13 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 16h:24 | Atualizado:

Escola de Contas formou mais de 6,8 mil alunos em 2017

A Escola Superior de Contas do Tribunal de Contas de Mato Grosso fechou o ano de 2017 com 6.817 alunos formados nos cursos e oficinas que integram os sete programas de capacitação e desenvolvimento técnico oferecidos no período de janeiro a dezembro. O balanço positivo foi apresentado pela diretora da instituição, Marina Spinelli, nesta sexta-feira (26.01).

Os programas oferecem cursos presenciais e pelo sistema de Ensino à Distância (EAD) tanto para o público interno da Corte de Contas quanto aos fiscalizados e o público externo em geral.

No programa de formação em gestão pública para fiscalizados (PVF), por exemplo, foram oferecidos cursos nas seguintes áreas: Gestão Eficaz, que abrangeu nove polos e contemplou 1.237 pessoas; Democracia Ativa, realizado em 13 polos, beneficiando 560 formados; Fiscalização de Contratos Administrativos (EAD), com 428 formados; Formação de Preços Referenciais em Compras Públicas (EAD), com 407 formados; e Sistema GeoObras, com 160 formados, totalizando 2.792 beneficiados diretos.

Por sua vez, o Programa de Capacitação para públicos do PDI fechou o ano com um total de 1.875 pessoas formadas. Os cursos do PC/PDI atenderam demandas nas áreas de Controle Social em áreas como Cidadania e Controle Social; Conselhos de Políticas Públicas e suas Perspectivas e desafios; Conselhos Deliberativos de Comunidades Escolares; Competências Pessoais, na área de Negociações Construtivas e de Gestão Pública, nas áreas específicas de gerenciamento de Crise Fiscal e Econômica e sobre Perspectivas da Reforma Previdenciária, Previdência Pública e Privada e Previdência Complementar.

Conforme a diretora da Escola de Contas, também alcançaram os objetivos traçados no Planejamento Interno da instituição os programas voltados para a formação da continuadade das competências do pessoal técnico e dos membros do Tribunal, bem como do Ministério Público de Contas. Foram aproveitadas 952 vagas em cursos diferentes em áreas como Auditoria Avançada, Fiscalização de Contratos Administrativos, Formação de Preços em Compras Públicas, Auditorias Operacionais e Governança em TI, Detecção de Fraudes em Licitações, Fiplan, entre outros.

Também foram ofertados cursos nas áreas de Liderança e Gestão de Pessoas, Equipes de Alta Performance, Gestão de Projetos, Gestão de Processos de Negócios e Formação de Tutores e Muniplicadores, tendo sido formados 351 profissionais.

Para este ano, Marina Spinelli explica que o planejamento está sendo finalizado pela equipe técnica da instituição.

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS