15 de Setembro de 2019,

Política

A | A

Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 23h:50 | Atualizado:

REPASSES DA SAÚDE

Emanuel “aceita” receber R$ 39 mi, mas discutirá diferença

Prefeito alega ter R$ 55 milhões para receber, enquanto Estado diz que valor é menor


Da Redação

emanuel-praca.jpg

 

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse nesta terça-feira (20) que aceita que o Estado apresente uma proposta para fazer o pagamento dos R$ 39 milhões que admite dever o município, enquanto a diferença dos R$ 55 milhões que o a prefeitura entende como o valor devido seja discutida em uma mesa de negociação.

O valor de R$ 39 milhões é admitido pelo secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, que, no entanto, contesta o valor apresentado pela prefeitura. 

Figueiredo, conforme números apresentados pela SES-MT e divulgado por ele em entrevistas à imprensa, disse que os controles da secretaria estadual indicam que em 31 de dezembro de 2018, o Estado devia para Cuiabá R$ 63.573,354,56, valor correspondente a dívidas em atraso referentes aos anos de 2016, 2017 e 2018. 

Desse total, o Estado já pagou R$ 23,7 milhões, restando ainda a ser pago R$ 39,8 milhões da dívida antiga. Além desse valor já pago, a SES já repassou R$ 52 milhões referentes ao exercício de 2019, que o estado afirma estar “rigorosamente em dia”. Gilberto Figueiredo também admitiu aprofundar uma auditoria nos números, para acabar de vez com a polêmica.

Já para o prefeito Emanuel Pinheiro, a dívida pendente de 2016 a 2018 na área de saúde com a atenção básica e secundária chega a R$ 55,8 milhões, valor que ele está cobrando. Como o Estado garante que a dívida é de R$ 39,8 milhões, ele faz uma proposta.

“Faz o seguinte, acerta os R$ 39 milhões, faz uma proposta e a minha equipe senta à mesa de negociação para ver a diferença. Se o Estado estiver certo, não tem problema, eu não quero cobrar o que o Estado não deve para a saúde pública da população cuiabana”, disse o prefeito nesta terça-feira (10) no bairro Tijucal, durante lançamento do Programa Hora Estendida, em unidades de Saúde da Atenção Básica.

O prefeito sugeriu ao governo que faça uma proposta para pagar estes R$ 39 milhões que o Estado reconhece. “São quase R$ 40 milhões, faça uma proposta, em dez [parcelas] de R$ 4 milhões, 20 de R$ 2 milhões. Eu aceito, vai ser tudo investido para melhorar a saúde pública da população cuiabana. O que não pode é não pagar, o que não pode é continuar fingindo que não existe [a dívida] e a população aí precisando, a gente trabalhando dia e noite para avançar e melhorar na saúde pública”, disse o prefeito.

DECLARAÇÃO DO GOVERNADOR

Em relação à declaração feita pelo governador Mauro Mendes (DEM) na noite da última quinta-feira (5) durante solenidade pelo aniversário de 184 anos da Polícia Militar, que Emanuel “trabalha pouco, e mente bastante”, o prefeito disse que não gostaria de entrar “nesse nível” e que o governador devia estar nervoso, devido aos problemas que ele enfrenta na gestão de Mato Grosso. Mas aproveitou criticar a atitude do governador. 

“Acho que essa não é a postura mais indicada para o chefe do Poder Executivo estadual. Não é isso o que a sociedade espera dele, principalmente quando se discute um assunto tão grave e tão sério, que é uma divida reconhecida do Estado, muito alta, valor que o estado reconhece, quase R$ 40 milhões, é uma divida altíssima”, disse Emanuel

Ressaltando que não quer esse tipo de discussão, “nos termos que o governador colocou”, o prefeito explicou que tipo de relação espera que ocorra entre ele e Mauro Mendes. “Espero que daqui para frente ele entenda que essa relação institucional entre governador do Estado e prefeito da Capital precisa ser feito em alto nível, com respeito mútuo, principalmente quando está em jogo a saúde publica da população cuiabana”.

 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • anastácio | Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019, 10h06
    1
    0

    esse prefeito Emanuel palito e muito cara de pau mesmo em na onde vomos parar

  • Albuquerque | Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019, 07h31
    3
    4

    A diferença vai para o paletó???

  • Fabio | Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019, 06h39
    4
    4

    Discutir depois??? E o palitó, qual a explicação?? Aguardando ansioso 2020...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS