam a PEC da prisão em segunda instância. só assim mudaremos o Brasil, STF VERGONHA.

  • Sacripanta | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 08h19
    12
    0

    Mané, Mané, o senhor tem andado com um povinho que está em "alta" com a sociedade brasileira. O tal ministro e bastante "querido". Se o prefeito tivesse feito a visita com dois peixes podres no bolso do paletó e um urubu no ombro garantiria mais votos...

  • Eurides | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 08h18
    11
    0

    Esse prefeito é complicado e gosta de esconder tudo aquilo que não presta, porque não anunciou a vinda desse camarada que quer a impunidade no País,que temos a certeza que não receberia aplausos nenhum e sim mto repúdio.

  • Sr. Sincero | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 08h10
    11
    0

    O problema desse senhor não é com aplicar ou não a lei... é ser contra a imprensa e contra a vontade do povo em se fazer justiça contra esses RATOS que vilipendiam nossos recursos!!!

  • Leal | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 07h59
    11
    0

    Cara de pau o colega de tifa aí,heim??? SÓ NO BRASIL que um Ministro do Supremo chama a promoção da IMPUNIDADE de “fazer justiça”!!! Prisão NÃO É VINGANÇA ,ministro...A prisão é para afastar o criminoso da sociedade e IMPEDIR QUE CONTINUE COMETENDO CRIMES...

  • Tereza | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 07h43
    10
    0

    Gilmar Mendes e a vergonha de MT, gostaria de encontra lo um dia e dizer pessoalmente que ele é uma pessoa que me enoja, advogado porta cadeia é o que ele deveria ser. Ser asqueroso, ainda tem pessoas que querem prestigia lo, da mesma laia que ele.

  • araqueto | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 07h30
    9
    0

    E os jornalistas calados só segurando o gravador, não fazem perguntas. Reproduz o que esse ministro fala. O Supremo mais uma vez julga a favor de quem pode mais. A favor de corruptos.

  • Nataly | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 07h14
    11
    0

    É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...É uma vergonha...

  • Galdencio | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 07h06
    12
    0

    Alexandre Nardoni, condenado a uma pena de 30 anos de prisão pelo assassinato da própria filha Isabella Nardoni, conseguiu um habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e reconquistou o regime semiaberto. Aí vem esse boca de caçapa querer amenizar essa infâmia que foi feito pela organização criminosa STF

  • Carlos | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 06h44
    12
    0

    GILMAR MENDES, VERGONHA DE MATO GROSSO LADRÃO SUA HORA VAI CHEGAR NÃO ADIANTA FUGIR PRA PORTUGUAL A JUSTICA DIVINA TE PEGA.

  • Galdencio | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 06h43
    11
    0

    Esse é um dos sujeito mais sórdido, cínico e canalha do País. O sonho dos brasileiro que tem vergonha na cara é ve-lo num porão sendo torturado 24 horas por dia.

  • Ricardo Augusto | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 05h48
    9
    0

    Não, Sr. Ministro, o cidadão honesto, trabalhador e cumpridor de leis quer justiça. Que os corruptos, latrocidas, estupradores, traficantes e outros criminosos cumpram pelos seus crimes e não fiquem fora da prisão. Chega de impunidade!!!

  • Paulo | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 21h59
    33
    1

    Kkkkkkk mas é muito cômico esse ministro .

  • Djuca Paletó | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 21h48
    40
    1

    Ridícula a declaração. Justiça no Brasil é só para preto, pobre e puta, como sempre foi e sempre vai ser, a prova é a soltura desse ladrão, que é milionário, roubou a saúde, a educação do povo brasileiro, contratou os melhores advogados do país e mais uma centena de lobistas, e hoje ganhou a liberdade, comprovando que roubar e matar compensa.

  • Povo de Mato Grosso. | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 21h05
    45
    1

    Quando será que vai ter cadeia no Brasil pra quem DEFENDE e idolatra bandido? Só esperando.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS