03 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 19h:44 | Atualizado:

CINTO APERTADO

Estado corta 20% do custeio dos poderes; AL prioriza salários e fornecedores

Legislativo terá repasse integral do duodécimo apenas a partir de maio

botelho-financas.jpg

 

Em reunião na manhã desta segunda-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), pediu a equipe técnica da Secretaria de Finanças da Casa de Leis, ajustes necessários para enfrentar o contingenciamento de recursos priorizando o pagamento de salários de servidores e de fornecedores. “Discutimos as metas de acordo com o contingenciamento, para que as finanças da Assembleia Legislativa fiquem dentro do planejado, ou seja, vamos priorizar o pagamento de salários de servidores e fornecedores. Para isso, o presidente reforçou a necessidade de economizar ainda mais para o cumprimento do calendário, sem perder as rédeas nesse momento de crise que afeta o país”, afirmou o secretário de Finanças da ALMT, Ricardo Adriane Oliveira, ao agradecer a compreensão de todos.

Na última sexta-feira, durante reunião com o governador Pedro Taques (PSDB), os chefes dos Poderes Constituídos se comprometeram a ajudar. Conforme Botelho, o governo fará a contenção no custeio dos poderes, retirando 20% durante quatro meses, também não pagará o custeio de janeiro.

A previsão é que a partir de maio comece a recomposição para que até o final do ano essa diferença seja totalmente devolvida aos poderes, dentro dessa legislatura. “Esse é o acordo, não é uma proposta boa para nós, mas é o que dá para fazer segundo o governo. Esperamos que seja cumprido a partir de maio, senão complicará muito para os poderes”, disse Botelho, ao destacar que há expectativas de melhora da economia, inclusive, com a safra recorde de Mato Grosso no ano passado, embora a arrecadação ainda não corresponda as expectativas. “Vamos trabalhar com a expectativa de que será cumprido o acordo”, finalizou Botelho.

 

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Eleitor do TAQUES | Terça-Feira, 30 de Janeiro de 2018, 09h01
    0
    1

    Parabéns GRANDE GOVERNADOR EM PODA ESSE INÚTIL DEPUTADOS..VC É UM MARAVILHOSO GOVERNADOR..

  • ivan | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 23h54
    5
    1

    queria saber pra que que servem esses 24 deputados com toda estrutura que tem para trabalhar com infinitos assessores etc e tal VI...e não descobrem pra onde o dinheiro está indo ? não é normal uma arrecadação de 20 bilhões de reais e governo dá calote em todo mundo na saude, nos fornecedores, nos poderes, nos servidores. E digo mais caso Taques se reeleja vai começar a atrasar salario de todos os poderes ....falo atraso mesmo de uns 3 meses...servidor terá de fazer empréstimo no banco pra poder comer. Engraçado que entrando outro governador é capaz de em 3 meses consertar essa bagaça.

  • Lucas Dias | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 22h16
    2
    0

    Papel aceita tudo! Isso na imprensa que estão dando propaganda é nada mais que uma contra informação para os outros idiotas aceitar o que o governo está fazendo. Crise, crise kakakaka tenho certeza que não é! O incrível é para os outros poderes os salários dos servidores são priorizados no tempo e dia certo, e o que está certo. Pro executivo tem que atrasar. Esperamos que não pague no tempo certo , o governo verá se terá policiamento no carnaval.

  • Lucas Dias | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 22h16
    1
    0

    Papel aceita tudo! Isso na imprensa que estão dando propaganda é nada mais que uma contra informação para os outros idiotas aceitar o que o governo está fazendo. Crise, crise kakakaka tenho certeza que não é! O incrível é para os outros poderes os salários dos servidores são priorizados no tempo e dia certo, e o que está certo. Pro executivo tem que atrasar. Esperamos que não pague no tempo certo , o governo verá se terá policiamento no carnaval.

  • MT mais importante | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 21h46
    1
    0

    Sugiro ao renomado site realizar um questionamento sobre o número enorme de contratação na Seduc.

  • alexandre | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 21h12
    5
    2

    É tem poder, que ainda não caiu no mundo real e reclama que parou investimentos, quando não há recursos pra salários, o legislativo e judiciário tem que se adequar.

  • pacufrito | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 20h13
    6
    4

    Estes bandidos não mudam, ao invés de demitir metade de seus puxa sacos, não, preferem diminuir o atendimento ao publico, e o povo que se lixe. cambada de imorais.

  • Noris | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 20h10
    12
    1

    A artecadacão pode aumentar uns 30 por cento que Pedro Tanques continuará dando calote. É igual aquelas pessoas que tem dinheiro mas são caloteiras!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS