20 de Setembro de 2019,

Política

A | A

Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 16h:15 | Atualizado:

PROGRESSÃO DE REGIME

Silval prova curso de pastor, leitura e trabalho no CCC para reduzir pena em 488 dias

Documentos estão sob análise do juiz Leonardo Pitaluga, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá


Da Redação

silvalaudiencia4.jpg

 

Sentenciado a 13 anos e sete meses de prisão por crimes como constituição de organização criminosa, concussão e lavagem de dinheiro, Silval Barbosa deve conseguir cerca de 488 dias de redução dessa pena após comprovação documental de que fez cursos, leituras e trabalhou durante os quase dois anos em que ficou encarcerado no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

O ex-governador foi condenado em ação criminal proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE) com indícios e provas encontrados e produzidos durante a primeira fase da Operação Sodoma. Inicialmente negados, esses crimes foram depois confessados por Silval, que firmou delação premiada (quando o réu aceita detalhar malfeitos e apontar cúmplices destes à justiça em troca de penas mais leves) celebrada com os procuradores da República e, posteriormente, homologada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A defesa conseguiu o pleito depois de atender determinação de um dos juízes da Vara de Execuções Penais de Cuiabá, Leonardo de Campos Costa e Silva Pitaluga, responsável por analisar este pedido de remissão de pena. A documentação foi anexada e entregue ao juízo na semana passada, dia 15 de julho. Havia certificados e os livros disponibilizados e marcados como lidos no CCC.

De acordo com o texto dos autos, Silval Barbosa ainda participou do projeto Leitura Sem Fronteiras. Nele, leu e fez a resenha de nada menos que 19 livros. Entre estes, salta aos olhos o gosto pelo guru da autoajuda Augusto Cury, do qual ele devorou títulos como O Vendedor de Sonhos, Felicidade Roubada e Ansiedade.

Entre os certificados, há um expedido pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) comprovando que Silval Barbosa trabalhou um total de 86 dias na horta do CCC. Ele também fez cursos de campos variados do conhecimento, num total de quase 2 mil horas.

Foram 600 horas gasta no curso de Eletrônica Básica em Rádio e TV, 450 horas num curso de agropecuária, 370 horas aprendendo Rádio Técnica e Eletrônica, outras 270 horas aprendendo a ser Auxiliar de Contabilidade.

Além de ex-governador, o homem que já devolveu R$ 70 milhões em bens móveis e imóveis e dinheiro aos cofres públicos por ter reconhecidamente roubado esse valor, ele agora pode colocar no currículo que é pastor evangélico, pois fez e apresentou um diploma de Bacharel em Teologia, pegar bicos de contador, pois fez um curso à distância de Contabilidade Rural e até dar palestras no Procon, pois fez um outro de Introdução ao Direito do Consumidor.

Para oficializar a diminuição de sua pena, o magistrado Leonardo de Campos Costa e Silva Pitaluga deve aceitar como válidos todos os papeis apresentados. A decisão depende da agenda, mas deve sair nos próximos dias.

PRISÃO E SEMIABERTO

Silval Barbosa foi preso em setembro de 2015 na 1ª fase da "Operação Sodoma". Teve contra si outros 4 mandados de prisão e ficou detido no Centro de Custódia de Cuiabá por 1 ano e 9 meses, quando obteve direito a prisão domiciliar após passar a colaborar com as investigações e assumir crimes durante o período em que comandou o Palácio Paiaguas.

Em maio deste ano, migrou para o regime semiaberto sendo monitorado por tornozeleira eletrônica. Com isso, ele pode trabalhar durante o dia e se recolher a noite e aos finais de semana em sua residência. O ex-governador tem dividido sua rotina entre Cuiabá e Matupá.

  

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • Alexandre Flausino | Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2019, 11h49
    0
    0

    interessante

  • Victor | Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 16h54
    0
    1

    Yule não cabe à religião ou a fé barrar quem quer que seja, relegá-lo a impossibilidade de mudança, da tentativa de se aproximar de Deus. Quanto ao seu infeliz comentário não passa de preconceito religioso e falta de conhecer com mais profundidade os fundamentos da fé cristã. Pois se fossemos julgar os católicos pela conduta de alguns, ou os budistas, ou os indus, estaríamos nivelando por baixo e desconsiderando quantas pessoas foram recuperadas com o evangelismo na nosso sociedade, desde ex-viciados em drogas, alcoólatras, ect.

  • Kaka | Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 06h58
    1
    0

    Haja combustível, laranja$$$, ignorância e campos minafos. Não presenciei UMA referência honrosa como exemplo de ex e atual governo. No fim com tanta mentira morremos no Mentes.

  • Yule | Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 06h43
    1
    0

    Por isso que temos que parabenizar os desbradores que na década de 70 vieram ganhar a vida nos Mato Grossos. E o sr Silval muito deve a familia Simarelli que devem a outros também. No mundo doa negócios só tem homens de ouro, dos postos de gasolina que o sr e o seu irmão começaram aos impostores crentes que se dão bem matando, forjando, atuando e jurando santidade. Se a moda crente pega como está Deus virará adorno para os fiéis ao inferno que a maioria prega mas na prática tudo invertido. Quanta brincadeira de mau gosto e blasfemia ao Criador que nunca disse ser religiao. Deus é amor, paz, a verdade absoluta e infinito. Estão todos brincando com isso. Vocês acabaram de ler sobre o vulcão que explodiu na Venezuela e nos atingiu. Continuem. Estao certinhos todos.

  • Sérgio rezende | Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 02h45
    2
    0

    ESSE IMBECIL PAULO SANTOS QUEM TE FALOU QUE SÓ O CURSO DE BACHAREL EM TEOLOGIA SÓ O ASSEMBLEIA DE DEUS É RECONHECIDA PELO MEC ? PRIMEIRO VOCÊS TEM QUE RESPEITAR OS BATISTAS QUE VOCÊS SAIRAM DE LÁ TEM OS PRESBITERIANOS TAMBEM OS METODISTAS FACULDADES DE REFERÊNCIA NO PAÍS VAI SE INFORMAR PRIMEIRO ANTES DE ESCREVER MERDA AQUI AGORA OUTRO DETALHE NO SEU CURSO ACREDITO QUE TEM ALGUMAS PALAVRAS QUE NAO TEM LA AMOR ARREPENDIMENTO SALVAÇÃO . EU ACHO QUE NA SUA TEOLOGIA SÓ TEM VINGANÇA ODIO RANCOR

  • Ludmila | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 22h54
    5
    0

    Os asseclas do Taques acusavam dia e noite o governo Silval e agora ele está respondendo por desvios do FUNDEB, grampos, etc. Bens do seu primo Paulo Taques confiscados. Prefiro aguardar o fim do mandato do Mauro Mendes. Dinheiro o Estado tem, ninguém sabe pra onde está indo. 🤷‍♂️

  • Fagner | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 22h41
    4
    0

    Quem critica o Silval é porque tem uma boquinha no desgoverno Mauro Mendes.

  • Túlio | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 22h39
    3
    0

    Os acusadores do Silval Barbosa: Pedro Taques e Selma Arruda são acusados de crimes graves. O Mauro Mendes praticou claro estelionato eleitoral, prometeu mundos e fundos, se associou aos grandes produtores rurais e colocou a conta do Estado sobre os ombros de pequenos comerciantes, pequenos produtores rurais e servidores públicos.

  • Neto | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 22h36
    3
    0

    As corruptas e desastrosas administrações que se seguiram amenizaram qualquer culpa a ser imputada ao ex-governador. Só oportunistas e mentirosos.

  • Lúcio | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 22h32
    4
    0

    Deveriam abrir uma vaga para o Pedro Taques e o Mauro Mendes neste curso de teologia.

  • Redenção | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 22h30
    4
    0

    Deus deu oportunidade a todos de redenção, inclusive para vc tão ou mais corrupto do que ele foi, ou que hipocritamente desconsidera a corrupção das gestões subsequentes à do Silval Barbosa por conveniência política. Deus está vendo.

  • +Rogério | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 21h14
    2
    3

    Esse Verme deveria ser apedrejado em praça pública, roubou bilhões, #udeu com o estado, inclusive comprando a cumplicidade de muitos e agora é defendido por milhares que se beneficiaram de um cajá a boca anual. País de hipócritas.

  • Zeca | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 19h39
    1
    2

    Minha nossa, gostaria de assistir uma pregação desse pastor.

  • CARLOS ALELUIA MONTEIRO. | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 18h42
    2
    0

    NÃO SEI QUEM E MAIS CANALHA COM O DINHEIRO DO POVO.. SE E O SILVAL OU A JUSTIÇA

  • JHOY | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 18h06
    4
    2

    NA REPORTAGEM MENCIONA::: ""o homem...devolveu R$ 70 milhões .......roubado"". NÃO DEVERIA SER:::::: '''o corrupto.....devolveu R$ 70 milhões .......roubado""

  • John | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 18h00
    6
    0

    PODE SE CANDIDATAR QUE GANHA DE NOVO FAZ UMA ENQUETE ENTRE PEDRO TAQUES MAURO MENDES E SILVAL PRIMEIRO QUE OA TRÊS TEM ROLO E MARACUTAIA MAIS O SILVAL DA SHOW NESSES DOIS MALANDROS SILVAL 2022 TCHAU OBRIGADO

  • José | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 17h40
    3
    2

    Se essa onda pegar políticos daqui para frente vão pousar de anjinhos e vai faltar igrejas para ser comandas por ex políticos agora pastores eo sival Barbosa ficou pouco tempo preso por ter feito tantos cursos pastor contador agricutor radialista etc e ainda sobrou tempo para ler há se a NASA descobrir este homem ?

  • Sincero | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 17h09
    5
    1

    O Silval Barbosa iniciou o VLT e ele mesmo vai terminar. Esse sim foi governador para os pobres, mesmo com toda a perseguição de setores do Ministério Público e do Judiciário capitaneados pelo ex-procurador da República Pedro Taques e pela ex-juíza, hoje ré Selma Arruda.

  • Paulo Santos | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 17h06
    3
    3

    O único curso de bacharel em teologia reconhecido pelo mec em Mato Grosso é o da Feics no Grande Templo e é presencial, aliás esse curso esta acabando no próximo ano, Mas tem o reconhecimento pelo MEC, os outros em todo Mato Grosso é de duvidar ou apenas Seminários que as igrejas tem. Outra coisa ser Teólogo é diferente de ser Pastor, Silval Barbosa nunca foi pastor, isso é desrespeito aos pastores. Hoje tem muita gente que nunca foi em uma faculdade de jornalismo e se intitula jornalistas, e vcs sabem muito bem disso.

  • Davi | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 16h37
    8
    3

    Com o deslinde do caso dos grampos as denúncias contra o ex-governador devem ser arquivadas e será novamente governador em 2022.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS